Stock: Cacá Bueno vence na estréia por nova equipe

O carioca Cacá Bueno, venceu em sua estréia pela Eurofarma RC, e em sua primeira corrida de Mitsubishi, mostrando que não quer deixar o título escapar mais uma vez esse ano.


Largando na pole, Felipe Maluhy manteve-se na frente, sendo seguido por Cacá Bueno até a segunda volta, quando o carioca assumiu a liderança da prova.


Ingo Hoffmann teve uma boa largada, pulando do 9º. posição para 5º. Ainda no início da prova, Salustiano bateu em Valdeno Brito e Ruben Fontes; os três abandonam a corrida.


Júlio Campos bateu violentamente contra a barreira de pneus e obrigou a primeira entrada do Safaty Car na pista.


Na relargada, Allam Khodair ultrapassou Ingo e assumiu a quinta posição. Na briga pelo oitavo lugar, Thiago Camilo, Pedro Gomes e Jorge Neto travavam belo duelo.


Mateus Greipel e Popó Bueno brigavam por posição no “S” do Senna, quando Thiago Marques perdeu os freios e atingiu os dois, obrigando aos três abandonarem. Thiago Marques foi retirado de ambulância da pista.


Na mesma volta, Tarso Maruqes rodou na reta oposta após toque com Carrapatoso; o Safety Car entrou novamente na pista.


No recomeço da prova, Cacá continuava na ponta, sendo seguido por Maluhy, Orsi, Sperafico e Ingo.


Orsi ultrapassou Maluhy e assumiu a segunda posição; Ingo começou a sofrer assédio de Jorge Neto.


Na subida do “S”, Maluhy perdeu mais uma posição, agora para Sperafico. Felipe Gama teve princípio de incêndio no carro e abandonou, obrigando mais uma vez a entrada do Safety Car.


Na relargada, Neto passou Maluhy e já era o quarto colocado, indo para cima de Sperafico, na luta pelo pódio, travando boa briga por posição.


Na 21a. volta foi a vez de Maluhy enconstar em Neto, o que indefiniu o pódio.


Faltando 3 voltas para o término, Neto começou a perder rendimento e não conseguiu segurar posições.


No final, momento histórico na Stock Car com três marcas diferentes no pódio, com Cacá (Mitsubishi), Orsi (Volkswagen) e Sperafico (Chevolet).

No pódio, Cacá Bueno recebeu vaias, xingamentos e palavras de insulto da torcida, porém o piloto declarou a importância de declarações apaixonadas dessa forma para o crescimento da categoria.


Confira o término da corrida:

1º) Cacá Bueno (ML, RJ), 26 voltas em 50:44.598 (média de 132.47 km/h)
2º) Hoover Orsi (VB, MS), a 1.824
3º) Rodrigo Sperafico (CA, PR), a 1.932
4º) Felipe Maluhy (ML, SP), a 2.875
5º) Ingo Hoffmann (ML, SP), a 4.244
6º) Giuliano Losacco (CA, SP), a 5.389
7º) Alceu Feldmann (CA, PR), a 5.807
8º) Thiago Camilo (CA, SP), a 7.831
9º) Antonio Jorge Neto (ML, SP), a 8.955
10º) Ricardo Mauricio (ML, SP), a 9.704
11º) Duda Pamplona (ML, RJ), a 10.802
12º) Jader David (CA, SP), a 11.217
13º) Gualter Salles (CA, RJ), a 14.532
14º) Guto Negrão (CA, SP), a 15.332
15º) Chico Serra (VB, SP), a 18.938
16º) Adalberto Jardim (CA, SP), a 21.034
17º) Wanderley Reck Jr. (CA, CA), a 21.290
18º) Christian Conde (ML, SP), a 21.581
19º) Ricardo Etchenique (ML, SP), a 26.710
20º) Rogério Santos (VB, PE), a 34.687
21º) Mano Rola (CA, CE), a 36.723
22º) Ruben Carrapatoso (ML, SP), a 3 voltas
23º) Allam Khodair (CA, SP), a 7 voltas
24º) Diogo Pachencki (CA, PR), a 7 voltas
25º) Pedro Gomes (VB, SP), a 10 voltas
26º) Fábio Carreira (CA, SP), a 11 voltas
27º) Luiz Carreira (CA, SP), a 12 voltas
28º) Felipe Gama (CA, SP), a 12 voltas
29º) Carlos Alves (VB, SP), a 12 voltas
30º) Luciano Burti (VB, SP), a 15 voltas
31º) Tarso Marques (ML, PR), a 16 voltas
32º) Popó Bueno (CA, RJ), a 17 voltas
33º) Mateus Greipel (CA, SC), a 17 voltas
34º) Thiago Marques (VB, PR), a 17 voltas
35º) Wagner Ebrahim (CA, PR), a 18 voltas
36º) Hybernon Cisne (CA, CE), a 19 voltas
37º) Nonô Figueiredo (CA, SP), a 20 voltas
38º) David Muffato (VB, PR), a 20 voltas
39º) Júlio Campos (VB, PR), a 22 voltas

Melhor Volta: Antonio Jorge Neto, 1:40.941

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *