Super GT: João Paulo de Oliveira tem mais um desafio neste final de semana

Com a alta competitividade da categoria, o brasileiro trabalhará no acerto de seu Nissan Fairlady Z em busca de um bom resultado.

 


João Paulo de Oliveira disputará neste domingo (15/10) a penúltima etapa do Campeonato Japonês de Super GT, no circuito de Autópolis, no Japão. Nos testes coletivos realizados anteriormente nesta pista, o desempenho do Nissan Fairlady Z não foi satisfatório, o que deixa o brasileiro ansioso para começar a participar dos treinos oficiais, com o intuito de encontrar um bom equilíbrio. “Essa é uma pista bem seletiva e com muita variação de curvas, o que me agrada bastante. No entanto, o acerto é muito importante”, avisa o paulista.


 


O circuito de Autópolis, com quase 4.700 metros de comprimento e 12 curvas, pode não ser dos mais favoráveis à Nissan, que possui os únicos carros com turbo-compressor da categoria e leva desvantagem em relação aos carros aspirados em setores de baixa velocidade, tendo menor rendimento nas retomadas. Mesmo assim, o paulista pretende terminar a temporada com boas performances nas duas últimas provas da temporada. “Baseado nos testes que tivemos lá, há pouco mais de um mês atrás, precisamos melhorar o acerto para obter melhores resultados. A escolha de pneus será importante, já que este circuito tem um consumo intenso de pneus e isso deverá ser um fator que influenciará o resultado”, alerta João Paulo.


 


Passadas sete etapas do mais importante certame asiático de carros tipo Turismo, o brasileiro busca melhorar sua colocação no campeonato na prova dos 300 km de Kyushu, mas não depende apenas de seu esforço e de seus mecânicos e engenheiro. “Espero e muito uma evolução de meu companheiro de equipe”, falou sobre o japonês Naoki Yokomizo. “Na última etapa eu lhe entreguei o carro em uma posição que nos daria a sexta colocação no final. Porém, o ritmo dele foi decepcionante e acabamos perdendo quatro posições e terminando em 11º lugar. Assim como nos 1000kms de Suzuka, onde o ritmo dele não foi nada satisfatório. Enfim, espero um desenvolvimento no lado dele”, aguarda Oliveira.


 


Muito competitivo, o Super GT Japonês tem Toyota e Honda empatadas na liderança com Juichi Wakisaka/Andre Lotterer (Toyota Lexus SC430) e Sebastien Philippe /Shinya Hosokawa (Honda NSX), com 68 pontos. Apenas três pontos atrás vêm mais duas duplas, com Yuji Tachikawa/Toranosuke Takagi (Toyota Lexus SC430) empatados com o primeiro Nissan, de Michael Krumm/Richard Lyons (Nissan Fairlady Z).


 


O Campeonato Japonês de Super GT está assim, após sete etapas:


 


1 – 36 Juichi Wakisaka / Andre Lotterer (Toyota Lexus SC430), 68 pontos;


1 – 100 Sebastien Philippe / Shinya Hosokawa (Honda NSX), 68;


2 – 1 Yuji Tachikawa / Toranosuke Takagi (Toyota Lexus SC430), 65;


2 – 22 Michael Krumm / Richard Lyons (Nissan Fairlady Z), 65;


5 – 8 Daisuke Ito / Ralph Firman (Honda NSX), 63;


6 – 12 Benoit Treluyer / Kazuki Hoshino (Nissan Fairlady Z), 59;


7 – 18 Ryo Michigami / Takashi Kogure (Honda NSX), 52;


8 – 35 Naoki Hattori / Peter Dumbreck (Toyota SC), 47;


9 – 23 Satoshi Motoyama / Tsugio Matsuda (Nissan Fairlady Z), 44;


10 – 6 Akira Iida / Tatsuya Kataoka (Toyota Lexus SC430), 35;


11 – 32 Loic Duval / Hideki Mutoh (Honda NSX), 31;


12 – 3 João Paulo de Oliveira / Naoki Yokomizo (Nissan Fairlady Z), 26;


13 – 24 Erik Comas / Masataka Yanagida (Nissan Fairlady Z), 18;


14 – 25 Manabu Orido / Takeshi Tsuchiya (Toyota Supra), 16;


15 – 66 Andre Couto / Katsuyuki Hiranaka (Toyota Supra), 11 pontos.


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *