Superleague Fórmula: Entendendo um pouco mais sobre a nova categoria

Essa semana aconteceu em Vallelunga (ITA) os primeiros testes coletivos dos times, contando com a participação de 9 clubes.

A nova categoria do automobilismo mundial conta com a participação dos mais famosos clubes do planeta, porém o comando dos carros não está no controle dos boleiros.

Cada carro do clube de futebol é controlado por uma equipe internacional e de qualidade, como por exemplo a Astromega que cuida do carro do Flamengo e a Eurointernational que cuida do bólido corinthiano. Outras equipes como  Zakspeed, FMS, Team West Tec, Scuderia Playteam Sarafreee e GU Racing (famosa na F3 Alemã) integram o clã.

Agora o mais importante: de onde sai a verba para manter um time de automobilismo internacional? Os dois clubes brasileiros, mesmo sendo com as maiores torcidas do Brasil, não teriam verba para manter uma equipe no automobilismo nacional, muito menos correndo pelo mundo.

A explicação pode ser localizada no próprio site da categoria, em inglês: “Superleague Formula features 20 cars competing against one another, with each one carrying the colours and livery of major football clubs from Europe and around the world. While none of the clubs are required to contribute financially, the fans invest their support, ready to embrace the symbiosis of pure racing with their football club“, ou seja, resumidamente os times não arcam com verba alguma na categoria, mas sim recebem por ceder seus nomes e logos aos carros, os famosos direitos de imagem.

Os times que cuidam dos carros (não vamos confundir com os clubes de futebol) são responsáveis por todos os custos, além de contratação do piloto, entre outras despesas.

A prova do pouco vínculo dos clubes de futebol com a categoria pôde ser verificada nos testes dessa última semana na Itália, onde os pilotos não são da mesma nacionalidade dos clubes de futebol. Será que o Milan, um dos maiores e mais ricos times de futebol do mundo não gostariam de ver um piloto italiano dentro do cockpit do seu carro? Com certeza sim, porém é o holandês Robert Doornbos (ex-F1 e Indy) que comanda o carro.

A temporada 2008 da Superleague Formula terá sua estréia no dia 31 de agosto na pista de Donington Park (Inglaterra). Nurburguing, Zolder, Estoril, Vallelunga e Jerez completarão a temporada.

Ainda não há confirmação, mas as emissoras brasileiras já se movimentam para realizarem a cobertura ao vivo das provas. Rede Record é a que está mais adiantada nas negociações.

A cobertura completa de todas as provas você poderá acompanhar aqui no SpeedRacing.com.br.

Não deixe de conferir as fotos dos carros que participarm dos testes na Itália clicando aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *