Spyder de luto: Sondermann morre após acidente em Interlagos

O piloto paulista Gustavo Sondermann morreu nesse domingo (03/04) aos 29 anos de idade após acidente na abertura da temporada 2011 da Copa Chevrolet Montana em Interlagos (SP).

Gustavo Sondermann, piloto paulista nascido no dia 17 de fevereiro de 1982 e campeão da Pickup Racing em 2008 faleceu nesse domingo (03/04) após um acidente na abertura da temporada 2011 da Copa Chevrolet Montana em Interlagos (SP).

Com pista molhada, na 4ª volta o piloto recebeu um toque na subida do café, bateu no muro e retornou à pista. Com a confusão e a nuvem branca formada devido à água na pista, os pilotos que vinham em seguida não conseguiram desviar do piloto causando o acidente que seria fatal à Sondermann.

Três pilotos que participam do Campeonato Brasileiro de Spyder Race também participaram do evento: Fernando Fortes, Thiago Penido e Leandro Romera – os dois últimos como companheiros do piloto na equipe J.Star Racing.

Fortes vinha logo atrás dos pilotos, mas não conseguiu ver o acidente à sua frente devido à água na pista: “Eles (Sondermann e Pedro Boesel) me passaram uma volta atrás, eu vinha muito perto mas não consegui ver exatamente o que aconteceu à minha frente. Quando cheguei à curva do café só vi a fumaça branca e pensei que alguém teria rodado; como não conseguia enxergar nada, escolhi um lado para passar, o lado esquerdo da pista que realmente estava livre. Quando entrei na nuvem vi rapidamente o carro do Sondermann se deslocar e até bater de leve na traseira do meu carro, mas consegui continuar sem problemas”, relatou o piloto. “Por chegar agora à categoria, não conhecia muito bem o Gustavo. Na verdade o conheci na sexta-feira através do Leandro (Romera); o cara era muito gente fina, conversamos por mais de 40 minutos, é uma pena e uma tristeza muito grande”, finalizou Fernando.

Thiago Penido, estreante na Spyder Race em 2011 e companheiro de equipe de Gustavo mostrou-se chocado ao comentar sobre o assunto: “Além de companheiro de equipe ele (Gustavo) era um grande amigo. Ele era um cara muito motivado, muito na dele”, comentou Thiago com a voz embargada. “Como vinha mais de trás não vi nada. Quando cheguei ao local do acidente não conseguia ver o que acontecia com o Gustavo, pois a equipe médica cobria o local para fazer o atendimento. É muito difícil falar nesse momento”, terminou Penido.

Chefe da equipe RSports na Spyder Race, Leandro Romera também é piloto e companheiro de Penito e Sondermann na J.Star Racing: “Eu convivia com o Gustavo muito, nos falávamos diariamente por telefone, nos víamos semanalmente… porém a hora dele chegou, e nos pegou de surpresa”, comentou Leandro, muito abatido com a perda do amigo e companheiro de equipe.

Assessor de imprensa da Spyder Race desde 2010 quando a mesma tornou-se nacional, Vitor Garcia lembra do piloto: “Durante anos fiz parte do SpeedRacing.com.br e também tive programas de rádio sobre automobilismo, e conversei e entrevistei o Sondermann algumas vezes. O Gustavo era um cara que sempre me atendia muito bem, conversava abertamente, era realmente um ser humano nota 10. Fica a saudade e o desejo de muita força à família, que Deus ilumine o seu caminho, pois ele certamente merece o que há de melhor”, comentou.

Peter Januário, promotor do Campeonato Brasileiro de Spyder Race também reforça o momento de força para os entes queridos do piloto: “Mesmo nunca participando do nosso campeonato, o Gustavo é um amigo de profissão, um rapaz muito bacana e que todos gostavam dele. Quero em nome da Spyder Race enviar pensamentos positivos ao Gustavo e desejar muita força aos seus familiares nesse momento de muita dor”.

O Campeonato Brasileiro de Spyder Race deseja muita força nesse momento de profunda dor aos pais, irmãs, namorada, parentes e amigos do piloto Gustavo Sondermann e deseja que onde quer que ele esteja, continue acelerando nas pistas eternas. Fica a saudade não só do piloto, mas também do grande homem!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *