Stock Car: Roda presa no pit tira chances de pódio de Rodrigo Sperafico

O atual vice-campeão da Stock Car diz que vai a Londrina para terminar entre os três primeiros para garantir classificação para os playoffs.

Uma roda presa no primeiro pit stop, quando decidiu trocar os pneus, tirou as chances de pódio do paranaense Rodrigo Sperafico, da equipe Terra/Avallone, na Corrida do Milhão. A prova válida pela sétima etapa do Campeonato Brasileiro de Stock Car foi disputada hoje (domingo), no Autódromo Nelson Piquet, em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, tendo como vencedor o paraibano Valdeno Brito.

Segundo Rodrigo Sperafico, atual vice-campeão da Stock Car, a roda ficou presa e a demora para trocá-la fez com que perdesse seis posições. “Estávamos em 10º, no segundo pelotão, justamente o que tinha à frente Valdeno Brito, o ganhador da corrida. Mas com o problema da rodada, perdemos seis posições e mesmo fazendo uma corrida de recuperação, só conseguimos alcançar o 11º lugar. Fizemos cinco pontos, mas continuamos em 13º na classificação”, acentua Rodrigo.

Para Rodrigo Sperafico, Corrida do Milhão é passado e agora parte para a oitava etapa da temporada, a ser realizada no dia 13 de setembro, em Londrina, Norte do Paraná, quando correrá para terminar entre os três primeiros para garantir classificação para os playoffs decisivos. Londrina irá definir os 10 primeiros do campeonato, que estarão nos playoffs que apontarão o campeão da temporada. “Só nos resta estar no pódio em Londrina para entrarmos no grupo que brigarão pelo título”, frisa Rodrigo, que nos dois últimos anos esteve nos playoffs e no ano passado sagrou-se vice-campeão brasileiro.

Resultado da Corrida do Milhão – 7ª etapa da Stock Car
1º) Valdeno Brito (PB), 47 voltas em 1h09m22s198 (média de 135,61 km/h)
2º) Luciano Burti (SP), a 8s891
3º) Marcos Gomes (SP), a 13s939
4º) Thiago Camilo (SP), a 19s042
5º) Alceu Feldmann (PR), a 21s531
6º) Allam Khodair (SP), a 24s493
7º) David Muffato (PR), a 25s547
8º) Ingo Hoffmann (SP), a 32s478
9º) Cacá Bueno (RJ), a 39s561
10º) Atila Abreu (SP), a 41s249
11º) Rodrigo Sperafico (PR), a 43s982
12º) Felipe Maluhy (SP), a 48s371
13º) Duda Pamplona (RJ), a 54s683
14º) Andre Bragantini (SP), a 56s220
15º) Pedro Gomes (SP), a 56s787
16º) Antonio Pizzonia (AM), a 1m03s439
17º) Juliano Moro (RS), a 1m07s518
18º) Nonô Figueiredo (SP), a 1m09s176
19º) Popó Bueno (RJ), a 1m09s347
20º) Ricardo Mauricio (SP), a 1 volta
21º) Ricardo Sperafico (PR), a 1 volta
22º) Norberto Gresse (SP), a 1 volta
23º) Julio Campos (PR), a 1 volta
24º) Tarso Marques (PR), a 1 volta
25º) Giuliano Losacco (SP), a 1 volta
26º) Carlos Alves (SP), a 1 volta
27º) William Starostik (SP), a 1 volta
28º) Thiago Marques (PR), a 2 voltas
29º) Ruben Fontes (GO), a 8 voltas
30º) Daniel Serra (SP), a 10 voltas
31º) Lico Kaesemodel (PR), a 12 voltas
32º) Guto Negrão (SP), a 13 voltas
33º) Antonio Jorge Neto (SP), a 16 voltas
34º) Hoover Orsi (MS), a 38 voltas

Classificação do campeonato após 7 etapas
1º) Marcos Gomes (SP), com 126 pontos
2º) Ricardo Mauricio (SP), 113
3º) Thiago Camilo (SP), 85
4º) Cacá Bueno (RJ), 76
5º) Valdeno Brito (PB), 61
6º) Átila Abreu (SP), 50
7º) Alceu Feldmann (PR), 46
8º) Luciano Burti (SP), 45
9º) Allam Khodair (SP), 44
10º) Antonio Jorge Neto (SP), 43

11º) Popó Bueno (RJ), 31
12º) Giuliano Losacco (SP), 30
13º) Rodrigo Sperafico (PR), 28
14º) Julio Campos (PR), 22.
15º) Duda Pamplona (RJ), 21
16º) Pedro Gomes (SP), 20
17º) Nonô Figueiredo (SP), 19
17º) Hoover Orsi (MS), 19
17º) Felipe Maluhy (SP), 19
20º) David Muffato (PR), 18
21º) Daniel Serra (SP), 17
22º) Ingo Hoffmann (SP), 16
23º) Juliano Moro (RS), 9
23º) André Bragantini (SP) 9
25º) Thiago Marques (PR), 8
26º) Tarso Marques (PR), 6
27º) Carlos Alves (SP), 4
28º) Antonio Pizzonia (AM), 3
28º) William Starostik (SP), 3
30º) Ricardo Zonta (PR), 2
31º) Lico Kaesemodel (PR), com 1 ponto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *