Superleague Formula: Bernoldi larga em sétimo

Brasileiro faz ótimo trabalho na tomada de tempos já na estréia. Em sua segunda experiência com o carro do Flamengo, paranaense diz que deve melhorar.

Enrique Bernoldi vai largar da sétima posição em sua estréia na Fórmula Superliga, campeonato cujas equipes defendem as cores de tradicionais clubes de futebol de todo o planeta e que faz neste final de semana em Magny Cours, na França, a abertura da temporada 2009 da categoria.

O piloto brasileiro fez um ótimo trabalho na França. O classificatório da F-Superliga é disputado em um formato parecido com o de um torneio de futebol: dois grupos se enfrentam na pista, e os quatro melhores de cada passam às quartas-de-final. Depois, os dois melhores de ambos os grupos disputam a semifinal, na qual dois carros se classificam para a disputa da pole position. Assim, a pole ficou com o Corinthians, defendido por Antonio Pizzonia, com o tempo de 1min26s555 obtido na final contra o Liverpool, do piloto espanhol Adriás Vallés.

Enrique Bernoldi, que defende o Flamengo, poderia ter obtido uma vaga mais à frente. O brasileiro perdeu tempo em sua volta rápida nas quartas-de-final, quando disputava uma vaga com o conterrâneo Pizzonia. “Eu vinha em um bom ritmo, mas entrei muito forte em uma curva que era essencial para um bom tempo de volta. O carro escorregou um pouco mais do que o desejável, colocou uma roda na grama e se desequilibrou. Foi o suficiente para que eu perdesse um tempo valioso na classificação”, disse o paranaense, que havia passado à segunda fase com o marca de 1min27s285, o quarto melhor do Grupo A.

“Mesmo assim, achei uma boa posição de largada. A maioria dos pilotos aqui está em sua segunda temporada e tive meu primeiro contato com o carro apenas na sexta-feira”, ponderou. “Estamos progredindo e a sétima posição pode ser considerada boa, considerando todo o clima de novidade que envolve não só a mim, mas também a equipe”, disse Enrique, que tem o carro preparado pelas equipes Delta e a Alan Docking Racing (ADR).

Bernoldi encara a abertura da temporada da Superliga como uma espécie de retorno aos monopostos. “É a minha volta aos monopostos depois que fraturei a mão correndo na Indy em setembro do ano passado, e desta vez não senti nenhum tipo de dor, mesmo com o volante mais pesado e sem direção hidráulica. Então, vou encarar o final de semana aqui em Magny Cours como experiência e tentar conquistar pontos”, afirmou.

A largada para a primeira corrida será às 6 horas (de Brasília) e terá a duração de 45 minutos. A segunda prova, com o resultado invertido da corrida 1 formando o grid, terá largada às 9 horas, e a Super Final – corrida entre os três primeiros de cada uma das provas anteriores -, acontece às 10 horas, com meia hora de duração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *