SL Fórmula: Em Magny-Cours, Tottenham Hotspur amplia vantagem no campeonato

O inglês Tottenham Hotspur, com o inglês Craig Dolby, ampliou a sua liderança no campeonato, após a disputa neste domingo (23/05), em Magny-Cours, na França, da 3ª etapa da temporada.

Prova 1:

O holandês Yelmer Buurman, do italiano AC Milan, venceu a primeira prova da rodada dupla. Dolby foi o 2º, com o neozelandês Chris van der Drift, do grego Olympicos, completando o pódio.

Buurmann assumiu a ponta na 4ª volta, ao ultrapassar o pole-position Dolby no Hairpin Adelaide. Logo o holandês abriu vantagem sobre Dolby. Contudo um susto nos pits quase acabou com a prova do holandês.

A equipe liberou Buurmann no mesmo momento em que o australiano John Martin, do chinês Beijing Guoan, passava. O holandês conseguiu evitar o choque, retornando a pista com uma boa vantagem sobre Dolby, que ficou preso atrás do espanhol Borja Garcia, do português Sporting Lisboa.

Burrman venceu com doze segundos de vantagem sobre Dolby. Van der Drift, foi o 3º. O neozelandês, após um toque com o alemão Max Wissel, do suíço FC Basel, na primeira curva, assumiu a terceira posição, ao sair dos boxes a frente de Martin, que terminou em 4º.

O português Álvaro Parente, do português FC Porto, foi o 5º, seguido pelo inglês James Walker, do inglês Liverpool.

Entre os times brasileiros, o francês Franck Perera, do Flamengo, terminou em 8º, com o holandês Robert Doormbos, do Corinthians, na 12ª posição.      

Com o grid totalmente revertido para a segunda prova, Wissel sai na pole.

Final, prova 1:

1.  Yelmer Buurman AC Milan 45m59s226
2.  Craig Dolby Tottenham Hotspur + 12s902
3.  Chris van der Drift  Olympiacos  + 21s282
4.  John Martin  Beijing Guoan  + 28s544
5.  Alvaro Parente FC Porto  + 29s278
6.  James Walker Liverpool FC  + 30s329
7.  Davide Rigon RSC Anderlecht  + 31s131
8.  Franck Perera Flamengo  + 32s012
9.  Sebastien Bourdais Olympique Lyonnais + 46s583
10.  Franck Montagny  Girondins de Bordeaux  + 48s907
11.  Borja Garcia Sporting  + 56s315
12.  Robert Doornbos Corinthians  + 1m00s008
13.  Julien Jousse AS Roma  + 1m11s595
14.  Tristan Gommendy Galatasaray  + 1m17s216
15.  Maria de Villota Atletico de Madrid + 1 volta
16.  Marcos Martinez Sevilla FC  + 1 volta

Abandonos:

Max Wissel FC Basel 0 volta

Prova 2:

Wissel venceu a segunda prova de ponta a ponta. O francês Julien Jousse, do italiano AS Roma e o italiano David Rigon, do belga RSC Anderlecht, completaram o pódio.

Com dois jogos novos de pneus Wissel abriu 9s5 de vantagem nas primeiras voltas. Porém a sua vantagem desapareceu quando o Safety-Car foi acionado na 7ª volta, depois de um acidente envolvendo os franceses Sébastien Bourdais, e Franck Montagny, dos franceses Olympique Lyonnais e Girondins de Bordeaux, e Perera.

O Safety-Car não conseguiu ficar à frente de Wissell, que acabou abrindo quase uma volta de vantagem. O carro de segurança liberou a prova, coincidentemente com a abertura da janela de pit stops obrigatórios. Todos os carros entraram nos boxes, com Buurman perdendo tempo, ao ter que esperar seus parceiros de equipe fazerem suas paradas, saindo uma volta atrasado.

Para completar a confusão, a prova recomeçou sem os carros estarem na formação correta. Wissel liderava a frente de Burrmann, Walker e Martin, que tinham uma volta a menos. O segundo colocado, Jousse, estava treze segundos atrás.

Wissel venceu com 21 segundos de vantagem sobre Jousse. Rigon foi o 3º. Dolby terminou em 4º, seguido por Garcia e a espanhola Maria de Villota, do espanhol Atlético de Madrid. Buurman e Walker completaram os oito que terminaram a prova.

Doornbos abandonou na primeira volta.

O Tottenham lidera com 250 pontos, 54 a mais do que o Milan. O Anderlecht é o 3º, com 183. O Flamengo soma 139 pontos, em 7º lugar. O Corinthians é o 16º, com 76 pontos.

Final, prova 2:

1.  Max Wissel FC Basel 46m21s647
2.  Julien Jousse AS Roma  + 21s327
3.  Davide Rigon RSC Anderlecht  + 29s965
4.  Craig Dolby Tottenham Hotspur  + 41s464
5.  Borja Garcia Sporting  + 47s992
6.  Maria de Villota Atletico de Madrid  + 1m20s287
7.  Yelmer Buurman  AC Milan + 1 volta
8.  James Walker Liverpool FC  + 1 volta

Abandonos:

Tristan Gommendy Galatasaray 25 voltas
John Martin Beijing Guoan 20 voltas
Alvaro Parente FC Porto 18 voltas
Chris van der Drift  Olympiacos 7 voltas
Franck Perera Flamengo 7 voltas
Franck Montagny Girondins de Bordeaux  6 voltas
Sebastien Bourdais Olympique Lyonnais  6 voltas
Robert Doornbos Corinthians 1 volta
Marcos Martinez Sevilla FC 0 voltas

Superfinal

Buurman venceu a Superfinal, faturando o premio de cem mil Euros. Rigon foi o 2º, seguido por Wissel.

Segundo no grid, Buurman assumiu a liderança na largada, aproveitando a largada ruim do pole Dolby, que no final da primeira volta já havia caído para 5º.

Buurman venceu a curta prova, de menos de oito minutos, com 1s9 de vantagem sobre Rigon. Wissell foi o 3º. Jousse terminou em 4º, após passar Dolby na segunda volta e Walker na ultima. Walker e Dolby fecharam os seis que disputaram a prova.

Final, Superfinal:

1.  Yelmer Buurman AC Milan  7m23s812
2.  Davide Rigon RSC Anderlecht  + 1s994
3.  Max Wissel FC Basel  + 2s620
4.  Julien Jousse AS Roma  + 7s848
5.  James Walker Liverpool FC  + 8s390
6.  Craig Dolby Tottenham Hotspur  + 8s672

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *