Stock: Itaipava Racing Team preparada para desafio extra na Corrida do Milhão

Estratégia será fundamental na prova de pouco mais de uma hora e dois pit stops, marcada para domingo (5) em Interlagos

Luciano Burti ficou apenas oito segundos distante do cobiçado prêmio na primeira edição da Corrida do Milhão, disputada há dois anos, no Rio de Janeiro (RJ). Foi exatamente esta a diferença dele, segundo colocado naquela oportunidade, para o vencedor da prova, Valdeno Brito. “Durante bastante tempo, muita gente me falou isso, que eu fiquei poucos segundos distante do milhão”, lembra Luciano Burti. “E ficou mesmo esse gostinho, porque naquela corrida eu disputei posição com o Valdeno e estava na frente dele até o pit stop”, conta o piloto da Itaipava Racing Team.

Uma nova oportunidade de vencer a prova mais importante do calendário da Stock Car surge neste fim de semana, com a realização da Corrida do Milhão pela segunda vez na história, agora no Autódromo de Interlagos – José Carlos Pace, em São Paulo (SP). “Pelo potencial da nossa equipe, eu vou para todas as corridas sabendo que tenho condições de brigar de igual para igual, exatamente pelo que mostramos em termos de performance – embora as circunstâncias ainda não tenham permitido um bom resultado em corrida”, afirma Luciano Burti, que até aqui largou entre os seis primeiros em duas das seis corridas de 2010.

Diante da importância da corrida deste domingo, o piloto da Itaipava Racing Team passa a se concentrar apenas no resultado isolado, que consequentemente também pode ajudar na busca por um lugar no PlayOff. “Para nós, o PlayOff ficou mais distante, o que a partir de agora me faz focar prova por prova em busca de um bom resultado… Claro que é muito bom ainda ter chances, e vamos tentar aproveitá-las, mas o objetivo agora é corrida por corrida”, destaca Luciano Burti. Especialmente nesta etapa, que possui um grau de dificuldade elevado em função do tempo de disputa e do trabalho nos boxes.

A Corrida do Milhão é maior que as demais, tem uma hora e cinco minutos, e a obrigatoriedade de dois pit stops. Numa prova que exige tanta dedicação, natural que o prêmio seja dividido em 50% para o piloto e 50% para a equipe, como é o acordo entre a Itaipava Racing Team e seus dois pilotos, Luciano Burti e David Muffato. Os treinos livres para a sétima etapa da temporada da Stock Car, penúltima antes da definição dos participantes do PlayOff, começam nesta sexta-feira (3). A corrida, no domingo, tem largada marcada para 10h50 com transmissão ao vivo da Rede Globo.

O fato de se tratar de uma prova mais longa é o que mais anima David Muffato. “É uma corrida muito interessante, fez falta no calendário do ano passado, especialmente por ter uma duração maior, dois pit stops, tem o diferencial do prêmio… Seria ótimo ter a etapa todos os anos no calendário, mas assim, com intervalo de duas temporadas, ela fica ainda mais valorizada”, comenta o campeão de 2003, que chegou a liderar a primeira edição da Corrida do Milhão, disputada em 2008. “Larguei no meio do grid e cheguei em sétimo, depois de andar em primeiro. Essa é uma das coisas que uma corrida longa te permite”.

O piloto tem a mesma opinião do companheiro de equipe, Luciano Burti. Sabe das chances matemáticas de chegar à disputa pelo título, mas pensa especialmente em alcançar um bom resultado em Interlagos. “E um bom resultado para nós seria um pódio”, afirma David Muffato. “Nosso desempenho nos treinos é bom e agora falta confirmar isso nas corridas. Estamos todos focados em resultado, sem pensar no prêmio ou no campeonato. O nosso objetivo maior é andar bem”, revela o piloto da Itaipava Racing Team. Atualmente, a liderança na tabela de pontos é de Átila Abreu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *