Stock: CBA e SPTuris definem ampliação da área de escape na curva do Café

Decisão foi tomada em encontro que reuniu representantes das principais categorias do automobilismo brasileiro

Em reunião realizada hoje no Parque Anhembi os presidentes da Confederação Brasileira de Automobilismo, Cleyton Pinteiro, e da SPTuris, Caio Luiz de Carvalho, decidiram pela ampliação da área de escape na curva do Café como a melhor solução para melhorar as condições de segurança nesse trecho. O encontro teve a participação de representantes das principais categorias do automobilismo brasileiro. De comum acordo ficou estabelecido que em um mês a CBA receberá da SPTuris um estudo para aprovação e posterior envio à Federação Internacional do Automóvel. Durante o período de análise conjuntural da obra as competições realizadas no circuito paulistano deverão acontecer com o uso de bandeiras amarelas ou uso de barreiras plásticas colocadas estrategicamente. Segundo o engenheiro Octávio Guazelli “estas soluções podem ser usadas de forma complementar ou substitutiva.”

Para o presidente da CBA a reunião desta tarde demonstrou que apesar do momento triste que vive o automobilismo nacional “podemos notar que há um sentimento de que qualquer solução para melhorar as condições de segurança de Interlagos deve ser analisada por todas as partes envolvidas no esporte”. Pinteiro destacou a participação ativa de representantes das categorias que compõe a programação da Fórmula Truck, Porsche Cup, Racing Festival e Stock Car e “em especial a sensibilidade demonstrada pelo Prefeito Gilberto Kassab e pela SPTuris em colaborar para que tudo se resolva com a serenidade e urgência que o assunto exige”.

Segundo Caio Luiz de Carvalho as propostas de reforma de Interlagos serão encaminhadas à CBA e, posteriormente à FIA para as devidas homologações. Carvalho enfatizou que “sempre que houver necessidade de fazer obras para garantir a Interlagos a condição de Templo da Velocidade e o GP de Fórmula 1, essas obras serão realizadas”. O presidente da SPTuris ressaltou ainda que “os valores investidos na manutenção e melhoria do autódromo nos últimos seis anos são inéditos na história de 71 anos do Autódromo José Carlos Pace”.

Estudos esta semana apontaram a melhor opção

Desde segunda-feira a equipe técnica da SPTuris responsável pelo autódromo desenvolve estudos para analisar as possíveis opções para melhorar as condições de segurança na curva do Café. Na pauta da reunião de ontem no escritório central da empresa foram analisadas diversas fotos aéreas desse trecho, processo que determinou duas opções para uma análise mais profunda.

A solução aprovada propõe a remoção do último lance de arquibancadas, o que ampliaria a área de escape externa em cerca de 20 metros de profundidade em uma extensão que poderá chegar a 200 metros. Para evitar que essa área seja usada como extensão da pista o revestimento local será feito material especial de baixa aderência. Embora o prazo de conclusão só possa ser definido com exatidão após a conclusão do projeto a ser executado estima-se que as mudanças deverão ser executadas até o mês de agosto.

A Confederação Brasileira de Automobilismo guarda luto oficial de sete dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *