Pole position, Felipe Drugovich viveu experiências positivas em sua estreia nas 500 Milhas de Kart

Terceira temporada do piloto brasileiro na Fórmula 2 inicia na metade de março, no Bahrein

O último final de semana foi de novas experiências para Felipe Drugovich, que em março dará início à sua terceira temporada na Fórmula 2, último “degrau” antes da Fórmula 1. No Kartódromo de Interlagos, na zona sul da capital paulista, o piloto disputou pela primeira vez na carreira a famosa 500 Milhas de Kart.

“Meu calendário na Europa nunca ‘fechou’ com as 500 Milhas, mas este ano deu certo porque ela foi disputada em janeiro”, conta Felipe Drugovich, que este ano retorna para a equipe holandesa MP Motorsport, pela qual venceu três provas em sua temporada de estreia na Fórmula 2 em 2020. “E foi muito legal, muito divertido. Uma oportunidade única, que quero repetir nos próximos anos”, emenda o piloto, que levou sua equipe, a Car Racing / Americanet, à pole position no último sábado (29) em Interlagos.

Largando da pole position entre 41 karts, Drugovich perdeu a ponta para André Nicastro nos primeiros instantes de prova, mas a recuperou duas voltas depois para, então, abrir uma distância confortável de mais de 8 segundos. O piloto de Maringá (PR), que dividiu a pilotagem do kart #85 com Enzo Bortoleto, fechou seu primeiro turno de pilotagem na liderança, mas a partir daí começaram os problemas.

“Percebemos um desgaste excessivo na parte frontal do chassi, que ficou muito ‘mole’ e pegava no chão. Com a frente ruim, perdemos rendimento e lutamos contra esse problema. Mas mesmo assim permanecemos em terceiro por um bom tempo”, relembra Felipe Drugovich. “Depois tivemos uma quebra de motor que nos tirou todas as chances. Nos restou ajudar a equipe a vencer”, completou o piloto, referindo-se ao kart 301, que levaria a Car Racing / Americanet ao tetracampeonato nas 500 Milhas.

A temporada da Fórmula 2, com 14 etapas, terá início entre os dias 18 e 20 de março, quando será disputada a 1ª etapa, no Bahrein. Antes disso, também no Bahrein e entre os dias 2 e 4 de março, Felipe Drugovich participará de testes coletivos da categoria.

Felipe Drugovich tem o apoio de Drugovich Auto Peças, que atua no ramo de peças para caminhões e ônibus; da Jaloto & Drugovich, destaque nacional no segmento de transporte de cargas paletizadas; e da Stilo, fabricante italiana de capacetes.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *