Stock: GP Bahia define os 10 pilotos que brigarão pelo título na Mobil Super Final

Oitava etapa do ano será domingo, na segunda prova de rua em 2011, e dez pilotos ainda lutam pelas cinco vagas restantes; SporTV mostra a decisão ao vivo a partir das 11h30

s principais pilotos do automobilismo brasileiro vivem nesta semana o clima de decisão na Copa Caixa Stock Car. Neste domingo, após a disputa da 3ª edição do GP Bahia, todos saberão os nomes daqueles que irão brigar pelo título na Mobil Super Final nas quatro derradeiras provas do ano (Santa Cruz, Londrina, Brasília e Velopark). Por enquanto, cinco já estão assegurados e outros cinco querem permanecer entre os 10 que irão à Mobil Super Final. Outros sonham com uma corrida perfeita e a ideal combinação matemática.

Líder da classificação e vencedor da Corrida do Milhão BMC, Thiago Camilo (Ipiranga RCM) está garantido na briga pelo título. Também estão classificados Átila Abreu (AMG Motorsport), Max Wilson (Eurofarma RC), Cacá Bueno (Red Bull Racing) e Ricardo Maurício (Eurofarma RC). Outros cinco pilotos estariam classificados hoje, com o descarte obrigatório dos dois piores resultados: Popó Bueno (A.Mattheis), Marcos Gomes (Medley FullTime), Daniel Serra (Red Bull Racing), Allam Khodair (Blau Vogel) e Luciano Burti (Itaipava Racing).

Max Wilson, atual campeão da Copa Caixa Stock Car, mesmo já confirmado na Mobil Super Final, quer vencer para entrar bem na decisão. A prova nos 2.724 metros do circuito Ayrton Senna, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), será importante. “Em pistas de rua, a vitória já começa ser decidida desde os primeiros treinos”, explica o piloto de 39 anos. O companheiro Ricardo Maurício, campeão em 2008, completa: “A Superfinal é um campeonato bem mais curto que irá começar, por isso é fundamental um bom resultado na Bahia.”

E entre os que lutam para integrar a lista dos 10 primeiros, após o GP Bahia, a situação é delicada para Duda Pamplona (Officer ProGP), Ricardo Zonta (RZ Crystal Racing), David Muffato (Itaipava Racing), Xandinho Negrão (Medley FullTime) e Giuliano Losacco (Hot Car Competições). Com exceção de Pamplona, todos dependem da matemática para entrarem na Mobil Super Final. “Vai ser muito difícil, mas enquanto houver chances vamos batalhar”, disse o bicampeão (2004 e 2005) Giuliano Losacco.

Na temporada do ano passado a “pontuação de corte”, já com os descartes, para a entrada na Mobil Super Final foi 43 pontos. Após sete etapas em 2011, com dois descartes, a pontuação dos 15 primeiros da Copa Caixa Stock Car estaria assim: 1º) Thiago Camilo, 100 pontos; 2º) Átila Abreu, 83; 3º) Cacá Bueno e Max Wilson, 80; 5º) Ricardo Maurício, 62; 6º) Marcos Gomes, 57; 7º) Popó Bueno, 56; 8º) Daniel Serra, 47; 9º) Allam Khodair, 46; 10º) Luciano Burti, 41; 11º) Duda Pamplona, 40; 12º) Ricardo Zonta, 30; 13º) David Muffato, 26; 14º) Xandinho Negrão, 25; 15º) Giuliano Losacco, 20.

Lembrando que os 10 classificados à Mobil Super Final 2011 entrarão na disputa pelo título com as seguintes pontuações: 1º colocado, 225 pontos; 2º colocado, 220; 3º colocado, 216; 4º colocado, 214; 5º colocado, 212; 6º colocado, 210; 7º colocado, 209; 8º colocado, 208; 9º colocado, 207; 10º colocado, 206 pontos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *