Stock: Torre de Babel. Com chefe alemão, Cacá corre com argentino e Serrinha com italiano em Interla

A primeira etapa da temporada 2014 da Stock Car trará uma novidade para todos os pilotos, equipes e fãs. A prova será disputada em duplas e contará com a troca de pilotos durante o pit stop. Para esta corrida a Red Bull Racing tornar-se-á uma verdadeira Torre de Babel. A equipe que é comandada pelo “alemão” Andreas Mattheis e conta com o engenheiro português Gabriel Rodrigues, contará com um piloto argentino e um italiano. Cacá Bueno e Daniel Serra convidaram, respectivamente, o portenho Juan Manoel “Pato” Silva e Alessandro Pier Guidi para dividir a tocada dos carros #0 e #29.

Campeão da TC 2000, em 1999, e do Turismo Carretera , em 2005, Pato Silva já conhece a categoria há algum tempo e esteve presente nos treinos de pré temporada, realizados dias 25 e 26 de fevereiro, em Curitiba (PR). O argentino disputou as provas da TC 2000, que aconteciam junto com a Stock Car em 2006 e 2007, mas ficou surpreso com a estrutura encontrada na capital paranaense.

“Acompanho a categoria há algum tempo, principalmente, depois que a TC 2000 fez algumas corridas juntas com a Stock Car aqui no Brasil e na Argentina. O carro está diferente e parece bem interessante. Já tive a chance de sentar no cockpit e o Cacá (Bueno), que conheço faz tempo, já me explicou algumas coisas. Não vejo a hora de ir para a pista. Acho que vai ser uma corrida bem legal”, comentou Pato Silva, que há quatro edições disputa também o Rally Dakar.

O pentacampeão conhece Pato desde o começo dos anos 2000, quando morou na Argentina e se sagrou Campeão Sul-Americano de Superturismo. “Conheço o Pato (Silva) há bastante tempo. Já corremos em dupla nas corridas longas que têm na TC 2000, já fomos companheiros de equipe na Honda-Petrobras, em 2007. Ele é um piloto muito bom, com uma tocada parecida com a minha. Acho que vamos formar uma dupla forte para a primeira corrida do ano, em Interlagos. Justamente por tudo isso, foi uma escolha fácil”, avaliou Cacá.

Já Serrinha, atravessou o Atlântico para arrumar um parceiro para a abertura da temporada 2014 da principal categoria do automobilismo brasileiro. O piloto do carro #29 da Red Bull Racing formará dupla com o italiano Alessandro Pier Guidi, vencedor da categoria GT na última edição das 24h de Daytona.

“Conheci o Alessandro (píer Guidi) nas 24h de Daytona de 2013 e deste ano. Já tinha ouvido falar dele, mas não o conhecia. Ele tem bastante experiência em carros de turismo e está bastante empolgado em correr aqui em Interlagos”, contou Serrinha.

Para o italiano, correr no Brasil será uma grande oportunidade. Guidi já ouviu falar muito bem da Stock Car e espera se divertir no fim de semana ao lado do paulista da Red Bull Racing. “Como corri com o Xandinho Negrão, já tinha escutado sobre a Stock Car, apesar de não ser uma categoria muito conhecida na Europa. Sei que é um campeonato muito competitivo, que o público brasileiro é apaixonado por corrida e, pelo que conversei com o Daniel (Serra), o carro está no meio do caminho entre o da DTM e o da Nascar”, garantiu o italiano, que confessa ter ficado surpreso com o convite para esta etapa.

“No primeiro momento, fiquei surpreso. Conheço o Daniel desde a 24h de Daytona do ano passado, mas nunca corremos na mesma equipe. Fiquei feliz em poder aceitar este convite, pois o Daniel é um piloto muito forte, a Red Bull Racing é uma das principais equipes da categoria e terei a oportunidade de experimentar uma situação nova. Como é tudo novidade, não sei muito bem o que esperar desta corrida, mas tenho certeza de que teremos tudo para conseguir um bom resultado”, afirmou Pier Guidi.

A primeira etapa da Stock Car acontece dia 23 de março, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo (SP).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *