Stock: Ricardo Maurício/Nestor Girolami vencem em Goiânia

A dupla formada pelo brasileiro Ricardo Maurício e o argentino Nestor Girolami (Eurofarma RC) venceu neste domingo (22/03), em Goiânia, Goiás, a prova de abertura da temporada. A dupla Marcos Gomes/Mark Winterbottom (Voxx Racing Teamterminou em segundo, seguida pela dupla Allam Khodair/Antonio Felix da Costa (Full Time Competições).

Girolami assumiu a ponta na parada nos boxes (para a troca de pilotos, pneus e reabastecimento). Maurício entrou nos pits em segundo, atrás de Gomes, com a Eurofarma RC sendo mais eficiente nos boxes, e devolvendo Girolami a frente do australiano Winterbotton.

Campeão do Super TC2000, teve de guiar por seu turno sem comunicação com a equipe via rádio e só se tranquilizou quando passou a ser avisado pelo time por meio de placas mostradas na mureta que separa os boxes da reta.

No final, Girolami recebeua bandeirada com sete segundos de vantagem sobre Winterbotton, piloto do V8 Supercars.

O português de Costa saiu dos boxes em terceiro, e teve trabalho para manter a posição até o final. Ele recebeu a bandeirada com o argentino José Maria “Pechito” López (Red Bull Racing), que formou dupla com Cacá Bueno, e o brasileiro Lucas di Grassi (Ipiranga-RCM), parceiro de Thiago Camilo, colados em sua traseira. Vitor Meira (Eurofarma RC/Chevrolet), parceiro de Max Wilson, foi o sexto colocado.

Vencedor da prova no ano passado, Felipe Fraga (Voxx Racing Team), que formou dupla com o português Álvaro Parente, terminou em sétimo, seguido pela dupla formada por Valdeno Brito e o belga Laurence Vanthoor (Shell Racing).

Atual campeão, Rubens Barrichello (Full Time Competições), que teve como parceiro Ingo Hoffman, doze vezes campeão da Stock    , e Luciano Burti (RZ Motorsport), que teve como parceiro o espanhol Jaime Alguersuari, fecharam os dez primeiros.

A dupla que alinhou na pole, Átila Abreu/Nelson Piquet Jr (AMG Motorsport) abandonou. Abreu liderou a prova nas primeiras voltas, até ser superado por Gomes. Piquet assumiu o comando, mas a quebra do rolamento da roda traseira esquerda impediu, provocou o abandono.

Campeão Mundial de F-1 em 1997, o canadense Jacques Villeneuve (Shell Racing), parceiro de Ricardo Zonta, proporcionou momentos emocionantes, ao se envover em toque com Alguersuari e o mexicano Antonio Pérez (RZ Motorsport), irmão do piloto da Force India na F-1 Sergio Pérez, e que formou dupla com Rafael Suzuki.

A prova teve a intervenção do Safety-Car uma vez. O estreante Cesar Ramos (Cavaleiro Racing Sports) bateu na sétima volta.

Após o término da prova seis punições foram aplicadas pelos comissários da CBA.

Os carros de número #8, #14 e #111 foram punidos em 20 segundos por excederem o limite máximo de velocidade nos boxes. Já os carros #10, #110 e #8 foram punidos por atitude antidesportiva e com isso tiveram mais 20 segundos acrescidos ao seu tempo final de prova.

Uma falha no sensor de cronometragem nos carros da C2 Team, causou um erro no resultado final da prova. Ao contrário do que apresentou a tabela de tempos divulgada após a bandeirada, Sérgio Jimenez e Fábio Carbone cruzara m a linha em 12º lugar, e não em 25º.

As punições afetaram a zona de pontos, que foi até a 12ª posição. Barrichello/Hoffman caíram da 9ª para 14ª posição e Burti/Alguersuari da 10ª para a 16. Júlio Campos/Nicolas Prost (Prati-donaduzzi) passaram para a nona posição, seguidos por Jimenez Carbone e Daniel Serra/Chico Serra (Red Bull Racing).

A próxima etapa acontece, no circuito de rua de Ribeirão Preto (SP), no dia 5 de abril.

Final:

1. #90 Ricardo Mauricio/Nestor Girolami – Eurofarma RC 52min32s719
2. #80 Marcos Gomes/Mark Winterbottom – Voxx Racing Team – +6s892§
3. #18 Allam Khodair/Antonio Felix da Costa – Full Time Competições – +18s475
4. #0 Cacá Bueno/Pechito Lopez – Red Bull Racing – +18s742
5. #21 Thiago Camilo/Lucas Di Grassi – Ipiranga-RCM – +19s102
6. #65 Max Wilson/Vitor Meira – Eurofarma RC – + 19s766
7. #88 Felipe Fraga/Alvaro Parente – Voxx Racing Team – +19s880
8. #77 Valdeno Brito/Laurens Vanthoor – Shell Racing – + 25s577
9. #4 Julio Campos/Nicholas Prost – Prati-donaduzzi – +46s930
10. #73 Sergio Jimenez/Fabio Carbone – C2 Team – + 48s337
11. #28 Galid Osman/Beto Monteiro – Ipiranga-RCM – + 50s193
12. #29 Daniel Serra/Chico Serra – Red Bull Racing – + 52s997
13. #2 Rafa Matos/David Muffato – Schin Racing Team – + 59s049
14. #111 Rubens Barrichello/Ingo Hoffman- Full Time Competições – + 1min02s395
15. #12 Lucas Foresti/Luiz Razia – AMG Motorsport – +1min04s663
16. #14 Luciano Burti/Jaime Algersuari – RZ Motorsport – + 1min05s797
17. #46 Vitor Genz/Matheus Stumpf – Boettger Competições – +1min06s869
18. #6 Alceu Feldmann/Ezequiel Raul Bosio – Boettger Competições – +1min11s382
19. #3 Bia Figueiredo/Matias Milla – União Química Racing – + 1min16s879
20. #83 Gabriel Casagrande/Enrique Bernoldi – C2 Team – + 1min18s789
21. #10 Ricardo Zonta/Jacques Villeneuve – Shell Racing – + 1min19s682
22. #26 Raphael Abbate/Nicolas Costa – Hot Car Competições – + 1min19s706
23. #110 Felipe Lapenna/Vitantonio Liuzzi – Schin Racing Team – +1min10s047
24. #72 Fabio Fogaça/Leandro Totti – Hot Car Competições – + 1 volta
25. #1 Antonio Pizzonia/Bruno Senna – Prati-donaduzzi – + 1 volta
26. #25 Tuka Rocha/Chris Van Der Drift Peugeot – + 2 voltas
27. #8 Rafael Suzuki/Antonio Perez – RZ Motorsport – + 4 voltas
28. #51 Átila Abreu/Nelson Piquet Jr – AMG Motorsport – + 8 voltas
29. #74 Popó Bueno/Guilherme Salas – Cavaleiro Racing Sports – + 11 voltas
Não completaram 75% da prova
30. #70 Diego Nunes/Ricardo Rosset – Vogel Motorsport
31. #11 Cesar Ramos/Frederic Vervish – Cavaleiro Racing Sports
32. #5 Denis Navarro/Felipe Giaffone – Vogel Motorsport
33. #33 Felipe Maluhy/Xandynho Negrão – ProGP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *