Stock Car: Antonio Pizzonia tem boas impressões do novo carro da Stock

Piloto de Manaus gostou de seu contato inicial com chassi desenvolvido exclusivamente para a categoria.

Começaram nesta terça-feira (24/03) os testes coletivos que antecedem a abertura da Copa Nextel Stock Car, a principal categoria do automobilismo brasileiro. O amazonense Antonio Pizzonia (Amir Nasr Racing) teve a oportunidade de andar pela primeira vez com o novo carro, desenvolvido exclusivamente para a competição. E gostou. “Esse carro é bem diferente do anterior. O chassi é mais rígido, portanto reage melhor em aceleração e frenagem, porque transfere pouco peso”, avalia o piloto, que já teve passagens pela Fórmula 1, ChampCar e Superleague Fórmula. Os testes seguem nesta quarta-feira (25/03), no Autódromo de Interlagos, zona sul de São Paulo. A temporada começa neste mesmo circuito, no próximo domingo (29/03).

Neste primeiro dia de treinos, Pizzonia também aprovou outros aspectos novos do chassi. “O câmbio novo é muito bom, as trocas de marcha são bem precisas. Já o motor e os pneus permanecem os mesmos, portanto estão plenamente aprovados”, comenta. O esportista de Manaus também pôde conferir como ficou a nova área de visão no bólido. “A visão para frente é melhor do que no carro anterior. No entanto, em relação ao retrovisor e à traseira, a visão é menor”, analisa o competidor que carregará o número 1 em seu Peugeot 307, e que terá como companheiro de equipe o carioca Cláudio Capparelli.

A equipe Amir Nasr Racing não encontrou nenhum problema técnico neste começo de atividades em Interlagos. “A temperatura dentro do cockipt, pelo menos em nosso carro, é exatamente igual à do ano passado”, afirma Pizzonia. “Nosso carro não deu nenhum sinal de alta temperatura, tanto interna como mesmo externamente”, atesta Amir Nasr, chefe da escuderia brasiliense. “Isso é bom, parece que nossos carros nasceram bem. O Antonio não reclamou de nada, o que não deixa de ser um ótimo sinal, em virtude da grande experiência que ele tem”, conclui Amir.

Mesmo completando somente sete voltas – e apenas três delas lançadas – o piloto de Manaus conseguiu tirar algumas conclusões do novo chassi. “Parece ser um carro mais rápido do que o anterior, apesar do elevado peso que ele ainda tem”, explica. As equipes devem usar os treinos de hoje e amanhã para deixar seu equipamento pronto para as atividades oficiais do fim de semana. “O importante agora é checar a funcionalidade de tudo. Quando todos os sistemas estiverem aprovados, aí então trabalharemos no acerto para a pista”, afirma Amir Nasr.

Pizzonia está entusiasmado para a temporada cheia de novidades na Stock Car. “Com certeza é um carro que vai dar mais prazer para dirigir. Ainda é tudo muito novo, mas se nós pilotos e engenheiros entendermos bem como é o carro, suas reações, ele vai melhorar bastante”, conclui o “Jungle Boy”, como ficou conhecido internacionalmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *