Stock: Para Nonô Figueiredo, chegou a hora de vencer

A corrida de Curitiba terminou cedo para o piloto Nonô Figueiredo. Após fazer uma boa largada e completar a primeira volta na 12ª posição após ter largado em 17º, seu motor começou a apresentar perda de potência, fazendo com que o piloto tivesse que parar nos boxes para corrigir o problema.


Retornando a pista, apesar de estar duas voltas atrás, conseguiu acompanhar o líder da prova por quatro voltas, até que seu cambio quebrasse, fazendo com que Nonô abandonasse definitivamente a corrida.

“Estou muito desapontado. Tinha uma grande expectativa para a prova, pois sabia que meu carro estava competitivo. Logo na segunda volta soltou um cabo de vela do motor e tive que parar nos boxes para arrumá-lo. Voltando a pista, saí logo atrás do líder da corrida e consegui facilmente acompanhá-lo até que meu cambio quebrou na reta oposta e tive que abandonar. São problemas que foge ao controle do piloto e é muito frustrante perder pontos preciosos com situações desse tipo”, disse Nonô Figueiredo.

Faltando ainda duas provas para o inicio do playoff, Nonô terá que, nas provas de Santa Cruz e Brasília, voltar a estar entre os 10 primeiros do campeonato para disputá-lo, pois depois do abandono de Curitiba, o piloto caiu para a 15ª colocação na tabela:

“Chegou o momento de brigar por vitórias e espero que a equipe também pense assim, pois se não ficaremos de fora do Playoff. Primeiro o abandono de São Paulo e agora o de Curitiba por problemas mecânicos não podem acontecer. Nossa cota de erros já se esgotou, mas por sorte ainda temos duas provas para recuperar o terreno perdido e voltar a estar entre os 10 melhores do campeonato”, completa Nonô.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *