Stock: Segundo Camilo, ainda não é hora de administrar

Líder do campeonato com 16 pontos de vantagem – o equivalente a uma 3ª colocação – sobre Ricardo Mauricio e 20 pontos – o equivalente ao 2º lugar – sobre Cacá Bueno, Thiago Camilo garante que está em Santa Cruz do Sul para brigar pela vitória.

“É claro que o meu objetivo é sair de Santa Cruz como líder, e se possível até ampliar a vantagem, e que vou monitorar mais meus concorrentes diretos que os outros, mas esta história de administrar que as pessoas ficam falando não existe, pelo menos por enquanto. Se eu tiver um carro competitivo como venho tendo ao longo do ano, vou com tudo, meu pensamento é vencer, vencer, vencer. Quem fica pensando muito nos outros acaba andando pra trás. Por outro lado, se na corrida eu não tiver carro ou condições de vencer, obviamente não vou partir para o tudo ou nada, porque não preciso”, diz o piloto da Texaco Vogel.

Hoje, sob uma chuva fina que não deu trégua, a Stock Car andou pela primeira vez em 2007 com pista molhada e pneus biscoito. Marcos Gomes (Medley Mattheis) foi o mais rápido na combinação das duas sessões de treinos livres, com uma volta de 1min30s941. Thiago Camilo (1min31s726) foi 8º pela manhã e 5º à tarde, e ficou em 9º no geral. “Nossos pneus de chuva, ao contrário dos slicks, não mudaram em 2007. São os mesmos do ano passado, mas ainda não havíamos trabalhado com eles este ano, e o carro está diferente. Temos alguns ajustes a fazer amanhã, mas estou relativamente tranqüilo com a posição nos treinos de hoje, o carro estava equilibrado e tudo leva a crer que teremos condições de brigar para estar entre os dez carros que farão a  superclassificação amanhã”. Giuliano Losacco, companheiro de Camilo na Texaco Vogel, ficou com o 35º tempo do dia (1min33s020).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *