Stock Light: Alexandre Cunha é o segundo em São Paulo

Com muitas ultrapassagens e emoções, a Stock Car Light – categoria de acesso à Copa Nextel Stock Car – teve neste domingo (22/04) uma grande prova de abertura da temporada 2007, com o paranaense Diogo Pachenki (PowerTech) levando a melhor nas 21 voltas disputadas no Autódromo José Carlos Pace (SP), seguido de perto pelo estreante Alexandre Cunha (Inpacom/Nicoboco/Sawary/RedeTV).

“Estou muito feliz e orgulhoso de chegar atrás só de um experiente e ex-campeão da categoria”, declarou o carioca, que também foi o autor da volta mais rápida com o tempo de 1min47s852, a média de 143,83 km/h. Pachenki foi campeão da Stock Car Light em 2004, e nas duas últimas temporadas competia na Stock Car V8.

Depois de ter dominado os treinos livres de sexta-feira, Alexandre Cunha largou da segunda posição, ao lado do pole position Gustavo Sondermann (FTS Competições). Saindo por fora, o carioca pegou sujeira na freada do Esse do Senna e acabou escapando, perdendo seis lugares, e começando sua retomada da oitava colocação. “Como eu parti muito bem e já estava com meio carro na frente do Sondermann, acabei forçando uma ultrapassagem por fora, peguei sujeira e acabei saindo da pista. Foi erro meu”, admitiu o piloto que não corria há cinco anos. Na volta seguinte Cunha já realizou uma ultrapassagem, e em seguida um motor estourado fez o Safety Car entrar para limpeza da pista. Na relargada, Cunha deixou Rafael Sperafico (FTS Competições) para trás, e depois imprimiu um ritmo forte para superar Norberto Gresse Filho (AMG Motorsport), assumindo o quinto posto.

Os cinco primeiros se distanciaram dos demais colocados, mas Sondermann, que liderava, saiu da pista, deixando André Bragantini (Nova Promoções/RR), com a ponta. Na 14ª passagem Rafael Daniel (W2 Racing) passou Bragantini, mas rodou na descida do Lago, fazendo seu adversário pela liderança evitar a colisão saindo da pista por fora. Diogo Pachenki passou a ser o primeiro a partir deste momento, e Alexandre Cunha aproveitou para assumir a vice-liderança. “Consegui uma adaptação rápida ao carro, que permitiu que eu alcançasse esta posição.Tive que fazer uma corrida agressiva, mesmo com os pneus se deteriorando, até voltar ao segundo lugar”, contou Cunha.

O representante da Inpacom/Nicoboco/Sawary/RedeTV, depois de sua grande prova de recuperação, passou a sofrer com o desgaste dos pneus, segurando os adversários que vinham em seguida. Porém, nem Norberto Gresse, nem André Bragantini (que teve problemas de diferencial) conseguiram superar os dois primeiros colocados. “A Stock Car Light não é tão Light assim. É só ver os pilotos experientes e campeões que estão nela nesta temporada, e ver quem andou na frente na Copa Nextel neste domingo. A maioria é de pilotos que se graduaram da Light do ano passado para esta temporada. Por isto estou muito feliz com o meu resultado e mais confiante em partir desta plataforma de segundo colocado para adiante”, planeja Alexandre Cunha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *