Sprint Race celebra ano histórico para a categoria no automobilismo com festa dos campeões de 2019

Duplas Rosate/ Smielevski e Coutinho/ Josimar Jr. são campeões da Sprint Race Brasil. A dupla do SR#858, na PRO, também levou o título da Overall e Internacional Cup. Na GP, Daniel, do carro #17, também ficou com Overall, Winter Cup e Internacional Cup. Dante Fibra (#07) foi o “Rookie Of The Year”

Com apenas três pontos de diferença para a segunda colocação, a dupla do carro SR#858, João Rosate e Bruno Smielevski, são os grandes campeões, na PRO, da temporada 2019 da Sprint Race Brasil. Na GP, com uma soma de pontos um pouco mais confortável, o título ficou com os nordestinos parceiros do SR#17, Daniel Coutinho e Josimar Jr. Este resultado foi definido com a realização das corridas finais da competição, que aconteceram neste sábado no Autódromo José Carlos Pace, em Interlagos, na capital paulista.

“Conseguimos fazer uma temporada e ter todos os títulos possíveis e isso é o que mais importa. Este é o nosso primeiro ano como dupla, provamos muita coisa e a parceria deu muito certo”, comemora Rosate, que mesmo com a quinta colocação na cronometragem da segunda corrida, levou o título nacional, mais a Overall, além da Internacional Cup, conquistada em Rivera (URU). “Imaginava que o João tivesse uma corrida sensacional, então fiquei confiante”, revela o parceiro Bruno Smielevski.

Na última prova, teve de um tudo. Muito calor, superação, acidente, safety car na pista e até punição. Rosate (#858) que liderou com folga durante toda a corrida, tomou um penal de 20 segundos, caindo para a quinta posição na cronometragem e que quase atrapalha a festa da dupla, por ter queimado a relargada antes da saída do safety car. Pedro Lopes (#18) fez uma corrida brilhante, em plena recuperação, partindo da última posição, e ficando em terceiro, em menos de 10 voltas. Só não foi melhoro, porque Gerson Campos (#62), campeão de 2018, bravamente defendeu a segunda posição, e, com o penal de Rosate, ganhou a prova final, ficando com o vice-campeonato na PRO.

Na GP, Josimar Jr. (#17), fez uma prova de recuperação, cuidando do carro e administrando a posição a fim de garantir o título da dupla. “Larguei em terceiro, mas logo no início tomei um toque na traseira, que me deixou na última posição. A partir daí, fui agressivo, recuperando posições a fim de conquistar o campeonato na categoria”, destacou o pernambucano.

Mas foi Caê Coelho (#55) quem ganhou a última corrida da temporada. “A única coisa que queria era ter um bom resultado. Mas ter toda minha família aqui foi especial e me fez inspirar mais. Foi minha primeira vitória na temporada, mas o que mais valeu for ter este resultado com a presença de quem amo. Aqui me realizei e estou realmente emocionado”, relata o vencedor da prova na GP.

Com os títulos garantidos na Overall, Winter Cup, Internacional Cup e, ao lado do parceiro Josimar Júnior, na Sprint Race Brasil, Daniel Coutinho comemorou. “Estou muito feliz. Ganhei todos os títulos possíveis e meu parceiro foi fundamental para que eu obtivesse este resultado. Agora é partir pra o abraço, comemorar e planejar as estratégias para a próxima temporada”, declarou piloto de João Pessoa (PB).

Novato do Ano – Nesta última etapa, também foi definido o título do torneio “Rookie Of The Year”, no qual disputam somente os estreantes da categoria, levando em conta seus resultados nas nove etapas da temporada 2019. O vencedor foi o paulistano Dante Fibra (SR#07), que, aos 17 anos, faz história e conquista seu primeiro título em carros de turismo. O jovem piloto leva como prêmio R$ 25mil em créditos para ser usado no campeonato de 2020.

“Foi um ano incrível, em que consegui evoluir demais. Logo nas primeiras acelerei forte e, vim melhorando ao longo das etapas. Nossa estratégia deu certo, consegui ficar como o melhor estreante do ano. Tenho consciência de que poucos novatos tiveram os resultados que obtive em um primeiro ano, mas pra mim, foi uma temporada perfeita e espero ter melhores resultados em 2020”, conta.

Despedida – Esta foi a última etapa de um carro que deu muitas alegrias para mais de 150 pilotos que estiveram no grid das categorias PRO e GP, passou por 10 cidades e três países (Brasil, Estados Unidos e Uruguai) e viajou mais de 50 mil quilômetros. Foram 132 corridas ao longo da existência da Sprint Race, desde a sua fundação em 2012. Sempre regada com ingredientes que deixam a categoria equilibradíssima, na qual nunca um piloto sofreu qualquer incidente grave ou se machucou.

A partir de 2020, os atuais bólidos darão espaço às máquinas GT Sprint Race, que também será o novo nome da competição, dando um novo reposicionamento à marca e à categoria. Com carros mais evoluídos, equipados por motores seis cilindros, com 3.6 de potência, acima de 300cv; chassi tubular em aço inox; suspensão independente, através de duplo triângulo e push rods; além do câmbio sadev de seis marchas, com paddle shift e power shift. A nova configuração proporcionará a melhor experiência para os pilotos na história da competição, padronizando, assim, seus novos carros. Entre as novidades anunciadas e previstas para a próxima temporada, incluem novo formato de competição, novo regulamento, 400 mil em prêmios e pistas inéditas (Juiz de Fora/MG e Goiânia/GO, além de Aeroporto no Paraná) para a categoria que mais evolui no automobilismo brasileiro.

 

A cerimônia de premiação acontece a partir das 18 horas, durante a festa de encerramento da competição, no Porto Luna Bar, na Vila Olímpia, também na capital.

As corridas da oitava temporada contaram com exibição para todo o Brasil pelos canais Play TV, Programa Acelerados – na SBT e no YouTube (youtube.com/acelerados), Programa Auto+ , na RedeTV!  e no Programa National Sports Channel.

A Sprint Race Brasil conta com o patrocínio da aQuamec, Yokohama, Militec1, Permabond, Fremax, Motul e Vivamil.

Sprint Race – 9ª etapa, #SprintMatchPoint – Interlagos, SP

Resultados segunda corrida

1) #82 Gerson Campos, PRO, 27m33s256

2) #19 Pedro Lopes, PRO, a 3s105

3) #07 Kau Machado, PRO, a 12s422

4) #55 Caê Coelho, GP, a 15s355

5) #858 João Rosate, PRO, a 16s150

6) #17 Josimar Jr., GP, a 30s389

7) #99 Léo Torres, GP, a 32s432

8) #61 Allan Croce, PRO, a 32s622

9) #90 Weldes Campos, GP, a 36s844

10) #33 Walter Lester, GP, a 37s653

11) #19 Rafael Seibel, GP, a 49s668

12) #03 Alex Seid, GP, a 1m56s416

13) #85 Marcelo Brisac, GP, a 2 voltas

Não completou 75% das voltas

14) #73 Francesco Franciosi, PRO, a 8 voltas

15) #44 Luiz Arruda, GP, a 12 voltas

16) #11 Delfin Braz, GP, sem tempo

 

Classificação do campeonato Overall, após 18 corridas

(SR Brasil e Internacional Cup, somadas):

 

PRO

1) #858 João Rosate/Bruno Smielevski, 337 pontos

2) #18 Pedro Lopes, 307

3) #82 Gerson Campos, 298

4) #07 Kau Machado/Dante Fibra, 289

4) #82 Gerson Campos, 298

5) #61 Lucca Croce, 196

6) #61 Allan Croce, 174

7) #73 Francesco Franciosi, 171

8) #28 Vinicius Kwong, 113

9) #111 Dudu Barrichello/Rubinho Barrichello, 45

10) #73 Franco Pasquale, 42

11) #79 Sergio Ramalho, 39

12) #77 Rodrigo Elger/Nathan Brito, 38

13) #55 Lourenço Beirão, 25

14) #28 Felipe Neira/Rafael Lucena, 24

15) #82 Brian Fowler, 22

16) #111 Fabrício Larratea, 20

17) #28 Luiz Floss, 20

 

GP

1) #17 Daniel Coutinho, 353 pontos

2) #17 Josimar Jr, 316

3) #19 Rafael Seibel, 302

4) #99 Vinny Azevedo, 240

5) #55 Caê Coelho, 223

6) #19 Luciano Zangirolami, 206

7) #85 Eduardo Menossi, 193

8) #99 Léo Torres, 192

9) #44 Luiz Arruda, 178

10) #03 Alex Seid/Marcelo Henriques, 158

11) #85 Marcelo Brisac, 166

12) #09 Cassio Cortes, 125

13) #17 Dudu Trindade, 115

14) #55 Adolpho Rossi, 56

15) #33 Walter Lester, 52

16) #73 Julia Piquet/ Wagner Pontes, 38

17) #77 Luca Milani / Roberto Milani, 37

18) #77 Marcus Perez, 37

19) #90 Weldes Campos, 36

19) #19 Max Papis, 32

20) #99 Daniel Mageste, 24

21) #79 Leonardo Sanches/Nelson Monteiro, 22

22) #33 Mauricio Salas, 20

23) #33 Otto Werner, 18

24) #33 Mauricio Salas, 20

25) #11 Delfin Braz, 3

26) #69 Daniel Correa/Carlos Renaux, 0

 

Classificação da Sprint Race Brasil, após 14 corridas:

 

PRO

1) #858 João Rosate/Bruno Smielevski, 231

2) #82 Gerson Campos, 228

3) #07 Kau Machado/Dante Fibra, 213

4) #18 Pedro Lopes, 205

5) #73 Francesco Franciosi, 171

6) #61 Lucca Croce, 134

7) #61 Allan Croce, 104

8) #28 Vinicius Kwong, 71

9) #78 Franco Pasquale, 42

10) #79 Sergio Ramalho, 39

11) Rodrigo Elger/Nathan Brito, 38

12) Felipe Neira/Rafael Lucena, 24

 

GP

1) #17 Daniel Coutinho/Josimar Jr, 238 pontos

2) #19 Rafael Seibel/L. Zangirolami, 206

3) #99 Vinny Azevedo / Léo Torres, 186

4) #55 Caê Coelho, 167

5) #85 Eduardo Menossi / Marcelo Brisac, 161

6) #03 Alex Seid/Marcelo Henriques, 156

7) #55 Cassio Cortes, 125

8) #44 Luiz Arruda, 104

9) #77 Marcus Perez, 45

10) #33 Walter Lester, 42

11) #90 Weldes Campos, 36

12) #79 Nelson Monteiro/ Leo Sanchez, 30

13) #55 Maurízio Salas, 20

14) #33 Otto Werner, 18

15) #11 Delfin Braz, 13

16) #69 Daniel Correa/Carlos Renaux, 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *