Super GT: Brasileiro larga em terceiro na última etapa em Fuji

O brasileiro João Paulo de Oliveira, ao lado do japonês Naoki Yokomizo, da Nissan, vai largar da terceira posição na nona etapa do Campeonato Japonês de Super GT, que será disputada neste domingo (05/11) no circuito de Fuji, no Japão.


“Nosso carro está rápido e consegui fazer uma boa volta tanto na classificação como na Super Pole”, garante o paulista. A pole position ficou com a dupla franco-nipônica da Honda Loic Duval/Hideki Mutoh, seguido da dupla nipo-irlandesa Naoki Hattori/Peter Dumbreck, da Toyota.

 


O grid de largada desta última prova do principal certame asiático de carros de Gran Turismo retrata bem o grande equilíbrio entre os competidores. Além de três marcas diferentes ocuparem as três primeiras posições, os líderes do torneio Sebastien Philippe/Shinya Hosokawa, com Honda NSX, vão largar apenas da 13ª posição.  Os vice-líderes Juichi Wakisaka/Andre Lotterer (Toyota Lexus SC430) e Ryo Michigami/ Takashi Kogure (Honda NSX) vão partir respectivamente da sétima e 11ª posições. Já os pole position ocupam apenas a 11ª posição na tabela de pontuação.


 


O paulista João Paulo de Oliveira além de ser o piloto da Nissan e da Bridgestone melhor posicionado para a largada do encerramento do campeonato, conseguiu repetir a sua performance da segunda etapa, saindo em terceiro. Ele também conseguiu uma melhora considerável no tempo de volta em relação a terceira rodada, também realizada em Fuji, quando na ocasião largou em décimo. Ele baixou em 1s8 a sua marca anterior, ao ser cronometrado agora em 1min34s084, ficando a apenas 0s416 da pole position, apesar do Nissan ser o único carro da Super GT com turbo-compressor, que leva desvantagem em relação aos carros de motores aspirados nas retomadas de velocidade. “O meu carro está bem acertado aqui. Na corrida, vamos trabalhar em equipe. Mais importante do que um bom resultado individual, é que a Nissan saia daqui campeã”, declarou o ex-campeão japonês de Fórmula 3, e um dos profissionais mais respeitados do automobilismo japonês.


 


Uma das competições mais competitivas do automobilismo mundial, o Super GT Japonês tem três fábricas (Nissan, Honda e Toyota) e oito duplas de pilotos brigando pelo título nesta última corrida.  Levando alta tecnologia em seus carros, a Super GT é também uma das categorias de turismo mais potentes da atualidade. Divididos em duas classes, denominadas GT500 e GT300, que se diferem pela potência dos motores – com 500 hp e 300 hp, respectivamente -, todos correm juntos na pista somando em torno de 40 competidores.


 


O grid de largada da última etapa do Campeonato Japonês de Super GT ficou assim:


 


1 – Loic Duval / Hideki Mutoh (Honda NSX), 1min33s668


2 – Naoki Hattori / Peter Dumbreck (Toyota SC), 1min33s755


3 – João Paulo de Oliveira / Naoki Yokomizo (Nissan Fairlady Z), 1min34s084


4 – Masataka Yanagida / Seiji Ara (Nissan Fairlady Z), 1min34s195


5 – Yuji Tachikawa / Toranosuke Takagi (Toyota Lexus SC430), 1min34s203


6 – Daisuke Ito / Ralph Firman (Honda NSX), 1min34s397


7 – Juichi Wakisaka / Andre Lotterer (Toyota Lexus SC430), 1min34s525


8 – Akira Iida / Tatsuya Kataoka (Toyota Lexus SC430), 1min34s551


9 – Michael Krumm / Richard Lyons (Nissan Fairlady Z), 1min34s740


10 – Manabu Orido / Takeshi Tsuchiya (Toyota Supra), 1min34s867
11 – Ryo Michigami / Takashi Kogure (Honda NSX), 1min34s787


12 – Satoshi Motoyama / Tsugio Matsuda (Nissan Fairlady Z), 1min35s136


13 – Sebastien Philippe / Shinya Hosokawa (Honda NSX), 1min35s235


14 – Benoit Treluyer / Kazuki Hoshino (Nissan Fairlady Z), 1min35s678


15 – Andre Couto / Katsuyuki Hiranaka (Toyota Supra), 1min35s715


 


O Campeonato Japonês de Super GT está assim, após oito etapas:


 


1 – 100 Sebastien Philippe / Shinya Hosokawa (Honda NSX), 79 pontos;


2 – 36 Juichi Wakisaka / Andre Lotterer (Toyota Lexus SC430), 72;


2 – 18 Ryo Michigami / Takashi Kogure (Honda NSX), 72;


4 – 1 Yuji Tachikawa / Toranosuke Takagi (Toyota Lexus SC430), 71;


5 – 22 Michael Krumm / Richard Lyons (Nissan Fairlady Z), 70;


6 – 23 Satoshi Motoyama / Tsugio Matsuda (Nissan Fairlady Z), 69;


7 – 8 Daisuke Ito / Ralph Firman (Honda NSX), 68;


8 – 12 Benoit Treluyer / Kazuki Hoshino (Nissan Fairlady Z), 67;


9 – 35 Naoki Hattori / Peter Dumbreck (Toyota SC), 49;


10 – 6 Akira Iida / Tatsuya Kataoka (Toyota Lexus SC430), 35;


11 – 32 Loic Duval / Hideki Mutoh (Honda NSX), 31;


12 – 3 João Paulo de Oliveira / Naoki Yokomizo (Nissan Fairlady Z), 29;


13 – 24 Erik Comas / Masataka Yanagida (Nissan Fairlady Z), 23;


14 – 25 Manabu Orido / Takeshi Tsuchiya (Toyota Supra), 16;


15 – 66 Andre Couto / Katsuyuki Hiranaka (Toyota Supra), 12.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *