Stock: Räikkönen vira inspiração para Ricardo Maurício

Decisão da Fórmula 1 leva piloto da Medley a acreditar em virada nos playoffs

A espetacular virada de Kimi Räikkönen na última etapa da Fórmula 1 está servindo como exemplo para Ricardo Maurício (Medley), terceiro colocado nos playoffs da Stock Car. Depois de assistir domingo último dos boxes de Interlagos à vitória e à inesperada conquista do título pelo finlandês da Ferrari, Maurício ficou ainda mais convencido que a única certeza no automobilismo é que corridas e campeonatos só são decididos na bandeira quadriculada.


“A Fórmula 1 mostrou que nada termina na véspera. A maioria das pessoas acreditava que Lewis Hamilton seria campeão e que as chances de Räikkönen, sete pontos atrás do líder, eram remotas. Todos viram o que aconteceu. Minha diferença para o Cacá Bueno subiu de seis para 31 pontos depois da prova de Buenos Aires, mas ainda há muita coisa em jogo. Só disputamos ¼ da fase final”, lembra Maurício, que chega nesta quinta-feira a Porto Alegre e participa pela manhã da carreta promocional no centro da cidade que visa a despertar a atenção do público gaúcho para a prova do fim de semana em Tarumã.


Apesar do otimismo, Maurício reconhece que Cacá deu grande passo rumo à conquista do bicampeonato. “Ele já somou apenas em uma etapa quase o mesmo número de pontos que conquistou em quatro corridas em 2006. Mas, insisto, tudo ainda pode acontecer. Temos de fazer nossa parte da melhor maneira possível e estar preparados para receber uma ajudazinha da sorte. O importante é não desistir nunca, exatamente como fez o Räikkönen.”


A segunda prova dos playoffs será realizada no circuito misto mais rápido do Brasil. No ano passado, Giuliano Losacco, então defendendo o título de 2005 pela Equipe Medley, estabeleceu a pole com o tempo de 1min03s657 e a média horária de 170,56 km. A marca, no entanto, dificilmente será superada em função da troca dos pneus italianos pelos atuais modelos nacionais – de maior resistência, porém um pouco mais lentos. Losacco venceu a prova e comemorou sua última vitória na categoria.


O retrospecto da equipe comandada pelo diretor-técnico Andreas Mattheis em Tarumã aumenta a confiança de Maurício. “A Medley sempre andou bem nessa pista. Nosso carro estava devendo um pouquinho nas tomadas classificatórias, mas melhorou em Buenos Aires”, explicou Maurício, segundo no grid na capital argentina. “A exemplo de Brasília, Tarumã é um circuito que também exige muito do equipamento e dos pneus. Por isso, é necessário ter um acerto muito bom para evitar a perda de rendimento na parte final da corrida”, comenta.


A programação da Stock Car em Tarumã será esta:


Sexta-feira
09h15 / 10h45 – 1º treino livre (máximo 28 voltas)
13h30 / 15h00 – 2º treino livre (máximo 28 voltas)


Sábado
10h35 / 12h05 – 1ª tomada classificatória (máximo 16 voltas)
12h40 / 12h50 – Superclassificação


Domingo
11h00 – Largada (50 minutos de prova)


Classificação dos playoffs:


1 – Cacá Bueno, 252 pontos
2 – Thiago Camilo, 237
3 – Ricardo Maurício, 221
4 – Ingo Hoffmann e Felipe Maluhy, 219
6 – Rodrigo Sperafico, 217
7 – Marcos Gomes e Daniel Serra, 215
9 – Valdeno Brito, 212
10 – Hoover Orsi, 209

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *