Stock: Rubens Barrichello vence Corrida do Milhão

Rubens Barrichello (Full Time Sports) venceu neste domingo (03/08), no Autódromo de Goiânia, a Corrida do Milhão, quinta etapa da temporada. Foi a primeira vitória de Barrichello na categoria. Thiago Camilo e Galid Osman, parceiros na Ipiranga-RCM completaram o pódio.

Pole-position, Barrichello manteve a ponta na largada, seguido por Átila Abreu (Mobil Super Racing), Allam Khodair (Texaco/Full Time Competições), Valdeno Brito (Shell Racing) e Julio Campos (Prati-Mico’s Racing).

Com a janela para a troca obrigatória de pneus (no mínimo um pneu), Abreu foi para os pits antes de Barrichello. O ex-F-1 entrou na volta seguinte, e retornou a frente de Abreu.

Marcos Gomes (Schin Racing Team), que começou a prova na liderança do campeonato, e largou dos boxes, teve a prova totalmente complicada. Ele teve que parar pela segunda vez nos boxes (problemas com a carenagem).

Com o final da janela de parada nos boxes, Barrichello era o líder seguido por Abreu e Camilo. Na metade da prova, Camilo superou Abreu.

Pouco depois, Abreu teve um pneu furado perto da entrada dos boxes. Como a janela para o reabastecimento já estava aberta, o piloto da Mobil Super Racing não perdeu muito tempo.

Barrichello foi para os boxes, reabastecer e trocar pneus, deixando Camilo na liderança. Com a parada de Camilo nos boxes, Antônio Pizzonia (Prati-Mico’s Racing), ainda sem parar nos boxes, assumiu a liderança, seguido por Lucas Foresti (RC3 Bassani), também sem parar. Barrichello era o terceiro, com Camilo colado em sua traseira.

Na 28ª volta, Pizzonia foi para os boxes, deixando Foresti na liderança provisória.

Usando o Puss-to-Pass, Camilo superou Barrichello na 29ª volta. Na volta seguinte, Barrichello deu o troco, e com a ida de Foresti para os boxes, reassumiu a liderança.

Novamente Camilo superou Barrichello na 31ª volta. Em uma disputa por posição, Raphael Matos (Hot Car Competições) tocou na traseira de Brito, que teve um pneu estourado na reta dos boxes, e foi para a área de escape. A frente do carro de Matos ficou destruída. Com isso, a pista ficou cheia de detritos, mas o Safety-car não foi acionado.

Faltando quatro minutos para os 50 minutos programados para a prova (mais uma volta), em uma disputa lado a lado, Barrichello passou Camilo, em definitivo.

Nas duas últimas voltas, Camilo, com apenas mais um Puss-to-Pass, não conseguiu se aproximar o suficiente (e ainda contou com a presença do retardatário Alceu Feldmann entre ele e Barrichello).

Barrichello venceu com apenas 0s186 de vantagem sobre Camilo. Osman fechou o pódio.

Como prêmio, Barrichello faturou R$ 1 milhão.

Abreu foi o quarto, seguido por Campos e Pizzonia. Khodair, Cacá Bueno (Red Bull Racing), Ricardo Mauricio (Eurofarma RC), Nonô Figueiredo (Mobil Super Racing) fecharam os dez primeiros.

Abreu é o novo líder do campeonato com 76 pontos, seguido por Camilo com 72.

A próxima etapa acontece no dia 17 de agosto, em Cascavel, no Paraná.

Final:

1 #111 Rubens Barrichello (Full Time Competições) – 36 voltas, em 52:22.650
2 #21 Thiago Camilo (Ipiranga-RCM) – a 0.186
3 #28 Galid Osman (Ipiranga-RCM) – a 10.258
4 #51 Átila Abreu (Mobil Super Racing) – a 13.533
5 #4 Julio Campos (Prati-Mico’s Racing) – a 15.607
6 #1 Antonio Pizzonia (Prati-Mico’s Racing) – a 16.818
7 #18 Allam Khodair (Full Time Competições) – a 19.388
8 #0 Cacá Bueno (Red Bull Racing) – a 20.229
9 #90 Ricardo Mauricio (Eurofarma RC) – a 23.008
10 #11 Nonô Figueiredo (Mobil Super Racing) – a 24.266
11 #73 Sergio Jimenez (Voxx Racing Team) – a 28.645
12 #65 Max Wilson (Eurofarma RC) – a 29.142
13 #70 Diego Nunes (C2 Team) – a 30.529
14 #12 Lucas Foresti (RC3 Bassani) – a 33.429
15 #88 Felipe Fraga (Vogel Motorsport) – a 33.773
16 #5 Denis Navarro (Voxx Racing Team) – a 33.900
17 #10 Ricardo Zonta (RZ Motorsport) – a 38.531
18 #83 Gabriel Casagrande (C2 Team) – a 44.078
19 #25 Tuka Rocha (RZ Motorsport) – a 44.534
20 #100 Bia Figueiredo (ProGP) – a 45.402
21 #110 Felipe Lapenna (Hot Car Competições) – a 54.890
22 #74 Popó Bueno (Shell Racing) – a 1:09.845
23 #26 Wellington Justino (Boettger Competições – a 1:12.084
24 #82 Alceu Feldmann (Hanier Racing) – a 1 volta
25 #29 Daniel Serra (Red Bull Racing) – a 2 voltas
26 #80 Marcos Gomes (Schin Racing Team) – a 3 voltas
27 #2 Rafa Matos (Hot Car Competições) – a 6 voltas
28 #77 Valdeno Brito (Shell Racing) – a 7 voltas
29 #72 Fabio Fogaça (Schin Racing Team) – a 7 voltas
30 #14 Luciano Burti (Vogel Motorsport) – a 9 voltas
33 #7 Beto Cavaleiro (Hanier Racing) – a 17 voltas
31 #8 Rafael Suzuki (ProGP) – a 29 voltas
32 #46 Vitor Genz (Boettger Competições) – a 32 voltas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *