Rally: Shakedown e largada promocional abrem Rally Intercional de Curitiba

A quinta-feira será um dia cheio para os participantes da etapa de estreia do Intercontinental Rally Challenge no Brasil.

Depois de três meses de trabalho intenso dos organizadores, após a confirmação da entrada do Brasil no calendário do IRC, o Intercontinental Rally Challenge, está pronto o Rally Internacional de Curitiba. Os carros de rali aceleram pela primeira vez nos trechos de Curitiba a partir desta quinta-feira (5) com o shakedown – a única chance para os pilotos testarem os equipamentos antes do início das especiais. A atividade está agendada das 07h00 até 11h00. Será o início de um dia longo.

Na seqüência, os carros partem para a Boca Maldita, no centro de Curitiba, para a largada promocional, marcada para 15h30. De lá, vão até o Parque das Pedreiras, para uma apresentação oficial seguida de encontro com a imprensa para entrevistas, com início previsto para 18h30. Com uma agenda tão apertada, não vai dar nem tempo de mexer nos carros. Mas eles nem poderiam, mesmo. A vistoria técnica oficial foi feita nesta quarta-feira (4) e, de agora até o início das especiais, os carros ficam como estão.

A direção de prova autoriza apenas pequenas mudanças, como uma troca de pneus, por exemplo. E será exatamente no shakedown que os pilotos decidirão os detalhes que pretendem mudar nos carros. Eles vão percorrer um trecho de 4 km próximo de Bocaiúva do Sul. Cada piloto deve passar três ou quatro vezes pelo ponto – que não faz parte dos trechos escolhidos para o rali. Um deles, aliás, terá um passageiro bem especial. É o atual campeão Nicolas Vouilloz.

Por alguns instantes, ele pilotará ao lado do vencedor da temporada passada do WTCC, o francês Yvan Muller. O encontro entre eles será no Parque de Apoio do rali, no Autódromo Internacional de Curitiba, às 09h30. De lá, partem para o ponto do shakedown. Os pilotos farão o teste já com uma boa idéia do que precisam para as treze especiais previstas no Rally Internacional de Curitiba: nesta quarta-feira, eles completaram a fase de reconhecimento dos trechos, que levou dois dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *