Stock: Vogel confirma Camilo e Losacco para 2007

A equipe Texaco Vogel vai entrar ainda mais forte na temporada 2007 da Stock Car. No ano em que a Stock vai crescer em visibilidade com oito de suas doze corridas transmitidas ao vivo pela Rede Globo, a Texaco vai contar com dois dos maiores pilotos em atividade no país: Giuliano Losacco e Thiago Camilo. Losacco substitui Gualter Salles na Texaco Vogel. Paulista, 29 anos, ele tornou-se o mais jovem campeão da história da Stock Car ao conquistar o título de 2004, e no ano seguinte sagrou-se bicampeão. Foi 5º colocado em 2006. Camilo, que correrá pelo terceiro ano consecutivo pela Texaco, tornou-se, também em 2004, aos 20 anos, o mais jovem piloto a vencer uma corrida na Stock Car. Esse ano ficou em 6º no campeonato. À frente do time estará o experiente Mauro Vogel, que entre 1988 e 1993 levantou nove campeonatos de turismo, Fórmula Ford e Fórmula Chevrolet para as cores da Texaco.

 


“No momento em que a Stock Car se consolida não só como a principal categoria de automobilismo do Brasil, mas como o principal evento fixo da grade da Rede Globo depois do futebol e da Fórmula-1, é muito importante termos um time ainda mais forte para disputarmos o título”, diz Harrison Baptista, gerente da marca Texaco para a América Latina.


 



LOSSACO ANDA NA TEXACO VOGEL


 



No dia 11 de dezembro, em Interlagos, menos de 24 horas depois de fazer sua última corrida de Stock Car pela equipe Medley Mattheis, Giuliano Losacco andou pela primeira vez no carro da Texaco Vogel, durante o teste coletivo da Stock Car. “Gostei muito do carro, que é extremamente equilibrado, e mais ainda de trabalhar com o Mauro. É impressionante a velocidade com que ele transformou em melhoras no acerto do carro as informações que passei para ele. Já tinham me dito que ele era um cara fantástico, a expectativa era grande, e foi mais que confirmada. Vim para cá com o objetivo de ajudar a Texaco a ser campeã em 2007 e estou mais motivado que nunca para atingir esta meta”, disse Losacco.



Thiago Camilo, que junto com o companheiro de equipe e mais Cacá Bueno e Ingo Hoffmann forma o seleto grupo de pilotos que ganhou pelo menos uma prova por ano nas temporadas 2004, 2005 e 2006, também andou no teste coletivo e se mostrou motivado. “O Giuliano é meu amigo fora dos autódromos, é um bicampeão, e acho que isto vai fazer com que nossa disputa pelas vitórias só some para a equipe. Eu terei um parâmetro alto para acompanhar e ele também. Vamos trabalhar como um time para que a Texaco saia campeã, não importa com que piloto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *