Rally Dakar – Top 3 para os brasileiros nos UTVs no sexto dia de competição

Varela e Gugelmin terminam no top 3 dos UTVs no sexto dia do Rally Dakar 2020

Depois de cinco dias bem difíceis, os brasileiros Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin finalizaram no top 3 dos UTVs (SxS) a sexta etapa do Dakar 2020, com o veículo Can-Am Maverick X3. Nesta sexta-feira (10/1), a competição partiu de Ha’il com destino a Riyadh, capital da Arábia Saudita, em um percurso de 830 quilômetros, sendo 477 cronometrados. Com o resultado, a dupla da Monster Energy/Can-Am/South Racing subiu três posições na classificação geral e ocupa agora o 13º lugar.

A vitória do dia ficou com os companheiros de equipe da dupla do Brasil, os espanhois Gerard Farres Guell e Armand Monleon. Porém, a liderança voltou para as mãos dos chilenos Francisco “Chaleco” Lopes e Juan Pablo Vinagre, que abriram uma vantagem de 9min48s para os segundos colocados, os norte-americanos Casey Currie e Sean Berriman, também da Monster Energy/Can-Am/South Racing. 

Com um percurso 100% na areia, o desempenho do Can-Am Maverick X3 foi fundamental no resultado do dia. “A gente conseguiu andar limpo, sem problemas e, principalmente, sem furar o pneu, tudo muito tranquilo. Mantivemos um ritmo bom e o veículo esteve excelente o tempo todo durante a nossa performance, que nos deu o terceiro lugar. Sabemos que estamos muito atrás dos líderes, mas ainda tem muito Dakar pela frente e cada dia é uma surpresa”, ressalta Gugelmin, que ao lado de Varela é atual campeão mundial de Rally Cross Country da classe T3 e do Dakar em 2018 nos UTVs.

As baixas temperaturas também apimentaram o dia. “Largamos com o termômetro marcando três graus e fazia muito frio. Tomamos bastante cuidado ao longo do trajeto, que era cheio de dunas e nada de pedras. Fizemos muitas ultrapassagens e foi nosso primeiro dia sem ter que descer do veículo”, lembra Varela.

Após seis intensos dias, o Dakar 2020 faz uma pausa. Neste sábado (11/1), os competidores descansam em Riyadh, capital da Arábia Saudita. Além de recarregar as energias, o momento será para revisão geral nos veículos. “Esse dia de descanso será muito importante. Vamos aproveitar para lavar as roupas e fazer um ajuste bem completo no UTV Can-Am Maverick X3. Acredito que para a segunda parte terá bastante mudança no terreno”, diz Gugelmin.
 
O Dakar 2020 vai até o dia 17 de janeiro, em Qiddiya, na Arábia Saudita. A 42ª edição do principal rali do planeta tem a Can-Am com o maior número de UTVs inscritos na competição. Dos 46 veículos que começaram a prova, 33 são da marca canadense. O trajeto total tem cerca de 7800 quilômetros (pouco mais de 5000 km de especiais no total). A disputa conta também com motos, quadriciclos, carros e caminhões. 

Rally Dakar 2020 – Categoria UTVs (SxS)

Acumulado (extraoficiais) – Dez primeiros
1 – #400 – Francisco “Chaleco” Lopez / Juan Pablo Vinagre (CHI) – 28:52:26 – Can-Am Maverick X3
2 – #405 – Casey Currie / Sean Berriman (EUA) – 29:02:14 – Can-Am Maverick X3
3 – #411 – Sergei Kariakin / Anton Vlasiuk (RUS) – 29:22:50 – Can-Am Maverick X3 
4 – #410 – Jose Antonio Lopez / Diego Gil (ESP) – 29:28:57 – Can-Am Maverick X3

5 – #412 – Mitchell Guthrie (EUA) / Ola Floene (NOR) – 29:40:15
6 – #404 – Conrad Rautenbach (ZWE) / Pedro Bianchi Prata (POR) – 29:52:40
7 – #427 – Austin Jones / Kellon Walch (EUA) – 30:22:41 – Can-Am Maverick X3
8 – #417 – Axel Alletru (FRA) / Francois Begun (BEL) – 30:45:41 – Can-Am Maverick X3
9 – #420 – Jesus Puras / Xavier Blanco (ESP) – 31:05:29 – Can-Am Maverick X3
10 – #433 – Santiago Navarro / Marc Sola Terradellas (ESP) – 32:14:10 – Can-Am Maverick X3  
13 – #402 – Reinaldo Varela / Gustavo Gugelmin (BRA) – 33:03:46 – Can-Am Maverick X3

Resultados da 6ª etapa (extraoficiais) – Dez primeiros
1 – #401 – Gerard Farres Guell / Armand Monleon (ESP) – 5:27:25 – Can-Am Maverick X3
2 – #400 – Francisco “Chaleco” Lopez / Juan Pablo Vinagre (CHI) – 5:28:47 – Can-Am Maverick X3
3 – #402 – Reinaldo Varela / Gustavo Gugelmin (BRA) – 5:32:24 – Can-Am Maverick X3

4 – #403 – Cyril Despres (FRA) / Michael Horn (SUI) – 5:35:36
5 – #404 – Conrad Rautenbach (ZWE) / Pedro Bianchi Prata (POR) – 5:37:49
6 – #412 – Mitchell Guthrie (EUA) / Ola Floene (NOR) – 5:39:00
7 – #405 – Casey Currie / Sean Berriman (EUA) – 5:39:12 – Can-Am Maverick X3
8 – #410 – Jose Antonio Lopez / Diego Gil (ESP) – 5:47:41 – Can-Am Maverick X3
9 – #442 – Saleh Alsaif (SAU) / Moad Alarja (JOR) – 5:48:00 – Can-Am Maverick X3

10 – #409  – Blade Hildebrand (EUA) / Francois Cazalet (FRA) – 5:48:00

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *