Stock: Camilo espera corrida dramática

Em 2007, Thiago Camilo chegou em segundo lugar na etapa de Campo Grande e alcançou pela primeira vez na sua carreira a liderança da Stock Car. Foi uma corrida dramática para o piloto da Texaco Vogel, que acabou com uma vantagem mínima (73 milésimos de segundo) sobre o terceiro, Marcos Gomes, e com os pneus na lona.

Esse ano, quarto colocado no campeonato, o piloto da Texaco Vogel tem pretensões diferentes, mas acredita numa corrida igualmente difícil. “Não pontuei na última etapa, em Santa Cruz, e me distanciei das primeiras posições. Meu objetivo aqui é fazer o máximo possível de pontos e garantir minha vaga no playoff. Se der para brigar pela vitória, melhor ainda, mas não é minha principal meta. O segredo aqui em Campo Grande será encontrar um acerto para ser rápido e conservar pneus, já que as condições da pista estão ainda mais críticas que em 2007, o piso está muito abrasivo, o asfalto está se soltando em vários pontos”, disse o piloto de 23 anos, o mais jovem a vencer uma corrida da Stock Car (aos 20 anos, na última etapa de 2004, em Interlagos).

Hoje (quarta-feira), Camilo foi terceiro colocado nos treinos livres (1:29.223) liderados por Cacá Bueno (1:29.003). Torcedor apaixonado do Fluminense carioca, o bicampeão da Stock Car descontou no pedal do acelerador as gozações dos colegas – inclusive o flamenguista Camilo – pelo fracasso na Libertadores da América.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *