Stock: Ricardo Maurício vence em Salvador

Ricardo Maurício (Chevrolet – Eurofarma RC) venceu neste domingo (19/05), no circuito urbano do CAB, em Salvador, na Bahia, a quarta etapa da temporada. Foi a primeira vitória de Maurício desde a corrida do Milhão de 2010. Rubens Barrichello (Chevrolet – Full Time Competições) e Chevrolet (Ipiranga-RCM) completaram o pódio.

A prova começou com quase uma hora de atraso, devido à forte chuva que atingiu a capital baiana na manhã deste domingo.

Pole-position, Átila Abreu (Chevrolet – Mobil Super Pioneer Racing) manteve a ponta até a entrada do primeiro Safety-Car, na 12ª volta, com a batida do baiano Patrick Gonçalves (Peugeot – RC3 Bassani). Abreu foi para os boxes, trocando os pneus de chuva pelos slicks. Segundo colocado, Allam Khodair (Chevrolet – Vogel Motorsport) também foi para os boxes.

Mauricio, Barrichello e Rafa Matos (Chevrolet – Hot Car Competições) sem parar nos boxes, assumiram as primeiras posições. Abreu caiu para o 19º lugar. Khodair bateu no muro, saindo de vez da luta pelas primeiras posições.

Com a pista secando, os que optaram em permanecer na pista, tinham que procurar as poças de água para molhar os pneus.

O segundo Safety-Car foi acionado quando Julio Campos (Peugeot – Prati-Mico’s Racing) ficou pardo no meio da pista.

Na relargada, já com a pista bem seca, os pilotos que tinham colocado pneus slicks, eram dois segundos mais rápido do que os pilotos com pneus de chuva. Contando também com a ajuda do puss-to-pass, Thiago Camilo (Chevrolet – Ipiranga-RCM) e Cacá Bueno (Chevrolet – Red Bull Racing), que largaram na parte de trás do grid, ultrapassavam os rivais, alcançando os três primeiros.

Faltando 4m30s para o final, Ricardo Zonta (Chevrolet – BMC Racing) bateu forte no muro, acionando o terceiro Safety-Car.

A relargada aconteceu para mais uma volta em bandeira verde. Camilo e Bueno ultrapassaram Matos, que acabou sendo tocado e rodou.

Maurício venceu após 26 voltas, com 0s853 de vantagem sobre Barrichello, que conquistou o seu primeiro pódio na categoria. Camilo fechou o pódio.

Abreu, que terminou em quinto e Sergio Jimenez (Peugeot – Voxx Racing Team), o nono, foram punidos após a prova, por atitude antidesportiva. Jimenez contra Popó Bueno e Átila contra Matos.

Com isso a classificação final, após o quarto colocado, Bueno, mudou.

Max Wilson (Chevrolet – Eurofarma RC) foi o quinto, seguido por Nonô Figueiredo (Mobil Super Pioneer Racing – Chevrolet), Marcos Gomes (Peugeot – Carlos Alves Competições), Luciano Burti (Peugeot – Boettger Competições), Popó Bueno (Shell Racing – Peugeot) e Felipe Lapenna (Hanier Racing – Peugeot). Dos dez primeiros, além de Mauricio e Barrichello, Burti também não fez a parada nos boxes.

Daniel Serra (Chevrolet – Red Bull Racing) que começou a prova na liderança do campeonato, terminou em 12º.

Maurício é o novo líder com 80 pontos. Bueno com 73 é o segundo, seguido por Serra com 72.

A próxima etapa, a sexta da temporada, será dia 2 de junho em Brasília, final de semana em que acontece a abertura do Campeonato Brasileiro de Turismo.

Final:

1) Ricardo Maurício (Eurofarma RC), 26 voltas em 42min31s159, média de 99,91km/h
2) Rubens Barrichello (Full Time), a 0s853
3) Thiago Camilo (Ipiranga-RCM), a 1s055
4) Cacá Bueno (Red Bull Racing), a 1s261
5) Max Wilson (Eurofarma-RC), a 5s220
6) Nonô Figueiredo (Mobil Super Pioneer), a 5s484
7) Marcos Gomes (Carlos Alves Competições), a 6s042
8) Luciano Burti (Boettger Competições), a 8s286
9) Popó Bueno (Shell Racing), a 8s933
10) Felipe Lapenna (Hanier Racing), 10s526
11) Duda Pamplona (Officer Pro GP), a 11s512
12) Daniel Serra (Red Bull Racing), a 12s487
13) Galid Osman (Ipiranga-RCM), a 13s560
14) Tuka Rocha (BMC Racing), a 13s878
15) Alceu Feldmann (Full Time Competições), a 14s111
16) Fábio Fogaça (Vogel Motorsports), a 14s945
17) Allam Khodair (Vogel Motorsports), a 15s220
18) Vitor Genz (Gramacho Competições), a 15s476
19) Rodrigo Sperafico (Prati-Donaduzzi), a 15s847
20) Diego Nunes (RC3 Bassani), a 16s784
21) Lico Kaesemodel (Boettger Competições), a 19s021
22) Wellington Justino (Hot Car Competições), a 21s496
23) Átila Abreu (Mobil Super Pioneer), a 23s331
24) Sérgio Jimenez (Voxx Racing), a 27s568
25) Beto Cavaleiro (Hanier Racing), a 32s789
26) Rafa Matos (Hot Car Competições), a 1 volta
27) Valdeno Brito (Shell Racing), a 1 volta
28) Ricardo Zonta (BMC Racing), a 5 voltas
29) David Muffato (Carlos Alves Competições), a 7 voltas
30) Rodrigo Pimenta (Gramacho Competições), a 8 voltas
31) Denis Navarro (Voxx Racing), a 11 voltas
32) Julio Campos (Prati Donaduzzi), a 12 voltas
33) Ricardo Sperafico (Officer ProGP), a 17 voltas
34) Patrick Gonçalves (RC3 Bassani), a 17 voltas

Melhor volta: Átila Abreu: 1min15s374, média de 130,10 km/h
Os pilotos Sérgio Jimenez e Átila Abreu foram punidos com 20 segundos cada um no tempo final por atitude antidesportiva. Jimenez contra Popó Bueno e Átila contra Rafa Matos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *