Stock: Max Wilson e Julio Campos vencem em Tarumã

Max Wilson (Eurofarma RC) e Júlio Campos (C2 Axalta Racing) foram os vencedores da quinta etapa da temporada, o GP da Esperança, disputada neste domingo (26/06), no circuito de Tarumã, no Rio Grande do Sul.

Prova 1:

Wilson venceu a primeira prova, seguido por Felipe Fraga e Marcos Gomes, parceiros na Cimed Racing.

Com o abandono do então líder Allam Khodair (Full Time Sports), que quebrou o cambio, na 13ª volta, Campos assumiu a ponta. Na 34ª, de 37 voltas programadas, Wilson superou Fraga, pelo primeiro lugar.

Nas voltas finais o Campeão da Stock Car em 2010 abriu uma confortável vantagem, recebendo a bandeirada com 3s5 de vantagem sobre o líder do campeonato. Gomes fechou o pódio.

“Nosso carro estava competitivo. Economizei os pneus na primeira parte da corrida, e no final da prova eu estava em melhores condições por isso. Uma vitória que vale 30 pontos, e espero que venham mais dessas no decorrer da temporada”, afirmou Max, que se iguala a Marcos Gomes com duas vitórias na temporada.

Daniel Serra (Red Bull Racing) terminou em quarto, seguido por Valdeno Brito (TMG Racing) e Ricardo Mauricio (Eurofarma RC).

Felipe Lapenna (Hot Car Competições), Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team), Lucas Foresti (Full Time-ProGP) e Sergio Jimenez (Cavaleiro Sports) fecharam os dez primeiros.

Pole-position Rubens Barrichello (Full Time Sports) liderou o começo da prova. Mas foi perdendo rendimento até levar m toque de Rafael Suzuki (Vogel Motorsport) na volta final. Barrichello terminou na 17ª posição.
Suzuki foi excluído da prova por atitude antidesportiva.

Resultado Corrida 1*:

1-) 65 Max Wilson (Eurofarma RC) – 37 voltas em 45min28s702 (média de 149,8 km/h)
2-) 88 Felipe Fraga (Cimed Racing) – a 3s599
3-) 80 Marcos Gomes (Cimed Racing) – a 12s424
4-) 29 Daniel Serra (Red Bull Racing) – a 14s415
5-) 77 Valdeno Brito (TMG Racing) – a 15s029
6-) 90 Ricardo Mauricio (Eurofarma RC) – a 18s997
7-) 110 Felipe Lapenna (Hot Car Competições) – a 22s157
😎 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) – a 24s954
9-) 12 Lucas Foresti (Full Time-ProGP) – a 25s603
10-) 73 Sergio Jimenez (Cavaleiro Sports) – a 27s355
11-) 9 Guga Lima (TMG Racing) – a 30s978
12-) 74 Popó Bueno (Cavaleiro Sports) – a 33s630
13-) 5 Denis Navarro (Vogel Motorsport) – a 39s495
14-) 51 Átila Abreu (Shell Racing) – a 1 volta
15-) 83 Gabriel Casagrande (C2 Axalta Racing) – a 1 volta
16-) 3 Bia Figueiredo (União Química Racing) – a 1 volta
17-) 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) – a 1 volta
18-) 70 Diego Nunes (União Química Racing) – a 1 volta
19-) 28 Galid Osman (Ipiranga-RCM) – a 3 voltas
20-) 0 Cacá Bueno (Red Bull Racing) – a 3 voltas
NÃO COMPLETOU
21-) 21 Thiago Camilo (Ipiranga-RCM) – a 13 voltas
22-) 63 Nestor Girolami (Eisenbahn Racing Team) – a 13 voltas
23-) 66 Felipe Guimarães (Full Time-ProGP) – a 23 voltas
24-) 18 Allam Khodair (Full Time Sports) – a 24 voltas
25-) 4 Julio Campos (C2 Axalta Racing) – a 24 voltas
26-) 26 Raphael Abbate (Hot Car Competições) – a 32 voltas
27-) 10 Ricardo Zonta (Shell Racing) – não largou
28-) 8 Rafael Suzuki (Vogel Motorsport) – EXCLUÍDO
MELHOR VOLTA: Felipe Fraga, 1min10s037 (157,7 km/h)
*Resultados sujeitos a verificações técnicas e desportivas

Prova 2:

Campos venceu a segunda prova. Thiago Camilo (Ipiranga-RCM) e Allam Khodair (Full Time Sports) completaram o pódio.

Com nove carros alinhando no grid, entre eles o de Campos, Khodair e Barrichello (a equipe trocou a suspensão traseira do carro em 15 minutos), e vários entrando nos boxes na primeira volta, Campos assumiu a ponta. Seu parceiro de equipe Gabriel Casagrande vinha em segundo. Não demorou e Khodair e Camilo passaram Casagrande.

A vantagem de sete segundos de Campos começou a ciar rapidamente. Faltando cinco voltas para o final, Camilo passou Khodair e foi a caça de Campos.

Muito mais rápido, o piloto da Ipiranga-RCM colou na traseira de Campos. Com os carros cruzando a linha de chegada separados por apenas 0s216. Khodair terminou em terceiro.

“A gente nem queria economizar o carro na primeira corrida, mas logo depois da largada eu tive um furo de pneu, o carro ficou estranho, avisei a equipe e na quarta volta o pneu estourou. Como não marcaria pontos, preferi colocar o carro na garagem e focar para a segunda prova”, explicou. “Colocamos dois pneus bons e deu certo. Consegui abrir um pouco no começo, e no final passei a acelerar mais. Deu para manter a distância com a margem necessária”, declarou Campos.

“Descobrimos um problema grave no carro durante o treino de verificação de sexta-feira aqui em Tarumã. Mexemos em tudo e começamos o acerto praticamente do zero. Tivemos uma melhora muito grande, e na corrida estamos evoluindo pouco a pouca para andarmos onde devemos estar, que é sempre entre os cinco primeiros”, analisou. Por isso, segundo Júlio, o sentimento é de alívio. “Lava a alma, com certeza. É importante fazer estes pontos para chegarmos na próxima etapa com todos na equipe motivados”, concluiu.

Casagrande foi o quarto, seguido por Cacá Bueno (Red Bull Racing). Em sua melhor prova na categoria, Bia Figueiredo (União Química Racing) chegou em sexto, com seu parceiro de equipe Diego Nunes em sétimo.

Diego Nunes (União Química Racing), Ricardo Zonta (Shell Racing), Galid Osman (Ipiranga-RCM) e Átila Abreu (Shell Racing) fecharam os dez primeiros. Fraga e Gomes abandonaram a prova.
   
Fraga lidera o campeonato com 111 pontos, dez a mais do que Gomes.

A próxima etapa acontece no dia 17 de julho em Cascavel (PR).

Resultado Corrida 2*:

1-) 4 Julio Campos (C2 Axalta Racing) – 24 voltas em 28min52s852 (média de 153,0 km/h)
2-) 21 Thiago Camilo (Ipiranga-RCM) – a 0s216
3-) 18 Allam Khodair (Full Time Sports) – a 3s911
4-) 83 Gabriel Casagrande (C2 Axalta Racing) – a 19s021
5-) 0 Cacá Bueno (Red Bull Racing) – a 19s338
6-) 3 Bia Figueiredo (União Química Racing) – a 28s307
7-) 70 Diego Nunes (União Química Racing) – a 29s312
😎 10 Ricardo Zonta (Shell Racing) – a 32s265
9-) 28 Galid Osman (Ipiranga-RCM) – a 41s716
10-) 51 Átila Abreu (Shell Racing) – a 43s146
11-) 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) – a 45s985
12-) 26 Raphael Abbate (Hot Car Competições) – a 47s045
13-) 77 Valdeno Brito (TMG Racing) – a 49s602
14-) 29 Daniel Serra (Red Bull Racing) – a 53s497
15-) 9 Guga Lima (TMG Racing) – a 1min00s6
16-) 110 Felipe Lapenna (Hot Car Competições) – a 1min04s0
17-) 65 Max Wilson (Eurofarma RC) – a 1min04s9
18-) 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) – a 1min08s4
19-) 66 Felipe Guimarães (Full Time-ProGP) – a 1 volta
20-) 12 Lucas Foresti (Full Time-ProGP) – a 1 volta
21-) 90 Ricardo Mauricio (Eurofarma RC) – a 1 volta
NÃO COMPLETOU
22-) 63 Nestor Girolami (Eisenbahn Racing Team) – a 8 voltas
23-) 74 Popó Bueno (Cavaleiro Sports) – a 10 voltas
24-) 88 Felipe Fraga (Cimed Racing) – a 10 voltas
25-) 80 Marcos Gomes (Cimed Racing) – a 13 voltas
26-) 5 Denis Navarro (Vogel Motorsport) – a 15 voltas
27-) 73 Sergio Jimenez (Cavaleiro Sports) – a 19 voltas
MELHOR VOLTA: Ricardo Maurício, 1min09s969 (157,9 km/h)
*Resultados sujeitos a verificações técnicas e desportivas

CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO:
1-) Felipe Fraga – 111 pontos
2-) Marcos Gomes – 101
3-) Daniel Serra – 86
4-) Átila Abreu – 85
5-) Max Wilson – 84
6-) Rubens Barrichello – 77
7-) Ricardo Maurício – 75
😎 Valdeno Brito – 73
9-) Cacá Bueno – 68
10-) Diego Nunes – 68
11-) Vitor Genz – 64
12-) Ricardo Zonta – 58
13-) Allam Khodair – 55
14-) Galid Osman – 51
15-) Sérgio Jimenez – 50
16-) Denis Navarro – 48
17-) Gabriel Casagrande – 46
18-) Thiago Camilo – 44
19-) Júlio Campos – 43
20-) Rafael Suzuki – 43
21-) Felipe Guimarães – 41
22-) Lucas Foresti – 34
23-) Bia Figueiredo – 30
24-) Guga Lima – 29
25-) Popó Bueno – 26
26-) Felipe Lapenna – 22
27-) Raphael Abbate – 15
28-) Luciano Burti – 11
29-) Nestor Girolami – 5
30-) Fábio Carbone – 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *