Stock: Em Tarumã, líder Cacá Bueno tenta quarta vitória na temporada

Piloto da Eurofarma-RC é o mais vitorioso na atual temporada e tenta o bicampeonato.

Com três primeiros lugares conquistados este ano e 15 pontos de vantagem para o segundo na classificação da Copa Nextel Stock Car, Cacá Bueno tentará igualar o número de vitórias obtidas por ele no ano passado – quatro – quando se sagrou campeão brasileiro da Stock Car V8. Atual líder com 252 pontos, o piloto da Eurofarma-RC é o único a vencer mais de uma vez na temporada 2007.

“Tarumã é uma pista aonde nossos carros têm muito bom desempenho. No ano passado, andamos bem aqui e larguei em quarto e terminei na mesma posição. A minha única vitória nessa pista extremamente veloz foi em 2004”, comentou Cacá Bueno.

Para Rosinei Campos, chefe da equipe Eurofarma-RC, os dois carros têm andado na frente desde a vitória de Jorge Neto, em São Paulo, em junho. “Depois de um começo difícil, acertamos a mão e os dois carros vêm brigando pela liderança em todas as corridas. Infelizmente, somente o Cacá está no Playoff, mas mesmo fora da briga pelo título o Jorge Neto pode vencer aqui”, comentou “Meínha”.

“O meu melhor resultado em Tarumã também foi em 2004, quando terminei em terceiro lugar. Gosto da pista e me sinto muito à vontade para acelerar aqui”, explicou o vice-campeão Jorge Neto.

Uma vitória a cada três corridas

A convivência do campeão de 2006 com o lugar mais alto do pódio começou em 2002. Nestas seis temporadas, Cacá Bueno venceu 18 corridas das 69 realizadas, ou seja, média de uma vitória a cada 3,83 etapas. Em todos os anos, o piloto ficou entre os três melhores classificados – um terceiro lugar, três vice-campeonatos e um título.

Na temporada deste ano, Cacá tem média ainda melhor. Das nove corridas realizadas até agora, ele venceu três – em Santa Cruz do Sul (RS), em Curitiba (PR) e Buenos Aires (Argentina), e obteve um segundo lugar, dois quartos e um nono, não pontuando somente na segunda e na oitava etapas. Na segunda, estava na terceira colocação quando foi atingido pelo carro de Ricardo Zonta a poucas voltas do final da prova, e na oitava, devido à quebra do câmbio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *