Stock Car: Argentino Guerrieri dá show e faz mais ultrapassagens em Londrina

O argentino Estebán Guerrieri foi um dos principais nomes da décima rodada dupla do Campeonato Brasileiro de Stock Car, realizada neste domingo (21) no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Londrina (PR). Após problemas causados por uma batida na primeira prova, o piloto da Hero Motorsport largou do box na prova complementar e empreendeu uma forte corrida de recuperação, para terminar no quinto lugar entre os 29 carros inscritos. Ao todo, Guerrieri realizou mais de 20 ultrapassagens, superando vários dos principais pilotos do automobilismo brasileiro – isso sem contar a enorme desvantagem de largar fora do grid.

Guerrieri enfrentou problemas nas tomadas de tempo realizadas no sábado e por isso largou da 18ª posição na primeira prova. Após a largada, ainda na segunda volta um competidor rodou na pista forçando os carros que vinham atrás a desviar, sendo inclusive obrigados a sair do traçado. Um deles foi o argentino, que no incidente teve o carro avariado.

“Ontem eu sentia que estava bem nos treinos mas na tomada a temperatura subiu e nosso carro ficou traseiro, e assim perdemos o Q2 por apenas 0s09”, relata Guerrieri. “Hoje na primeira corrida larguei bem mas logo na segunda volta houve aquela confusão e a rodada na minha frente. Tentei evitar mas a escapada da pista afetou bastante a parte dianteira esquerda, o que deixou o carro instável. Não podia fazer muito a não ser tentar terminar a prova. Foi então que quebrou a suspensão traseira e tive que ir para o box”.

Na segunda prova, o argentino uniu uma excelente pilotagem ao ótimo trabalho de acerto realizado pela Hero Motorsport. “Meu lema nas corrida é nunca cruzar os braços e sempre tentar algo a mais. Mesmo largando do box eu sentia que poderia conseguir algo bom para a nossa equipe. Me concentrei bastante no objetivo, tentei fazer as ultrapassagens nos momentos certos, usei os pushs na hora oportuna e acho que no fim foi uma corrida muito legal. O carro esteve ótimo, com um bom ritmo, e finalmente posso dizer que conseguimos aplicar 100% do nosso potencial em uma prova”, relata o argentino.

“Devo dizer que me ajudou bastante o clima na equipe Hero. Aqui me sinto muito bem, como se estivesse em casa. Essa tranquilidade foi fundamental hoje. Agradeço a eles tanto a acolhida quanto o trabalho que fizeram por mim neste fim de semana”, disse o argentino, que substituiu o piloto oficial Lucas Di Grassi, impedido de competir em Londrina por estar envolvido com preparativos para a disputa do Campeonato Mundial de Fórmula E.

O outro piloto oficial do time, Bruno Baptista, também foi prejudicado por uma batida ainda na primeira prova do dia. “Levei uma batida na traseira logo na segunda volta. Isso destruiu o extrator traseiro e o carro ficou bastante instável. Além disso, o que sobrou do extrator passou a encostar no pneu e acabou com a borracha, piorando ainda mais a situação”, lembra o mais jovem piloto da Stock Car, uma das promessas da categoria. “Como resultado tive que ir ao box para fazer o reparo. Isso me fez largar do box na segunda prova. E acabou com nossa estratégia de corrida. Foi um fim de semana que é melhor esquecer”, finaliza Bruno, cujo trabalho tem constantemente merecido elogios da Hero Motorsport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *