SpeedShow: Curitiba volta a ser palco da SpeedShow

Pela primeira vez na temporada 2006 o Campeonato Brasileiro de Fórmula Renault irá competir em uma pista que já foi visitada durante o ano. A notícia pode parecer um mero detalhe, mas segundo os próprios participantes do torneio, em termos de resultados na pista, este fato deve trazer alterações interessantes: “Há pilotos com muita experiência na categoria, enquanto outros estão em seu ano de estréia. Por isso, os chamados ‘veteranos’ levam grande vantagem por conhecerem muito bem os traçados com antecipação”, explica o goiano Rodolpho Santos (Neosoro/Palu Suisse), de 18 anos, ele próprio um estreante na competição. “Assim, pela primeira vez neste ano os recém-chegamos irão para treinos e corridas em uma pista na qual já competiram. Isso deve equilibrar bastante a disputa”, continua Santos. A prova será realizada no próximo domingo (20), no Circuito Raul Boesel do Autódromo Internacional de Curitiba.


Dois aspectos chamam a atenção: primeiro, a F-Renault é uma categoria-escola e seus novatos são pilotos que iniciaram o ano com pouca ou nenhuma experiência em competições com automóveis. Segundo, na ‘safra 2006’ do torneio mais da metade do grid é composto por estreantes – o que dá uma idéia de como visitar uma pista já conhecida pode aumentar o nível da disputa entre os recém-chegados e os que já repetem sua participação no torneio. Alguns dos chamados ‘veteranos1 têm até quatro anos de experiência. Um aumento expressivo na competitividade é o que esperam todos os chefes de equipe: “Afinal, ninguém chegará a Curitiba preocupado em aprender o traçado”, concorda Rodolpho Santos. “A meta de todos será apenas acertar o carro e ganhar velocidade. Melhorar o traçado sempre é possível, até mesmo na F-1. Mas não será o nosso foco principal“, continua o piloto da Neosoro/Palu Suisse.


Minha equipe tem dois novatos“, conta Eduardo Bassani, chefe da Bassani Racing, time defendido pelo goiano Rodolpho Santos e o gaúcho Vinícius Quadros (GVD/Altero). “E posso garantir que não é só o aspecto técnico que merece atenção. No lado psicológico também haverá mudança: tenho certeza que os estreantes estarão mais confiantes e vão partir para cima dos mais experientes com muita garra, pois saberão que nesta etapa estarão em um nível de competitividade mais parelho. Os ‘veteranos’ ainda levarão vantagem, pois o automobilismo é um esporte no qual a repetição leva à perfeição, e vários deles possuem a experiência de muitas corridas em Curitiba. Mas, agora, terão uma oposição melhor preparada“, completa Bassani.


A nona etapa da Fórmula Renault terá largada às 14h30 de domingo, para 26 voltas pelos 3.695 metros do circuito, ou um máximo de 40 minutos de competição. Os ingressos podem ser encontrados nas lojas dos Hipermercados Extra, nos postos de gasolina da marca Extra e na Rede Della Via Pneus da Grande Curitiba. Sua aquisição está vinculada a promoções realizadas por estas empresas diretamente em suas lojas.


Foto: Luca Bassani/RaceOne

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *