Stock Car: Cacá Bueno e Daniel Serra vencem no Velopark

Cacá Bueno (Cimed Racing) e Daniel Serra (Eurofarma RC) foram os vencedores da terceira etapa da temporada, disputada neste domingo (22/04), no circuito do Velopark, em Nova Santa Rita (RS).

Prova 1:

Bueno venceu a primeira prova, encerrando um jejum de vitórias que durava 55 corridas (desde a segunda prova de Cascavel em 2016). Foi a 26ª vitória do pentacampeão da categoria. Ricardo Zonta (Shell V-Power) e Júlio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) completaram o pódio.

Pole-position Bueno manteve a ponta na largada, seguido por Allam Khodair (Blau Motorsport). Na terceira volta Lucas Foresti (Cimed Racing Team), usando o push to pas, superou Khodair pelo segundo lugar.

Na 11ª volta Lucas di Grassi (Hero Motorsport), Vencedor da segunda prova em Curitiba, ocupava apenas a 21ª posição, quando teve a roda dianteira esquerda solta. E bateu no muro da entrada da reta principal. O Safety-Car foi acionado.

A prova recomeçou na 15ª volta, com Bueno em primeiro, seguido por Foresti e Khodair. Quatro voltas depois a janela para paradas nos boxes foi aberta. Bueno foi o primeiro a entrar nos boxes, para trocar pneus.

Foresti entrou nos pits na volta seguinte, mas perdeu tempo, perdendo a posição para Zonta. Na sequencia Foresti também foi superado por Campos e Felipe Fraga (Cimed Racing).

Com o fim da janela de paradas Bueno voltou à liderança, seguido por Zonta, Campos, Fraga, Ricardo Maurício (Full Time Sports), Foresti e Khodair, que devido uma punição não pode usar o botão de ultrapassagem na etapa.

Nas voltas finais Zonta começou a diminuir a vantagem de Bueno, com o piloto da Cimed Racing resistindo aos ataques do ex-piloto de F-1. No final Bueno recebeu a bandeira quadriculada com 0s668 de vantagem.

“Feliz da vida. Reencontramos o caminho. O carro é extremamente bom na pista seca, mas ainda não é o melhor. O Zonta vinha mais rápido. Na chuva, no entanto, é um fenômeno. Vamos melhorando ao longo do ano para buscar este título”, disse Bueno. “A corrida foi boa, estava muito quente e depois do pit stop minha pressão até baixou um pouco, por isso tive que esperar uns dois minutinhos para sair do carro após o fim da prova”, justificou o vencedor.

Campos completou o pódio, apenas 0s258 a frente de Fraga.

Maurício foi o quinto seguido por Foresti e Khodair. Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport), Serra, Marcos Gomes (Cimed Racing Team) e Khodair fecharam os dez primeiros.

Com os grid dos dez primeiros invertido, Khodair alinha em primeiro para a segunda prova.

Resultado – Corrida 1:
1. 0 Cacá Bueno (Cimed Racing) – 41 voltas em 40min17s304
2. 10 Ricardo Zonta (Shell V-Power) – a 0s668
3. 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) – a 8s716
4. 88 Felipe Fraga (Cimed Racing) – a 8s974
5. 90 Ricardo Maurício (Full Time Sports) – a 12s308
6. 12 Lucas Foresti (Cimed Racing Team) – a 13s261
7. 83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport) – 15s399
8. 29 Daniel Serra (Eurofarma RC) – a 16s676
9. 80 Marcos Gomes (Cimed Racing Team) – a 17s973
10. 18 Allam Khodair (Blau Motorsport) – a 17s984
11. 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing) – a 19s089
12. 5 Denis Navarro (Cavaleiro Sports) – a 20s278
13. 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) – a 24s750
14. 70 Diego Nunes (Full Time Bassani) – a 25s775
15. 25 Tuka Rocha (Vogel Motorsport) – a 31s788
16. 8 Rafael Suzuki (Bardahl Hot Car) – a 32s639
17. 44 Bruno Baptista (Hero Motorsport) – a 33s128
18. 55 Sérgio Jimenez (Squadra G Force) – a 1min11s276*
19. 33 Nelson Piquet Jr (Full Time Bassani) – a 2 voltas
20. 28 Galid Osman (Cavaleiro Sports) – a 3 voltas
21. 77 Valdeno Brito (Eisenbahn Racing Team) – a 5 voltas
22. 3 Bia Figueiredo (Ipiranga Racing) – a 6 voltas
23. 9 Guga Lima (Squadra G Force) – a 10 voltas
24. 1 Antonio Pizzonia (Prati-Donaduzzi Racing) – a 10 voltas
NÃO COMPLETARAM (75% DA DISTÂNCIA DE CORRIDA)
25. 110 Felipe Lapenna (Cavaleiro Confuflex) – a 12 voltas
26. 117 Guilherme Salas (Bardahl Hot Car) – a 14 voltas
27. 30 Cesar Ramos (Blau Motorsport) – a 24 voltas
28. 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) – a 24 voltas
29. 65 Max Wilson (Eurofarma RC) – a 26 voltas
30. 51 Átila Abreu (Shell V-Power) – a 30 voltas
31. 11 Lucas di Grassi (Hero Motorsport) – a 31 voltas
MELHOR VOLTA: Julio Campos – 54s334 (média de 150,9 km/h)
*Penalizado em 50 segundos no tempo de prova por atitude anti-desportiva

Prova 2:

Atual campeão Serra venceu a segunda prova. Gomes terminou em segundo, com Campos repetindo o terceiro lugar.

Khodair manteve a ponta na largada, seguido por Gomes e Serra. Na terceira volta Serra superou Gomes, e logo depois o Safety-Car foi acionado. Para arrumar a uma barreira de pneus de uma curva, acertada por Sérgio Jimenez (Squadra G Force), depois de um toque com Campos.

Khodair manteve a ponta na relargada, mas sem poder usar o botão de ultrapassagem, foi superado por Serra na oitava volta. Pouco depois Gomes também passou Khodair.

Na 13ª volta Felipe Lapenna (Cavaleiro Confuflex) levou um toque de Tuka Rocha (Vogel Motorsport) e rodou. Com o carro de Lapenna parado na pista, o Safety-Car foi acionado.

A prova recomeçou na 15ª volta, com Serra em primeiro, seguido por Gomes. Na 18ª volta foi aberta a janela para a parada obrigatória, com Gomes entrando imediatamente. Serra entrou na volta seguinte, e mesmo reabastecendo voltou a frente de Gomes. Retomando a liderança ao fim da janela de paradas.

Serra manteve a ponta até o final recebendo a bandeirada com 1s484 de vantagem sobre Gomes.

“O carro começou muito bem o final de semana. Foi o melhor carro que eu tive neste ano até agora. Depois choveu e a gente não se achou na pista molhada. Eu não fiz uma boa primeira corrida, me posicionei um pouco mal, acabei perdendo algumas posições. Mas com o bom trabalho de estratégia da equipe pude chegar entre os dez. Na corrida dois eu sabia que tinha tudo para ganhar porque o carro era muito bom. A jogada foi saber passar o Khodair antes do Marcos Gomes e esse jogo de xadrez deu muito certo”, explicou Serra, que terminou a prova sentindo câimbras nas pernas.

Campos repetiu o terceiro lugar, depois de outra disputa acirrada, desta vez com Abreu. Os carros cruzaram a linha de chegada, separados por apenas 0s208 de diferença.

Fraga foi o quinto, seguido por Thiago Camilo (Ipiranga Racing) e Zonta. Bueno, Rubens Barrichello (Full Time Sports) e Khodair, fecharam os dez primeiros.

Serra lidera o campeonato com 80 pontos, seguido por Bueno com 65 e Fraga com 59.

A próxima etapa acontece em Londrina, no Paraná, no dia 06 de maio.

Resultado – Corrida 2:
1. 29 Daniel Serra (Eurofarma RC) – 41 voltas em 41min10s436
2. 80 Marcos Gomes (Cimed Racing Team) – a 1s484
3. 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) – a 8s460
4. 51 Átila Abreu (Shell V-Power) – a 8s688
5. 88 Felipe Fraga (Cimed Racing) – a 9s149
6. 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing) – a 9s336
7. 10 Ricardo Zonta (Shell V-Power) – a 9s688
8. 0 Cacá Bueno (Cimed Racing) – a 12s220
9. 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) – a 12s870
10. 18 Allam Khodair (Blau Motorsport) – a 15s699
11. 8 Rafael Suzuki (Bardahl Hot Car) – a 23s204
12. 83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport) – a 24s139
13. 44 Bruno Baptista (Hero Motorsport) – a 25s159
14. 70 Diego Nunes (Full Time Bassani) – a 26s426
15. 28 Galid Osman (Cavaleiro Sports) – a 30s927
16. 3 Bia Figueiredo (Ipiranga Racing) – a 32s033
17. 12 Lucas Foresti (Cimed Racing Team) – a 32s469
18. 9 Guga Lima (Squadra G Force) – a 34s060
19. 30 Cesar Ramos (Blau Motorsport) – a 11 voltas
NÃO COMPLETARAM (75% DA DISTÂNCIA DE PROVA)
20. 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) – a 12 voltas
21. 117 Guilherme Salas (Bardahl Hot Car) – a 16 voltas
22. 55 Sérgio Jimenez (Squadra G Force) – a 19 voltas
23. 77 Valdeno Brito (Eisenbahn Racing Team) – a 20 voltas
24. 1 Antonio Pizzonia (Prati-Donaduzzi Racing) – a 22 voltas
25. 65 Max Wilson (Eurofarma RC) – a 22 voltas
26. 5 Denis Navarro (Cavaleiro Sports) – a 23 voltas
27. 33 Nelson Piquet Jr (Full Time Bassani) – a 29 voltas
28. 110 Felipe Lapenna (Cavaleiro Contuflex) – a 30 voltas
29. 90 Ricardo Maurício (Full Time Sports) – a 36 voltas
30. 25 Tuka Rocha (Vogel Motorsport) – a 10 voltas (excluído)**
31. 11 Lucas di Grassi (Hero Motorsport) – não largou
MELHOR VOLTA: Ricardo Zonta – 54s302 (média de 151,0 km/h)
**Excluído por atitude anti-desportiva

Classificação do Campeonato:
1. Daniel Serra – 80 pontos
2. Cacá Bueno – 65
3. Felipe Fraga – 59
4. Julio Campos – 55
5. Ricardo Zonta – 47
6. Gabriel Casagrande – 45
7. Marcos Gomes – 41
8. Rubens Barrichello – 36
9. Lucas di Grassi – 35
10. Max Wilson – 30
11. Ricardo Maurício – 29
12. Cesar Ramos – 25
13. Rafael Suzuki – 21
14. Lucas Foresti – 17
15. Allam Khodair – 17
16. Thiago Camilo – 17
17. Átila Abreu – 13
18. Antonio Pizzonia – 10
19. Denis Navarro – 9
20. Vitor Genz – 9
21. Bruno Baptista – 4
22. Guilherme Salas – 3
23. Tuka Rocha – 3
24. Diego Nunes – 2
25. Nelson Piquet Jr – 1
26. Felipe Lapenna – 1
27. Guga Limia – 0
28. Valdeno Brito – 0
29. Sérgio Jimenez – 0
30. Galid Osman – 0
31. Bia Figueiredo – 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *