Stock Jr.: Etapa final da temporada de Stock Jr. foi marcada por muita emoção

Nem mesmo o calor que fez no ECPA (Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo) no fim de semana (11 e 12) desanimou os competidores da Stock Jr., que participaram da nona e última etapa do Campeonato Paulista da modalidade e da final da Copa ECPA, realizadas em uma mesma prova.

O sábado (11) foi marcado por três treinos livres da categoria. “O terceiro treino teve de ser interrompido por conta da forte chuva, fato que não atrapalhou os pilotos, pois todos já estavam aptos para realizar uma boa prova”, contou Dito Giannetti, manager da Stock Jr..

 

O domingo (12) ensolarado começou com a tomada de tempo para formação do grid da categoria, na qual o favorito Rodrigo Rosset cravou a poli position. “Minha posição é bastante privilegiada, mas não posso cantar vitória antes de hora. Vou correr com seriedade e fazer meu melhor”, disse o campineiro antes da prova.

 

Antes da largada da corrida, o céu recebeu colorido especial com a participação da equipe Vertical Sky de Paraquedismo. “Foram três paraquedistas que mostraram toda a emoção desse esporte de aventura, no qual a queda livre proporciona a maior adrenalina. Foi emocionante vê-los descendo no ECPA”, falou Daniella Giannetti, organizadora do evento.

 

A prova da Stock Jr. começou às 11h50, com 22 voltas prometendo muita emoção. O piloto Luiz Augusto Alves, que largou em segundo lugar, fez bonito. Já na primeira volta ultrapassou Rodrigo Rosset e, com muita garra, se manteve em primeiro até o final. “A prova foi difícil, estava muito quente dentro do carro. Mas fiz o que tinha de fazer: consegui a liderança e mantive até o final. Comecei a temporada da Stock Jr. vencendo e estou terminando vencendo”, comemorou Luiz.

 

Rosset ficou em segundo lugar. “Luiz estava muito rápido. Não consegui ultrapassar. O pneu do meu carro estava ruim, preferi me manter na segunda posição a arriscar”, falou.

 

A terceira posição foi bastante disputada entre Luciano Cunha e Beto Cavaleiro, que ficou com a colocação. Em quarto lugar, Luciano Cunha seguido de Marcelo Henrique, Caito Vianna, Marco Fernandes, Alexis Vilela, Gustavo Haddad, Vinicius Cian e Adriano Amaral.

 

Com esse resultado, consagraram-se campeões do Campeonato Paulista de Stock Jr., na categoria geral, Rodrigo Rosset (1º lugar), Luiz Augusto Alves (2º), Beto Cavaleiro (3º) e Caito Vianna (4º). Na categoria Máster, Luiz Augusto Alves ficou em primeiro lugar. Na Copa ECPA, Rodrigo Rosset foi o grande campeão, seguido de Luiz Augusto Alves e Caito Vianna. “Com duas vitórias em uma corrida, fechei o ano com chave de ouro, com dois títulos”, vibrou Rosset.

 

O público que compareceu ao ECPA torceu bastante durante a corrida. “Foi muito emocionante. Espero que seja assim também no próximo ano”, disse o servidor público José Antonio Caprânico, que pela primeira vez levou seu filho Guilherme, de 10 anos, ao ECPA. “Achei muito legal. Os carros são tão pequenininhos que nem parece que correm tanto”, contou o menino.

 

Feliz também estava Dito Giannetti, manager da Stock Jr.. “Foi uma temporada bastante positiva. Compramos a categoria no início do ano e, vencidas as dificuldades, junto com a equipe e os pilotos tivemos um campeonato fantástico”, comemorou. “Já estamos trabalhando para um campeonato incrível no próximo ano, talvez com algumas mudanças. Aguardem”, completou.

 

Provas paralelas

Dividindo a pista com a Stock Jr., os pilotos das categorias Turismo 1600 e Históricos de Competição também se exibiram no fim de semana. Os treinos livres e as tomadas de tempo ocorreram no sábado (11). No domingo (12), duas provas para cada modalidade.

 

Na primeira bateria da Turismo 1600, Alexandre Passareli terminou em primeiro lugar, seguido de Juliano Gandelim e Wilson Zambello. Na primeira prova dos Históricos, Fabricio Abrantes (1º lugar), Regis Cava (2º) e Ruy Fabio Quintela (3º).

 

Na segunda bateria da Turismo 1600, o primeiro lugar foi de Danilo Gaidarji, o segundo de Alexandre Passareli e o terceiro de Juliano Gandelim. Quem se deu bem na segunda prova dos Históricos foi Fabricio Arantes seguido de Dirceu Depret Jr. e Ruy Fabio Quintela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *