Stock: Luciano Burti ganha dezesseis posições e termina em sétimo no Velopark

Piloto da Itaipava Racing Team foi um dos destaques da movimentada corrida de inauguração do quarto autódromo do Rio Grande do Sul.

Quando alinhou o carro no grid de largada na 23ª posição, em função de uma série de dificuldades no treino classificatório, Luciano Burti não imaginava que a Stock Car teria pela frente uma das corridas mais movimentadas do ano, válida como a terceira etapa do campeonato, disputada neste domingo (2), no Velopark. “O push to pass (sistema que permite ganho de potência por alguns segundos para manobras de ultrapassagem) está ajudando muito, dá a chance de ter muitas brigas na corrida e com isso todo mundo sai ganhando”, destacou o piloto, que foi um dos destaques da prova, ganhando 16 posições: terminou em sétimo, na vitória de Ricardo Maurício.
“Foi muito bom, principalmente numa pista como essa, difícil de ganhar posições. O ponto decisivo foi a largada. Todo mundo tinha muito receio da primeira curva e era fácil se envolver em acidente largando lá atrás, mas minha largada foi muito boa, consegui ganhar várias posições e daí em diante o carro esteve muito competitivo, como foi no fim de semana inteiro, exceto no sábado, no treino classificatório”, contou Luciano Burti. “Fiz uma corrida constante e consegui aproveitar as oportunidades de ultrapassagem. A nossa estratégia de pit stop não foi a melhor, perdi algumas posições, mas consegui recuperar e foi muito bom, melhor do que eu esperava, para ser sincero”, acrescentou.
Não foi uma etapa nada fácil, em função dos diversos acidentes que forçaram intervenções do safety car. “Vendo os melhores momentos da corrida, alguns carros rodaram bem na minha frente, passei ali tirando tinta… Mas deu tudo certo”, contou o piloto, que registrou os primeiros pontos da Itaipava Racing Team em 2010. “Eu espero que a nossa evolução continue. Tecnicamente a equipe tem feito um ótimo trabalho e agora só precisamos melhorar algumas coisas para fugir dos problemas durante treinos livres, classificação e corrida. Esse tem que ser o nosso foco a partir de agora”, concluiu Luciano Burti. O companheiro de equipe dele, David Muffato, também tinha boas chances no Velopark.
Depois de largar em décimo, ganhou duas posições, mas bateu com Marcos Gomes após uma relargada na nona volta, acidente que provocou a quebra da suspensão do piloto da Itaipava Racing Team. “Foi um erro de aproximação. Eu saí muito rápido de trás do carro do Cacá (Bueno) e os pneus ainda estavam relativamente frios porque era uma relargada. Minha intenção era evitar um toque, mas acabei acertando o Marquinhos (Gomes)”, explicou David Muffato. “Eu larguei bem e cuidei para não me tocar com ninguém na primeira volta… Foi uma pena porque poderíamos marcar pontos com os dois carros da equipe”, lamentou o piloto da Itaipava Racing Team.
A próxima etapa da Stock Car será disputada no dia 23 de maio, no Rio de Janeiro (RJ).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *