Stock: Neo Química-Neosoro/JF Racing apresenta novidades para temporada

Time de Ruben Fontes e Valdeno Brito adota bolha do Peugeot 307 e passa a contar com a experiência do ex-campeão Alencar Júnior.

Faltando menos de duas semanas para o início da temporada de 2007, a equipe Neo Química-Neosoro/JF Racing relaciona uma série de novidades para a disputa pelo título do Campeonato Brasileiro de Stock Car V8. A mais evidente aos olhos do público será a adoção da nova carroceria do Peugeot 307, modelo que consolida neste ano a chegada de uma quarta marca de automóveis à principal categoria do automobilismo nacional.

A equipe terá como pilotos o goiano Ruben Fontes e o paraibano Valdeno Brito Filho. Outra novidade para 2007 é a contratação de Alencar Júnior, campeão brasileiro da Stock Car em 1982 e atual campeão do Troféu Maserati. No time da Stock Car V8, o piloto de 54 anos vai atuar na consultoria técnica. “Eu serei uma espécie de olhar técnico da Neo Química na equipe. Chego à equipe para somar, para ajudar na busca por vitórias”, define.

Segundo Jorge Freitas, chefe da equipe, a participação de Alencar Júnior é positiva. “É um profissional do ramo, que conhece muito de corrida de carros e tem um nível de experiência que dispensa apresentações. Para nós, é muito bom contar com um profissional que faça a interlocução entre a equipe, os pilotos e o patrocinador”, analisa o preparador carioca, cujo currículo destaca a conquista dos títulos da Stock Car em 1995 e 2002.

Fontes, goiano de 31 anos, abrirá na corrida de 22 de abril em Interlagos sua terceira temporada na Stock Car V8, segunda pela Neo Química-Neosoro/JF-Racing. “Mais importante que vencer corridas vai ser manter a regularidade, para conseguir vaga no playoff”, constata, citando a segunda fase da disputa. “A Neo Química garantiu uma condição de atuação melhor para a equipe, isso possibilita mais competitividade com uma margem de erro menor”.

Brito, paraibano de 32 anos, vê em sua chegada à equipe a chance real de buscar sua primeira vitória e disputar o título. “Vai ser minha quarta temporada na Stock Car V8, mas é a primeira em que estou num time realmente de ponta, as perspectivas são as melhores possíveis”, exclama. “Obviamente, precisamos ter os pés no chão, há muitos pilotos bons e equipes boas, mas nós, definitivamente, estamos nessa disputa”, assegura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *