Stock: Losacco faz “segunda estreia” em Curitiba

Bicampeão começou com pole em 2003; depois dos problemas em Interlagos, fala em virada.

O paulista Giuliano Losacco encara a segunda etapa da Stock Car, neste fim de semana em Curitiba, como sua verdadeira estreia na temporada 2010. Na primeira, em São Paulo, ele foi derrubado pelos recorrentes problemas elétricos que praticamente o impediram de correr. Agora, confiante no bom acerto da Flash Power Racing e na própria história no autódromo da capital paranaense, acredita que a sorte deverá ser outra – e muito melhor.
“Para mim, a corrida em Interlagos não valeu. Então minha estreia será mesmo em Curitiba. É uma pista onde saí na pole em minha primeira prova na Stock Car em 2003, ganhei na abertura de 2004, já fiz volta mais rápida… Por isso tenho motivos para estar confiante”, garante o bicampeão de 2004 e 2005, que também aposta na familiaridade do chefe da Flash Power Racing, o uruguaio Juan Carlos Mico Lopez, com o traçado. Em outubro passado, na primeira prova da Super Final, o paranaense Ricardo Zonta cravou a pole sob o comando de Mico Lopez. 
Em Interlagos, Losacco passou quase toda a corrida dentro do carro parado nos boxes. Para evitar a repetição da pane elétrica, o carro de número 9 foi submetido a um rigoroso pente fino. “A JL (fornecedora da Stock) colocou o motor no dinamômetro e não encontrou nada. Então partimos para o plano B, que era desmontar e remontar todo o carro com o máximo de cuidado”, informou Mico, que faz coro com o otimismo de Losacco. “Temos boas chances aqui.”
Depois do início conturbado, Losacco fala em virada. “A gente sabe que o campeonato é curto, com apenas oito etapas antes da Super Final. Perdemos a primeira batalha, mas temos dois descartes e a etapa de Interlagos já está nessa conta. Queremos começar em Curitiba um trabalho que, tenho certeza, vai progredir bem durante o ano e nos levar aos playoffs decisivos”, avisa.
Duas sessões de treinos livres para cada um dos dois grupos abrem a programação oficial na sexta-feira. A ordem de largada dos 34 carros será conhecida depois das três tomadas classificatórias do sábado. Domingo, a largada está prevista para as 11 horas. Losacco não disfarça a ansiedade. “A primeira etapa contou mais como aprendizado. Não vejo a hora de entrar no carro. Desta vez as coisas serão diferentes. Tudo depende de onde a gente largar, mas nossa experiência em Curitiba nos autoriza a pensar grande.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *