Stock: Cacá Bueno vence em Jacarepaguá. Popó Bueno é 2º

Cacá Bueno (Red Bull Racing/Peugeot) venceu neste domingo (03/07) em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, a 6ª etapa da temporada. Foi a segunda vitória de Bueno no ano. Popó Bueno (Comprafacil.com/A.Mattheis/Chevrolet) e Thiago Camilo (Ipiranga RCM/Chevrolet) completaram o pódio.

Pole-position Bueno manteve a ponta na largada, seguido por Popó. Na segunda volta, o carro de Tuka Rocha (BMC Vogel/Chevrolet) começou a pegar fogo, com as chamas rapidamente se alastrando. Rocha pulou do carro, em movimento, na reta dos boxes. O piloto fez sinal de O.K  com os braços, deitando na grama em seguida. O safety-car foi acionado para a equipe médica socorrer Rocha, intoxicado pela fumaça.  O piloto foi levado para o Hospital Barra D’Or, para uma tomografia na região lombar e no ombro esquerdo.

Cacá e Popó entraram juntos nos boxes, com o piloto da Red Bull mantendo a posição no retorno a pista. Camilo voltou a pista colado em Marco Gomes (Medley FullTime/Peugeot), fazendo um ótima ultrapassagem logo depois.

Átila Abreu (AMG Motorsports/Chevrolet) se manteve na pista, assumindo a liderança, mas muito mais lento do que os demais. Na 23ª volta Abreu foi para os boxes, com Cacá retornando a ponta. Com problemas nos freios Abreu abandonou na 27ª volta.

Ao final dos 50 minutos de prova, Cacá venceu após 33 voltas com 0s828 de vantagem sobre seu Popó. Foi a primeira vez na história da categoria que dois irmãos fizeram a dobradinha.

“Fui criado aqui nessa pista aqui, nesse asfalto, ganhei a primeira prova da minha carreira”, disse ontem Cacá Bueno após marcar a pole position. “Me dá um frio na barriga saber que essa pista pode acabar.”

“Meu carro estava muito, mas muito bem equilibrado. O melhor que a equipe me deu esse ano”, comemorou Cacá Bueno, que considerou o treino que definiu o grid, no sábado, mais tenso que a corrida. “A vitória foi até certo ponto tranquila. Estou contente porque vivo um bom momento na temporada, estou feliz também porque sou cria aqui desse autódromo e não poderia ter sido melhor conquistar essa vitória com o meu irmão em segundo”, definiu Cacá, lembrando que esta foi a primeira dobradinha dos irmãos. Já haviam dividido o pódio, mas nunca como hoje.

Líder do campeonato Camilo completou o pódio. Gomes foi o 4º, seguido por Max Wilson (Eurofarma RC/Chevrolet) e Allam Khodair (Blau Vogel /Chevrolet).

Vencedor da prova anterior, em Campo Grande, Luciano Burti (Itaipava Racing Team), foi apenas o 20º colocado. Depois do pit stop o reservatório de combustível ficou preso no carro, se soltando pouco depois. Burti foi chamado aos boxes pela direção de prova, para averiguação, tirando qualquer chance de um bom resultado.

Entre os abandonos destaque para o de Xandinho Negrão (Medley FullTime/Peugeot) que teve o pará- brisa quebrado, depois de ser acertado pelo capô do carro Giuliano Losacco (Hot Car Competições/Chevrolet) que saiu voando e quicou na pista, antes de acertar Negrão.

Estreando na categoria, Matheus Stumpf (Amir Nasr Racing/Peugeot) não largou.

Camilo lidera o campeonato com 97 pontos. Bueno é o 2º com 83.

A próxima etapa acontece no dia 7 de agosto em São Paulo.

Final:

1) Cacá Bueno, Red Bull Racing (Peugeot) – 33 voltas, em 51min03s345
2) Popó Bueno, Comprafacil.com/A.Mattheis (Chevrolet) – a 0s828
3) Thiago Camilo, Ipiranga RCM (Chevrolet) – a 3s498
4) Marcos Gomes, Medley FullTime (Peugeot) – a 3s926
5) Max Wilson, Eurofarma RC (Chevrolet) – a 4s226
6) Allam Khodair, Blau Vogel (Chevrolet) – a 9s861
7) Duda Pamplona, Officer ProGP (Chevrolet) – a 14s336
8) Ricardo Mauricio, Eurofarma RC (Chevrolet) – a 14s622
9) Lico Kaesemodel, RCM Motorsport (Chevrolet) – a 21s997
10) Diego Nunes, Bassani Racing (Peugeot) – a 25s934
11) Daniel Serra, Red Bull Racing (Peugeot) – a 28s551
12) Ricardo Sperafico, Amir Nasr Racing (Peugeot) – a 29s037
13) Valdeno Brito, Esso Mobil Super Racing FTS (Chevrolet) – a 35s633
14) Rodrigo Sperafico, JF Racing (Peugeot) – a 38s408
15) Alceu Feldmann, Comprafacil.com/A.Mattheis (Chevrolet) – a 38s930
16) David Muffato, Itaipava Racing Team (Peugeot) – a 39s250
17) Eduardo Leite, Hot Car Competições (Chevrolet) – a 39s698
18) Sérgio Jimenez, RZ Crystal Racing Team (Chevrolet) – a 41s294
19) Alan Hellmeister, Scuderia 111 (Peugeot) – a 49s944
20) Luciano Burti, Itaipava Racing Team (Peugeot) – a 52s430
21) Giuliano Losacco, Hot Car Competições (Chevrolet) – a 1 volta
22) Ricardo Zonta, RZ Crystal Racing Team (Chevrolet) – a 6 voltas
23) Átila Abreu, AMG Motorsports (Chevrolet) – a 6 voltas
24) Nonô Figueiredo, Esso Mobil Super Racing FTS (Chevrolet) – a 7 voltas
Não completou (75% = 24 voltas)
25) Julio Campos, Scuderia 111 (Peugeot) – a 12 voltas
26) Rodrigo Navarro, Qualicorp JF Racing (Peugeot) – a 13 voltas
27) Xandinho Negrão, Medley FullTime (Peugeot) – a 15 voltas
28) Denis Navarro, Bassani Racing (Peugeot) – a 19 voltas
29) Felipe Maluhy, Officer ProGP (Chevrolet) – a 24 voltas
30) Serafim Jr., AMG Motorsports (Chevrolet) – a 31 voltas
31) Tuka Rocha, BMC Vogel (Chevrolet) – a 32 voltas
32) Matheus Stumpf, Amir Nasr Racing (Peugeot) – não largou


Classificação do campeonato:

1º) Thiago Camilo – 97 pontos
2º) Cacá Bueno – 83
3º) Átila Abreu – 71
4º) Max Wilson – 71
5º) Ricardo Maurício – 62
6º) Popó Bueno – 59
7º) Marcos Gomes – 54
8º) Allam Khodair – 44
9º) Duda Pamplona – 42
10º) Luciano Burti – 41
11º) Ricardo Zonta – 29
12º) Daniel Serra – 27
13º) David Muffato – 22
14º) Giuliano Losacco – 20
15º) Júlio Campos – 18
16º) Xandinho Negrão – 15
17º) Valdeno Brito – 15
18º) Diego Nunes – 13
19º) Felipe Maluhy – 10
20º) Lico Kaesemodel – 8
21º) Eduardo Leite – 6
22º) Ricardo Sperafico – 4
23º) Cláudio Ricci – 3
24º) Alceu Feldmann – 3
25º) Alan Hellmeister – 2
26º) Rodrigo Sperafico – 2
27º) Denis Navarro – 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *