Stock: Thiago Camilo vence a Corrida do Milhão

Thiago Camilo (Ipiranga RCM/Chevrolet) venceu neste domingo (07/08), a Corrida do Milhão, em Interlagos, São Paulo, 7ª etapa da temporada. Foi a 2ª vitória de Camilo no ano e 10ª na categoria.

Em uma corrida muito movimentada, Camilo assumiu a liderança após a rodada dos pit stops. O pole-positon Marcos Gomes (Medley FullTime/Peugeot), que havia perdido a liderança na largada para Serra, reassumiu a liderança após a parada para reabastecimento e troca de pneus. Contudo com problemas na suspensão esquerda dianteira, Gomes começou a perder rendimento, sendo superado por Camilo, na 25ª volta.

Gomes então começou a segurar o pelotão, permitindo Camilo abrir vantagem. Presos atrás do carro da Medley FullTime vários pilotos, entre eles Allam Khodair (Blau Vogel/Chevrolet), Popó Bueno (A.Matheis Motorsport/Chevrolet), Nonô Figueiredo (Esso Mobil Super Racing FTS/Chevrolet), Serra, Wilson, passaram a disputar posições roda a roda, o que ocasionou vários toques. Em uma delas Popó deu um toque em Khodair, que rodou, perdendo muitas posições.

Nas voltas finais finalmente Gomes começou a ser ultrapassado, saindo do grupo dos dez primeiros. Sem a necessidade da segunda parada nos boxes, as disputas continuaram até a última volta.

Camilo recebeu a bandeirada, após 36 voltas, com 8s417 de vantagem sobre Serra.

“Tive um problema hidráulico nas últimas voltas que deixou o carro difícil de conduzir”, afirmou o vencedor, exausto pelo esforço despendido. Camilo chegou a usar o rádio para pedir uma corrente positiva à equipe nos minutos finais. “Fiz uma prova agressiva no início, usei todo o push-to-pass que dispunha e felizmente consegui administrar no fim. Tenho de agradecer à equipe, porque começamos mal aqui em Interlagos, mas eles conseguiram acertar o carro para a corrida.”

Wilson, depois de largar da 30ª posição, completou o pódio. Figueiredo terminou em 4º, seguido por Átila Abreu (A.M.G. Motorsports/ Chevrolet) e Xandinho Negrão (Medley FullTime/ Peugeot). Popó Bueno, Ricardo Mauricio (Eurofarma RC/Chevrolet), Julio Campos (Crystal Racing Team/Chevrolet) e Antonio Pizzonia (Scuderia 111/Peugeot) fecharam os dez primeiros.

Cacá Bueno (Red Bull Racing/Peugeot) esteve entre os primeiros até o pit stop. O bi-campeão teve problemas em um das rodas, e perdeu uma volta. Faltando três voltas, Bueno recolheu o carro para a garagem.

Convidado da organização, o canadense Jacques Villeneuve (Shell Racing /Peugeot) terminou na 18ª posição. O Campeão Mundial de F-1 em 1997, chegou a liderar a prova, ao fazer a sua parada nos boxes logo nas primeiras voltas.

Giuliano Losacco (Hot Car Competições/Chevrolet)  provocou a entrada do Safety-Car, ao ficar parado no Esse do Senna, na 12ª volta.

Camilo lidera o campeonato com 122 pontos. Wilson é o segundo com 87, seguido por Cacá e Abreu, empatados com 83. Mauricio é o 5º com 70.  

A próxima etapa o GP da Bahia, acontece no dia 4 de setembro.

Final:

1º) Thiago Camilo – Ipiranga-RCM (Chevrolet) 36 voltas em 1h06min27s374
2º) Daniel Serra – Red Bull Racing (Peugeot) a 8s417
3º) Max Wilson – Eurofarma RC (Chevrolet) a 13s447
4º) Nonô Figueiredo – Esso Mobil Super Racing FTS (Chevrolet) a 13s623
5º) Átila Abreu – A.M.G. Motorsports (Chevrolet) a 20s824
6º) Xandinho Negrão – Medley FullTime (Peugeot) a 23s571
7º) Popó Bueno – A.Matheis Motorsport (Chevrolet) a 25s442
8º) Ricardo Mauricio – Eurofarma RC (Chevrolet) a 28s317
9º) Julio Campos – Crystal Racing Team (Chevrolet) a 29s225
10º) Antonio Pizzonia – Scuderia 111 (Peugeot) a 30s002
11º) Marcos Gomes – Medley FullTime (Peugeot) a 31s234
12º) David Muffato – Itaipava Racing Team (Peugeot) a 31s403
13º) Eduardo Leite – Hot Car Competições (Chevrolet) a 31s617
14º) Allam Khodair – Blau Vogel (Chevrolet) a 32s214
15º) Ricardo Zonta – Crystal Racing Team (Chevrolet) a 32s970
16º) Ricardo Sperafico – Amir Nasr Racing (Peugeot) a 33s294
17º) Rodrigo Sperafico – JF Racing (Peugeot) a 34s732
18º) Jacques Villeneuve – Shell Racing (Peugeot) a 35s290
19º) Valdeno Brito – Esso Mobil Super Racing FTS (Chevrolet) a 35s753
20º) Denis Navarro – Bassani Racing (Peugeot) a 38s173
21º) Alan Hellmeister – Scuderia 111 (Peugeot) a 38s944
22º) Cacá Bueno – Red Bull Racing (Peugeot) a 3 voltas

Não completaram:

Lico Kaesemodel – Credipar-RCM (Chevrolet)
Luciano Burti – Itaipava Racing Team (Peugeot)
Tuka Rocha – BMC Vogel (Chevrolet)
Felipe Maluhy – Officer ProGP (Chevrolet)
Alceu Feldmann – A.Matheis Motorsport (Chevrolet)
Rodrigo Navarro – JF Racing (Peugeot)
Giuliano Losacco – Hot Car Competições (Chevrolet)
Duda Pamplona – Officer ProGP (Chevrolet)
Tarso Marques – Amir Nasr Racing (Peugeot)
Diego Nunes – Bassani Racing (Peugeot)
Serafin Jr – A.M.G. Motorsports (Chevrolet)

O Campeonato ficou assim:

1º) Thiago Camilo – 122 pontos
2º) Max Wilson – 87
3º) Cacá Bueno e Átila Abreu – 83
5º) Ricardo Maurício – 70
6º) Popó Bueno – 68
7º) Marcos Gomes – 59
8º) Daniel Serra – 47
9º) Allam Khodair – 46
10º) Duda Pamplona – 42
11º) Luciano Burti – 41
12º) Ricardo Zonta – 30
13º) David Muffato – 26
14º) Júlio Campos e Xandinho Negrão – 25
16º) Giuliano Losacco – 20
17º) Valdeno Brito – 15
18º) Nono Figueiredo – 14
19º) Diego Nunes – 13
20º) Felipe Maluhy – 10
21º) Eduardo Leite – 9
22º) Lico Kaesemodel – 8
23º) Antonio Pizzonia – 6
24º) Ricardo Sperafico – 4
25º) Cláudio Ricci e Alceu Feldmann – 3
27º) Alan Hellmeister e Rodrigo Sperafico – 2
29º) Denis Navarro – 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *