Stock: Daniel Serra vence em Ribeirão Preto

Daniel Serra (Red Bull Racing/Chevrolet) venceu neste domingo (20/05), nas ruas de Ribeirão Preto, a 4ª etapa da temporada. Cacá Bueno completou a dobradinhada Red Bull. Vencedor das duas provas anteriores em Ribeirão Preto, Átila Abreu (Mobil Super Pioneer Racing/Chevrolet) fechou o pódio.

Segundo no grid, Serra passou Bueno (pole-position) na largada, o que acabou gerando uma reclamação via rádio, por parte do parceiro de equipe. A direção de prova, contudo, não viu nada de errado, e Serra venceu de ponta a ponta, depois de uma prova marcada por diversos acidentes, e três entradas do Safety-Car.

“Em primeiro lugar, a equipe está de parabéns. A gente conseguiu fazer uma dobradinha na classificação e na corrida, a equipe já ganhou três corridas de quatro neste ano… Então, parabéns a todos!”, disse Daniel Serra após a prova. Ele também falou sobre a ultrapassagem sobre Cacá Bueno na primeira curva.

“Sabia que a largada seria muito importante se eu quisesse ganhar a corrida. Eu vi que o meu pulo foi muito bom e consegui assumir a liderança. Consegui relargar sempre muito bem após as entradas do safety car… Foi tranquilo em termos de disputa, mas o meu ritmo teve de ser bem forte”, completou.

Bueno não gostou, e ficou muito chateado com o parceiro de equipe.

“Não larguei mal, e o Daniel sabe que não fiquei contente, porque fui espremido no muro. Na hora tirei o pé para não causar uma confusão maior. Não quero polemizar, até porque o Daniel tinha um ritmo um pouco melhor do que o meu, andou forte o fim de semana inteiro, é um cara que merece a vitória, trabalha super bem, não é líder do campeonato à toa, tem potencial… O ritmo do carro da equipe é bom, isso é o que importa”, declarou Bueno, que no pódio cumprimentou o vencedor, de cara fechada.

Abreu terminou em 3º, após superar Julio Campos (Carlos Alves Competições/Peugeot) nos minutos finais da prova.

“Estou feliz por estar mais uma vez no pódio, e o terceiro lugar para mim acaba sendo uma vitória pela posição que conquistei no treino classificatório. A pista é estreita, difícil de ultrapassar e ainda contra pilotos muito bons ali na frente do grid. É um orgulho conquistar essa posição. Estou muito feliz, adoro essa cidade! Espero chegar no fim disputando o título, que é o meu objetivo”, disse Abreu.

Marcos Gomes (Medley Fulltime/Peugeot) termimou em 5º, seguido por Thiago Camilo (RCM Motorsport /Chevrolet) e Denis Navarro (Neoquimica Vogel Motorsport /Chevrolet). Luciano Burti (Itaipava Racing Team/Peugeot), Diego Nunes (Hot Car Competições/Chevrolet) e Xandinho Negrão (Medley Fulltime/Peugeot) fecharam os dez primeiros.

Ricardo Maurício (Eurofarma RC /Chevrolet), que chegou a Ribeirão preto na liderança do campeonato, se envolveu em um toque logo no começo da prova. Com o carro danificado na traseira, terminou apenas na 17ª posição.

No primeiro Safety-Car, em um acidente que envolveu diversos carros, Ricardo Sperafico (Prati-Donaduzzi Racing/Peugeot) teve uma das rodas do seu carro arrancada.

O segundo Safety-Car foi logo após a relargada. Valdeno Brito (Shell Racing/Peugeot) perdeu o traçado e foi direto na proteção de pneus.

O acidente que ocasionou o terceiro Safety-Car, gerou uma forte discussão entre Tuka Rocha (BMC/Chevrolet) e Allan Khodair (SER-Glass Vogel Motorsport/Chevrolet). Rocha usava o Push to Pass e tentava concluir a ultrapassagem na freada; Khodair fechou a porta, os dois carros bateram e foram parar na barreira de pneus da saída da curva.

Serra lidera o campeonato com 69 pontos, seguido por Bueno com 64. Mauricio é o 3º com 59.

A próxima etapa será no dia 1º de julho, no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Londrina (PR).

Final:

Circuito de rua de Ribeirão Preto, 2.395 metros

1.º) Daniel Serra, Red Bull Racing (Chevrolet) – 28 voltas, em 41min38s772
2.º) Cacá Bueno, Red Bull Racing (Chevrolet) – a 0s844
3.º) Átila Abreu, Mobil Super Pioneer Racing (Chevrolet) – a 2s356
4.º) Julio Campos, Carlos Alves Competições (Peugeot) – a 4s517
5.º) Marcos Gomes, Medley Fulltime (Peugeot) – a 5s381
6.º) Thiago Camilo, RCM Motorsport (Chevrolet) – a 5s807
7.º) Denis Navarro, Neoquimica Vogel Motorsport (Chevrolet) – a 8s410
8.º) Luciano Burti, Itaipava Racing Team (Peugeot) – a 9s604
9.º) Diego Nunes, Hot Car Competições (Chevrolet) – a 10s652
10.º) Xandinho Negrão, Medley Fulltime (Peugeot) – a 14s895
11.º) Lico Kaesemodel, RCM Motorsport (Chevrolet) – a 15s930
12.º) Eduardo Leite, Hot Car Competições (Chevrolet) – a 16s681
13.º) Galid Osman, BMC Racing (Chevrolet) – a 17s768
14.º) Nonô Figueiredo, Mobil Super Pioneer Racing (Chevrolet) – a 19s002
15.º) Rodrigo Sperafico, Prati-Donaduzzi (Peugeot) – a 20s876
16.º) David Muffato, Itaipava Racing Team (Peugeot) – a 42s486
17.º) Ricardo Maurício, Eurofarma RC (Chevrolet) – a 1 volta
18.º) Popó Bueno, Linea Sucralose (Chevrolet) – a 1 volta
19.º) Ricardo Zonta, Linea Sucralose (Chevrolet) – a 2 voltas
20.º) Max Wilson, Eurofarma RC (Chevrolet) – a 4 voltas
Não completou 75% (= 21 voltas)
21.º) Allam Khodair, SER-Glass Vogel Motorsport (Chevrolet) – a 11 voltas
22.º) Tuka Rocha, BMC Racing (Chevrolet) – a 11 voltas
23.º) Duda Pamplona, Vogel Motorsport (Chevrolet) – a 11 voltas
24.º) Vitor Meira, Officer ProGP (Chevrolet) – a 11 voltas
25.º) Valdeno Brito, Shell Racing (Peugeot) – a 11 voltas
26.º) Antonio Pizzonia, Comprafacil JF (Peugeot) – a 15 voltas
27.º) Alceu Feldmann, Shell Racing (Peugeot) – a 21 voltas
28.º) Ricardo Sperafico, Prati-Donaduzzi Racing (Peugeot) – a 21 voltas
29.º) Pedro Boesel, Comprafacil JF (Peugeot) – a 28 voltas
Melhor volta: Max Wilson, com 1min08s435 (média: 125,99 km/h)

A nova classificação: 1, Daniel Serra, 69; 2, Cacá Bueno, 64; 3, Ricardo Maurício, 59; 4, Átila Abreu, 52; 5, Valdeno Brito, 50; 6, Júlio Campos e Nonô Figueiredo, 44; 8, Marcos Gomes, 42; 9, Max Wilson, 39; 10, Thiago Camilo, 35.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *