Stock Car: Ricardo Zonta vence em Interlagos. Daniel Serra conquista o bicampeonato

Ricardo Zonta (Shell V-Power Chevrolet) venceu neste domingo (09/12), no Circuito de Interlagos, em São Paulo, a última etapa da Stock Car Brasil. Daniel Serra (Eurofarma RC Chevrolet) terminou em quaro, e conquistou o bicampeonato.

Pole-position Zonta manteve a ponta na largada, seguido por Júlio Campos (Prati-Donaduzzi Racing Chevrolet). Os dois se revezaram na liderança na primeira parte a prova. Após a parada nos boxes, Zonta reassumiu a liderança, em definitivo. Vencendo com 4s4 de vantagem sobre Campos.

“O final de semana inteiro o meu carro esteve entre os três primeiros, fosse na chuva ou na pista seca. Na corrida a maior dificuldade seriam as cinco primeiras voltas, mas consegui me manter bem próximo e depois abrir uma boa vantagem. No pit stop a equipe trabalhou muito bem e saí com uma vantagem que depois foi só administrar. Estou feliz por mim e pela equipe com este encerramento de temporada”, afirmou o paranaense da Shell V-Power.

Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport Chevrolet) completou o pódio. Nas primeiras voltas Casagrande e Cacá Bueno (Cimed Chevrolet Racing Chevrolet) se tocaram algumas vezes. O que provocou problemas no pneu traseiro esquerdo de Bueno, que raspava na carenagem. E o abandono, do futuro parceiro de equipe de Casagrande.

Serra terminou em quarto, garantindo o bicampeonato da categoria.

“Foi muito tenso, porque você nunca sabe o que pode acontecer. Tem coisa que a gente não controla. Nos preparamos da maneira mais minuciosa possível, com um carro bem conservador para chegar no final”, lembrou Serra. “Então fui sofrendo um pouco com o desgaste de pneu, mas a gente fica nervoso: durante a corrida eu achei que o pneu furou umas seis vezes, de tão tenso que a gente fica. Muito nervosismo, mas sempre controlamos sabendo onde o Felipe (Fraga) estava, controlando o uso dos botões de ultrapassagem, mas estou muito feliz”,disse.

“Agora é o momento em que toda a dedicação vale a pena; penso nisso 24 horas por dia e faço tudo para chegar o mais bem preparado possível nos finais de semana. Só a minha esposa sabe o quanto eu me preparo e me dedico para evoluir como piloto. Aos poucos a ficha vai caindo. É muito legal ter meus amigos aqui, a minha equipe… Todo mundo faz parte disso. É muito especial”, continuou Daniel.

“Eu nunca pensei nos números do meu pai, mas ter conseguido dois títulos consecutivos – e ele venceu três – ia ser legal. Se eu conseguir chegar perto do que o meu pai fez, a minha carreira terá sido muito bem-sucedida”, concluiu o novo bicampeão da Stock Car.

Felipe Fraga (Cimed Chevrolet Racing Chevrolet), que lutava com Serra pelo título, fez uma ótima prova, depois de alinhar apenas em 18º. Terminando em quinto, sendo vice-campeão. Na volta final Fraga tocou no carro de Lucas Di Grassi (Hero Motorsport  Chevrolet), que rodou, perdendo várias posições.

“Foi um campeonato muito bom. Estou feliz porque, como piloto, a minha performance melhorou, a cada ano mais. Mesmop eu não tendo sido campeão, eu acho que sou um Felipe melhor do que 2016 e melhor ainda que 2017. É uma pena, faltou pouco”, falou Fraga, antes de elogiar o adversário.

“O título está em boas mãos, sem dúvida, mas vamos trabalhar ainda mais no ano que vem. Estarei com a mesma equipe, que é a equipe perfeita. Esse ano muita coisa saiu do nosso controle e isso tirou a gente de estar em uma disputa mais mano a mano. Temos que dar o mérito para o Daniel e para equipe dele. Trabalharemos mais para o ano que vem, acertaremos os erros e os detalhes para vir com tudo de novo”, fechou Felipe Fraga.

Rubens Barrichello (Full Time Sports Chevrolet) foi o sexto, seguido por Marcos Gomes (Cimed Chevrolet Racing Team Chevrolet), Antonio Pizzonia (Prati-Donaduzzi Racing Chevrolet), Átila Abreu (Shell V-Power  Chevrolet), e o estreante Gaetano di Mauro (Hero Motorsport II Chevrolet).

Final:

Resultado – Hero Super Final*:
1. 10 Ricardo Zonta (Shell V-Power) – 25 voltas em 41min51s513 (154,4 km/h)
2. 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) – a 4s414
3. 83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport) – a 5s894
4. 29 Daniel Serra (Eurofarma RC) – a 15s670
5. 88 Felipe Fraga (Cimed Chevrolet Racing) – a 16s271
6. 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) – a 16s359
7. 80 Marcos Gomes (Cimed Chevrolet Racing Team) – a 16s587
8. 1 Antonio Pizzonia (Prati-Donaduzzi Racing) – a 19s415
9. 51 Átila Abreu (Shell V-Power) – a 19s725
10. 544 Gaetano di Mauro (Hero Motorsport) – a 20s519
11. 65 Max Wilson (Eurofarma RC) – a 20s989
12. 70 Diego Nunes (Full Time Bassani) – a 21s413
13. 44 Bruno Baptista (Hero Motorsport) – a 24s118
14. 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing) – a 24s403
15. 12 Lucas Foresti (Cimed Chevrolet Racing Team) – a 24s915
16. 18 Allam Khodair (Blau Motorsport) – a 32s977
17. 3 Bia Figueiredo (Ipiranga Racing) – a 34s303
18. 30 Cesar Ramos (Blau Motorsport) – a 37s816
19. 5 Denis Navarro (Cavaleiro Sports) – a 39s514
20. 33 Nelson Piquet Jr (Full Time Bassani) – a 1min06s954
21. 31 Willian Starostik (KTF Sports) – a 1min18s549
22. 20 Ricardo Sperafico (Bardahl Hot Car) – a 1 volta
23. 90 Ricardo Maurício (Full Time Sports) – a 1 volta
24. 11 Lucas di Grassi (Hero Motorsport) – a 1 volta
25. 8 Rafael Suzuki (Bardahl Hot Car) – a 1 volta
26. 77 Valdeno Brito (Eisenbahn Racing Team) – a 1 volta
NÃO COMPLETARAM
27. 9 Guga Lima (Vogel Motorsport) – a 8 voltas
28. 28 Galid Osman (Cavaleiro Sports) – a 8 voltas
29. 110 Felipe Lapenna (Cavaleiro Contuflex) – a 10 voltas
30. 0 Cacá Bueno (Cimed Chevrolet Racing) – a 18 voltas
31. 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) – a 24 voltas
MELHOR VOLTA: Marcos Gomes, 1min37s098 (média de 159,7 km/h)

Confira a classificação final do campeonato de pilotos:
1. Daniel Serra, 338 pontos
2. Felipe Fraga, 310
3. Julio Campos, 252
4. Rubens Barrichello, 242
5. Max Wilson, 210
6. Átila Abreu, 208
7. Marcos Gomes, 202
8. Ricardo Zonta, 184
9. Cacá Bueno, 172
10. Gabriel Casagrande, 155
11. Thiago Camilo, 134
12. Lucas di Grassi, 127
13. Cesar Ramos, 74
14. Diego Nunes, 66
15. Nelson Piquet Jr., 65
16. Rafael Suzuki, 61
17. Allam Khodair, 61
18. Ricardo Maurício, 54
19. Lucas Foresti, 49
20. Felipe Lapenna, 46
21. Antonio Pizzonia, 44
22. Vitor Genz, 43
23. Denis Navarro, 23
24. Bia Figueiredo, 21
25. Guga Lima, 17
26. Bruno Baptista, 16
27. Gaetano di Mauro, 14
28. Valdeno Brito, 13
29. Esteban Guerrieri, 13
30. Sérgio Jimenez, 10

A classificação final do campeonato de Equipes:
1. Eurofarma RC, 548 pontos
2. Cimed Chevrolet Racing, 482
3. Shell V-Power, 392
4. Prati-Donaduzzi Racing, 296
5. Full Time Sports, 296
6. Cimed Chevrolet Racing Team, 251
7. Vogel Motorsport, 179
8. Ipiranga Racing, 155
9. Hero Motorsport, 153
10. Blau Motorsport, 134
11. Full Time Bassani, 131
12. Bardahl Hot Car, 65
13. Eisenbahn Racing Team, 56
14. Cavaleiro Contuflex, 46
15. Cavaleiro Sports, 27
16. Hero Motorsport II, 17
17. Squadra G Force, 10

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *