Stock: Max Wilson e Vitor Genz vencem em Cascavel


TwitterFacebookWhatsAppGoogle+Pin It

Max Wilson (RCM Motorsport) e Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) foram os vencedores da quinta etapa da temporada, disputada em Cascavel, no Paraná.


Prova 1:

Max Wilson (RCM Motorsport) alinhou na pole-position e venceu de ponta a ponta a primeira prova. Daniel Serra (Eurofarma RC) e Átila Abreu (Shell Racing) completaram pódio.

“O carro estava muito bom e felizmente deu tudo certo para gente durante a corrida. Tenho que parabenizar o trabalho da equipe, sem eles não teríamos vencido hoje”, comentou Max.

Thiago Camilo (Ipiranga Racing) terminou em quarto, seguido por Ricardo Maurício (Eurofarma RC) e Rubens Barrichello (Full Time Sports).

O atual campeão Felipe Fraga (Cimed Racing Team), Galid Osman (Ipiranga Racing), Valdeno Brito (Eisenbahn Racing Team) e Marcos Gomes (Cimed Racing) completaram os dez primeiros. Com o grid invertido Gomes garantiu a pole para a segunda prova.

A prova teve a intervenção do Safety-Car faltando cinco minutos para o final. Antonio Pizzonia (Prati-Donaduzzi Racing) saiu da pista e bateu no guard-rail. A relargada aconteceu para apenas mais uma volta. Wilson manteve a ponta e recebeu a bandeirada tranquilamente.

Final, prova 1:

1. 65 Max Wilson – 37 voltas em 41min12s000
2. 29 Daniel Serra – a 0.527
3. 51 Átila Abreu – a 1.191
4. 21 Thiago Camilo – a 3.101
5. 90 Ricardo Maurício – a 4.115
6. 111 Rubens Barrichello – a 4.771
7. 88 Felipe Fraga – a 5.460
8. 28 Galid Osman – a 5.726
9. 77 Valdeno Brito – a 6.477
10. 80 Marcos Gomes – a 6.743
11. 4 Julio Campos – a 7.103
12. 0 Cacá Bueno – a 7.452
13. 30 Cesar ramos – a 7.968
14. 8 Rafael Suzuki – a 8.833
15. 70 Diego Nunes – a 9.802
16. 110 Felipe Lapenna – a 9.999
17. 5 Denis Navarro – a 10.894
18. 10 Ricardo Zonta – a 13.561
19. 18 Allam Khodair – a 41.472
20. 83 Gabriel Casagrande – a 1 volta
21. 117 Guilherme Salas – a 2 voltas
22. 1 Antonio Pizzonia – a 4 voltas

Não completaram 75% da prova:

23. 46 Vitor Genz
24. 25 Tuka Rocha
25. 3 Bia Figueiredo
26. 73 Sergio Jimenez
27. 44 Betinho Valério
28. 31 Marcio Campos
29. 9 Guga Lima
30. 12 Lucas Foresti – desclassificado

Prova 2:

Genz venceu a segunda prova. Se tornando o primeiro gaúcho a venceu uma prova na Stock Car. Guilherme Salas (Vogel Motorsport) foi o segundo, seguido por Tuka Rocha (RCM Motorsport).

Gomes manteve a ponta na largada, abrindo rapidamente uma boa vantagem sobre o segundo colocado Osman.

Na décima volta Abreu ultrapassou Wilson pela sétima posição. Serra tentou aproveitar para também superar Wilson, com os dois carros se tocando e indo para a grama. Com os dois perdendo várias posições. Serra foi considerado culpado pelo acidente, tendo que cumprir um drive-though.

Cinco voltas depois, pouco antes da abertura para a janela para reabastecimento, Gomes rodou sozinho na curva dois, batendo no barranco. Na mesma volta o carro de Fraga quebrou no meio da pista. Com dois carros em local perigoso e precisando de resgate, o Safety-Car foi acionado.

Com o começo dos pits, os pilotos que optaram em priorizar a segunda prova, com pneus novos, e rápidos reabastecimentos,     começaram a ganhar posições.

Ricardo Zonta (Shell Racing) assumiu a ponta, porém devido uma falha de comunicação com a equipe, o piloto fez o pit stop fora da janela obrigatória, sendo excluído da prova. Brito também foi excluído pelo mesmo motivo.

Camilo ficou com a ponta, seguido por Genz. Na 28ª volta, com um carro muito mais rápido, Genz  ultrapassou Camilo, que não tinha mais nenhum puss to pass, pela liderança. E rapidamente abriu uma boa vantagem.

Lucas Foresti (Full Time Academy) e Allan Khodair (Full Time Sports) também passaram Camilo. Khodair teve problemas no carro na volta final, perdendo várias posições.

Genz venceu, seguido por Foresti e Salas.

“Cascavel é uma pista que sempre trouxe muita alegria para a minha carreira. São cinco anos de muita luta para estar na Stock Car. Não estava em um final de semana muito bom, mas sabia que tinha um carro rápido para a segunda corrida. Usei todos os botões de ultrapassagem na hora certa, até forcei algumas, mas como tinha uma boa estratégia de combustível, deu tudo certo e cruzamos a linha de chegada até com uma certa folga”, declarou Genz.

Na vistoria pós prova Foresti foi desclassificado, por irregularidades técnicas em seu carro. Salas passou para segundo, seguido por Rocha.

Barrchello foi o quarto, seguido por Camilo e Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing). Abreu, Diego Nunes (Hero Motor Sport), Guga Lima (Bardahl Hot Car) e Bia Figueiredo (Full Time Academy) fecharam os dez primeiros.

Osman, que chegou a ocupar a liderança da prova durante as paradas nos pits, teve um problema mecânico na parte final. Terminando na 19ª posição.

Camilo lidera o campeonato com 128 pontos, seguido por Serra com 113 e Abreu com 111.

A próxima etapa, a Corrida do Milhão, acontece no dia 2 de julho, em Curitiba, no Paraná.

Final, prova 2:

1. 46 Vitor Genz – 36 voltas em 41min59s199
2. 117 Guilherme Salas – a 10.376
3. 25 Tuka Rocha – a 12.178
4. 111 Rubens Barrichello – a 14.282
5. 21 Thiago Camilo – a 16.193
6. 4 Julio Campos – a 16.671
7. 51 Átila Abreu – a 17.035
8. 70 Diego Nunes – a 17.104
9. 9 Guga Lima – a 17.278
10. 3 Bia Figueiredo – a 17.709
11. 5 Denis Navarro – a 20.963
12. 0 Cacá Bueno – a 21.708
13. 30 Cesar Ramos – a 21.712
14. 29 Daniel Serra – a 23.408
15. 8 Rafael Suzuki – a 27.192
16. 65 Max Wilson – a 28.742
17. 44 Betinho Valério – a 42.504
18. 18 Allam Khodair – a 1 volta
19. 28 Galid Osman – a 1 volta
20. 90 Ricardo Maurício – a 7 voltas

Não completaram 75% da prova

21. 31 Marcio Campos
22. 110 Felipe Lapenna
23. 80 Marcos Gomes
24. 88 Felipe Fraga
25. 1 Antonio Pizzonia
26. 83 Gabriel Casagrande
27. 73 Sergio Jimenez
28. 10 Ricardo Zonta*
29. 77 Valdeno Brito*
30. 12 Lucas Foresti**

* Excluídos por não cumprirem o pit stop obrigatório
** Desclassificado por irregularidade técnica
Resultado sujeito a verificações técnicas e desportivas

Classificação do campeonato:

1.Thiago Camilo – 128
2. Daniel Serra – 113
3. Átila Abreu – 111
4. Max Wilson – 105
5. Rubens Barrichello -102
6. Ricardo Maurício – 91
7. Marcos Gomes – 76
8. Felipe Fraga – 76
9. Cacá Bueno – 72
10. Tuka Rocha – 55
11. Ricardo Zonta – 48
12. Valdeno Brito – 47
13. Julio Campos – 37
14. Rafael Suzuki – 37
15. Vitor Genz – 37
16. Galid Osman – 36
17. Diego Nunes – 34
18. Allam Khodair – 32
19. Felipe Lapenna – 30
20. Guilherme Salas – 30
21. Antonio Pizzonia – 28
22. Cesar Ramos – 27
23. Denis Navarro – 25
24. Gabriel Casagrande – 20
25. Lucas Foresti – 16
26. Guga Lima – 15
27. Bia Figueiredo – 15
28. Sergio Jimenez – 14
29. Marcio Campos – 10
30. Betinho Valério – 5

Compartilhar
TwitterFacebookWhatsAppGoogle+Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *