Stock: Meta da Officer Motorsport para 2008 é ter Duda e Nonô na disputa do Play off

Após a conquista da primeira vitória e os bons resultados obtidos na fase final da temporada passada, a Officer Motorsport não esconde que sua meta para o Campeonato Brasileiro de Stock Car de 2008 é bastante agressiva: repetir esse desempenho para garantir a presença de Duda Pamplona e Nonô Figueiredo entre os 10 pilotos que disputarão o título deste ano. Em 2007, após uma fase de ajustes na nova estrutura técnica e esportiva da equipe, Figueiredo e Pamplona destacaram-se nas seis provas finais do certame, obtendo sete posições pontuáveis, seis delas entre os dez primeiros. O retrospecto animou o time baseado em Petrópolis, que foi o único a colocar dois carros entre os dez mais rápidos dos treinos livres de março, em Interlagos, onde a temporada inicia neste final de semana.

Duda Pamplona sabe que exercícios matemáticos não alteram resultados consolidados, mas considera que seus resultados do segundo semestre são dados importantes no planejamento de um esporte tão competitivo quanto o automobilismo:


“Nas últimas seis provas do ano passado eu venci minha primeira prova na categoria e fui o quarto piloto a somar mais pontos, exatos 48. Isto tem um valor simbólico – seria suficiente para me incluir no playoff – e outro estratégico: essa melhora de rendimento deixou a equipe muito mais motivada e focada na preparação para 2008.”


Para Nonô Figueiredo, companheiro de equipe de Pamplona na Officer Motorsport, outro ponto importante é a continuidade que o time vem demonstrando:


“Na cerimônia de apresentação de nossa equipe tivemos a presença do técnico Luiz Felipe Scolari, que elogiou exatamente isso, o apoio que tivemos dos nossos patrocinadores. A maioria absoluta deles renovou seu apoio, uma demonstração inequívoca da confiança que depositam em nosso trabalho.”


Fábio Gaia, diretor esportivo da Officer Motorsport, acredita que este ano a Stock Car vai crescer ainda mais. Segundo o executivo, o trabalho de base desenvolvido ao longo dos últimos anos começa a dar frutos concretos:


“A transmissão ao vivo de todas as etapas, o grid mais seletivo e o interesse cada vez maior dos patrocinadores para se envolver em ações paralelas é a prova desse crescimento. Além disso, o apelo de uma corrida onde o vencedor vai receber um milhão de dólares materializa o potencial promocional da Stock Car. Como essa corrida será a etapa do Rio, não seria nada mal que o Duda repetisse a vitória de 2007”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *