Stock: Cacá vence mais uma em Interlagos

Em prova muito agitada, o carioca Cacá Bueno vence mais uma na temporada e confirma supremacia dos carros da Equipe RC.


Na terceira volta, Muffato é ultrapassado por Cacá Bueno que começa a abrir vantagem em relação ao campeão da Stock de 2003.


Christian Fittipaldi acerta a traseira de Diogo Packenkie e é fim de prova para os dois.


Na tentativa de se reaproximar de Cacá, Muffato escapa no final da reta dos boxes, mas consegue retornar andando pela pista auxiliar. Mesmo com a saída ele retorna na segunda posição.


Na 7a. volta, em disputa de posição com Jorge Neto, Muffato recebe um toque, roda e é jogado contra a barreira de pneus, o que o obriga a abandonar a prova. Muito nervoso com o toque, Muffato gesticula para Jorge Neto, que recebe punição com a exclusão da prova.


Relargada na 12a. volta, com Cacá na ponta, seguido por Losacco que ultrapassa Jorge Neto, porém no final da reta oposta, as posições destrocadas. Porém na volta seguinte Jorge Neto retorna aos boxes para abandonar a corrida.


Faltando 10 voltas para o final, Cacá Bueno segue na liderança, com Losacco em segundo, cerca de 1s atrás, e Thiago Camilo em terceiro.


Faltando 8 voltas para o final, Losacco diminui a diferença para 0.571s, chegando em definitivo em Cacá Bueno que continua na ponta. Na junção o carro de Losacco começa perder rendimento e o piloto é obrigado a recolher para os boxes e abandonar a prova.


Thiago Camilo assume a segunda posição com diferença de mais de 3s em relação a Valdeno Brito. O líder do campeonato, Hoover Orsi vem na quarta posição.


Ruben Carrapatoso é excluído da prova por toque com Mateus Greipel, que abandona após o choque.


Faltando 4 voltas para o final, Valdeno Brito assume a segunda posição em bela manobra. Cacá Bueno continua na ponta, com 3.091s de vantagem.


Com duas voltas para o final, Chico Serra e Pedro Gomes se tocam, com o carro de Gomes indo parar na barreira de pneus. Após acidente, a prova é encerrada com bandeira vermelha. Pedro Gomes também é excluído por atitude anti-esportiva.


Devido a bandeira vermelha, o resultado válido é a última volta antes da bandeira ser acionada, dessa forma Cacá vence com Camilo em segundo e Valdeno em terceiro.


Confira o resultado final da prova:


1º) Cacá Bueno (ML, RJ), 21 voltas em 45:06.135 (média de 120.37 km/h)
2º) Thiago Camilo (CA, SP), a 3.130
3º) Valdeno Brito (CA, PB), a 3.233
4º) Hoover Orsi (VB, MS), a 10.272
5º) Paulo Salustiano (CA, SP), a 11.635
6º) Nonô Figueiredo (CA, SP), a 15.123
7º) Allam Khodair (CA, SP), a 16.896
8º) Felipe Maluhy (ML, SP), a 17.463
9º) Guto Negrão (CA, SP), a 23.432
10º) Chico Serra (VB, SP), a 24.081
11º) Ricardo Mauricio (ML, SP), a 25.751
12º) Alceu Feldmann (CA, PR), a 28.330
13º) Gualter Salles (CA, RJ), a 29.147
14º) Thiago Marques (VB, PR), a 29.997
15º) Christian Conde (ML, SP), a 31.125
16º) Luiz Carreira (CA, SP), a 35.115
17º) Carlos Alves (VB, SP), a 35.744
18º) Fábio Carreira (CA, SP), a 37.972
19º) Duda Pamplona (ML, RJ), a 42.896
20º) Luciano Burti (VB, SP), a 47.278
21º) Mano Rola (CA, CE), a 56.749
22º) Hybernon Cisne (CA, CE), a 1:08.789
23º) Rodrigo Sperafico (CA, PR), a 1 volta
24º) Giuliano Losacco (CA, SP), a 3 voltas
25º) Ruben Fontes (CA, GO), a 3 voltas
26º) Mateus Greipel (CA, SC), a 4 voltas
27º) Felipe Gama (CA, SP), a 6 voltas
28º) Juliano Moro (ML, RS), a 7 voltas
29º) Popó Bueno (CA, RJ), a 8 voltas
30º) David Muffato (VB, PR), a 12 voltas
31º) Christian Fittipaldi (ML, SP), a 14 voltas
32º) Diogo Pachencki (CA, PR), a 15 voltas
33º) Ingo Hoffmann (ML, SP), a 19 voltas
) Ruben Carrapatoso (ML, SP), excluído
) Antonio Jorge Neto (ML, SP), excluído
) Pedro Gomes (VB, SP), excluído


Melhor Volta: Cacá Bueno, 1:51.384

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *