Rally Transparaná: Transparaná chega à região noroeste do estado após segundo dia de raid

Na manhã desta quarta-feira (26), competidores partem de Campo Mourão para iniciar o terceiro dia de competição em trilhas que levam até Apucarana

Depois de percorreram aproximadamente 310 quilômetros ao largarem de Cascavel, no oeste do Paraná, os competidores de todo o Brasil que disputam o Raid Transparaná chegaram à cidade de Campo Mourão, no noroeste do estado, na tarde desta terça-feira (25). Foram cerca de 8h40min de prova antes de eliminarem mais duas fases, ao completarem a quarta das 11 etapas do Transparaná 2011. O Jeep Clube de Curitiba divulga os resultados e premia os vencedores do segundo dia de competição na noite desta terça-feira.

O segundo dia do considerado o maior raid das Américas foi um pouco mais light do que o primeiro. “Enfrentamos um pouco mais de dificuldade no início da manhã, na saída de Cascavel, em um reflorestamento com médias altas de velocidade e referências curtas, mas nem se compara com o nível de dificuldade de ontem”, opina o navegador Luis Felipe Eckel, da categoria master.

Formando equipe com o piloto Luiz Afonso Poli, mesmo diante dos entraves do primeiro dia de raid, a dupla Poli e Eckel terminou em primeiro e segundo lugares as duas primeiras etapas, respectivamente, e até agora ocupa a vice-liderança na classificação da categoria, somando os mesmos 45 pontos alcançados pelos catarinenses Flávio Kath e Rafain Walendowsky, que lideram a Master pelos critérios de desempate.

“Andamos bem hoje de novo, mas depois do trajeto mais difícil da manhã, tiramos um pouco o pé, mesmo correndo o risco de perder pontos, pois também temos que pensar em preservar o carro para aguentar a maratona dos seis dias de Raid. Queremos chegar em Caiobá, esse é o nosso principal objetivo”, observa Poli, o piloto da dupla curitibana do carro 23.

Na terceira etapa do raid, de Cascavel a Ubiratã, além dos reflorestamentos em eucaliptos e pinos, os competidores encaram trilha de aproximadamente 100 metros dentro de um rio e ainda puderam apreciar a beleza de três cachoeiras. Depois de um deslocamento de 30 quilômetros, enfrentaram novo reflorestamento antes do pit stop do almoço. Na quarta etapa, uma nova travessia por um rio pequeno antes da passagem por Mamborê. O trajeto final até Campo Mourão foi ao estilo rali, estradas em linha reta com muita poeira e médias altas de velocidade.

Amanhã (26), os jipeiros deixam Campo Mourão para enfrentar 248 km de trilhas no terceiro dia de competição, levando aproximadamente 8h44min para completar a quinta e sexta etapas do Raid. Eles passam por Quinta do Sol, com parada para almoço no Hotel Fazendo Água Azul, e São Pedro do Ivaí, antes de chegarem a Apucarana.

Mais informações, notícias, resultados e imagens da 17ª edição do Transparaná 2011 são encontrados no site www.transparana.com.br. O Raid conta com o patrocínio da Troller, Trilha Eurocar, Ekron Guinchos, Off Limits, Northstar Motors, Itaipu Binacional e das Prefeituras de Curitiba e Guaira, além do apoio da Confederação Brasileira de Automobilismo, Federação Paranaense de Automobilismo, Sindicosbustíveis, Sanepar, Rádio 98 FM, Mamute Off-Road, Apolar Imóveis, Postos Tonin, Fox Fire, Trevauto Veículos, Acassius Adesivos, Fábrica das Cópias, Costão do Santinho Resort Golf SPA, Mabu Thermas & Resort e das Prefeituras de Palotina, Toledo, Cascavel, Campo Mourão, Apucarana, Telêmaco Borba e Matinhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *