Superleague Fórmula: Liverpool mantém liderança após provas em Donington Park

O inglês Liverpool, com o espanhol Adrián Vallés, manteve a liderança do campeonato, após a terceira etapa da temporada, disputada neste domingo (02/08), em Donington Park, na Inglaterra. Vallés terminou em sexto nas duas provas, não disputando a Super Final.

Primeira prova:

O suíço FC Basel, com o alemão Max Wissel, venceu a primeira prova da etapa. Foi a primeira vitória do time na categoria. O escocês Rangers, com o irlandês John Martin, foi o segundo, seguido pelo brasileiro Corinthians, que largou na pole-position com Antonio Pizzonia.

Logo na largada o Safety-Car foi acionado, após um toque entre o brasileiro Enrique Bernoldi, do brasileiro Flamengo, e Vallés. Bernoldi rodou, abandonando na hora. Na 4ª volta a prova recomeçou.

Pizzonia manteve a liderança, com 1s2 de vantagem sobre Wissel. Na 9ª volta começaram os pit stops obrigatórios. Martin saiu na frente, seguido por Wissel e Pizzonia, que foi três segundo mais lento nos boxes.

“A equipe estragou minha corrida. Entrei para troca de pneus em primeiro e voltei em terceiro. O pit stop foi muito lento, fazendo com que eu perdesse a corrida nos boxes, o que é frustrante. Foi o fim”, lamentou Pizzonia.

Com um carro mais rápido Wissel superou Martin, vencendo com 2s180 de vantagem sobre o irlandês. Pizzonia foi o terceiro.

O italiano Giorgio Pantano, do italiano Milan, foi o 4º, seguido pelo inglês Craig Dolby, do inglês Tottenham. Vallés chegou em 6º.

Segunda prova:

As equipes portuguesas fizeram dobradinha na segunda prova. O Porto, com o francês Tristan Gommendy venceu seguido pelo Sporting, com o português Pedro Petiz.

Com o grid totalmente invertido em relação ao resultado da primeira prova, Bernoldi, largou na pole-position, mantendo a primeira posição até fazer o ex-piloto de F-1 fazer o seu pit stop obrigatório, na 10ª volta. Contudo com problemas mecânicos na transmissão, Bernoldi não saiu dos boxes.

“Eu larguei na pole e estava em primeiro, mas o carro não estava muito bom. Fiquei mais segurando a primeira posição depois da largada do que abrindo diferença para os que estavam atrás. Quando fui para os boxes realizar o pit stop, a embreagem deve ter quebrado ou tivemos algum problema com câmbio, pois o carro ficou travado na marcha e não consegui sair do lugar”, disse Bernoldi.

O argentino Esteban Guerrieri, do espanhol Sevilla, que havia ultrapassado Petiz na curva Melbourne, assumiu a liderança com o abandono de Bernoldi. Mas por apenas uma volta. Com a bateria falhando o argentino abandonou logo após entrar nos boxes.

Pizzonia, que largou em 16º, permaneceu na pista, assumindo a liderança na 13ª volta. Cinco voltas depois o brasileiro fez a sua parada, voltando em 8º. Gommendy, que usou a estratégia de parar mais cedo nos boxes, assumiu a liderança, após todos pararem nos pits, seguido por Petiz e Wissel.

Gommendy venceu com 4s691 de vantagem sobre Petiz. Wissel foi o 3º. O Tottenham chegou em 4º, seguido pelo dinamarquês Midtjylland, com o dinamarquês Kasper Anderson.

Vallés foi novamente 6º. Pizzonia, que na 19ª volta, marcou a volta mais rápida do dia, com 1m19s400, terminou na 8ª posição.

Super Final:

Basel, Rangers, Corinthians, Porto, Sporting e Tottenham se classificaram para a Super Final.

Na largada, o pole Wissel manteve a liderança, até ter problemas com a caixa de marchas na 3ª volta, sendo ultrapassado por Martin. Uma volta depois Dolby também superou Wissel.

Martin venceu, faturando o prêmio de €100, 000. Dolby foi o segundo, com Wissel em terceiro. Pizzonia terminou em 4º.

Petiz e Gommendy, que se tocaram na 2ª volta, fecharam os seis carros que disputaram a prova final, que não conta pontos para o campeonato.

O Liverpool manteve a liderança do campeonato, com 217 pontos. O Basel, com 207 é o vice-líder. O Corinthians, com 161, é o 4º, com o Flamengo, em 10º, com 115.

A próxima etapa acontece em Estoril, em Portugal, entre os dias 5 e 6 de setembro.

Resultados:

Final, primeira prova:

1) Basel (SUI) – Max Wissel (ALE), 31 voltas em 45min15s840;
2) Rangers (ESC) – John Martin (AUS), a 2s180;
3) Corinthians (BRA) – Antonio Pizzonia (BRA), a 3s121;
4) Milan (ITA) – Giorgio Pantano (ITA), a 3s953;
5) Tottenham (ING) – Craig Dolby (ING), a 11s490;
6) Liverpool (ING) – Adrian Valles (ESP), a 12s582;
7) Roma (ITA) – Jonathan Kennard (ING), a 16s415;
8) Porto (POR) – Tristan Gommendy (FRA), a 16s853;
9) Atlético de Madrid (ESP) – Ho-Pin Tung (CHN), a 23s533;
10) Midtjylland (DIN) – Kasper Anderson (DIN), a 24s487;
11) Sevilla (ESP) – Esteban Guerrieri (ARG), a 25s839;
12) Sporting (POR) – Pedro Petiz (POR), a 1min05s223;
13) Galatasatay (TUR) – Scott Mansell (ING), a 1 volta;
14) Lyon (FRA) – Nelson Panciatici (FRA), a 1 volta;
15) PSV (HOL) – Dominick Muermans (HOL), a 1 volta;
16) Anderlecht (BEL) – Yelmer Buurman (HOL), a 24 voltas;
17) Olympiacos (GRE) – Davide Rigon (ITA), a 28 voltas;
18) Flamengo (BRA) – Enrique Bernoldi (BRA), a 31 voltas.

Final, segunda prova:

1) Porto (POR) – Tristan Gommendy (FRA), 30 voltas em 45min36s002;
2) Sporting (POR) – Pedro Petiz (POR), a 4s691;
3) Basel (SUI) – Max Wissel (ALE), a 6s623;
4) Tottenham (ING) – Craig Dolby (ING), a 7s776;
5) Midtjylland (DIN) – Kasper Anderson (DIN), a 10s187;
6) Liverpool (ING) – Adrian Valles (ESP), a 11s540;
7) Atlético de Madrid (ESP) – Ho-Pin Tung (CHN), a 17s468;
8) Corinthians (BRA) – Antonio Pizzonia (BRA), a 17s907;
9) Lyon (FRA) – Nelson Panciatici (FRA), a 40s362;
10) Roma (ITA) – Jonathan Kennard (ING), a 41s002;
11) PSV (HOL) – Dominick Muermans (HOL), a 54s946;
12) Galatasatay (TUR) – Scott Mansell (ING), a 56s634;
13) Sevilla (ESP) – Esteban Guerrieri (ARG), a 20 voltas;
14) Flamengo (BRA) – Enrique Bernoldi (BRA), a 21 voltas;
15) Olympiacos (GRE) – Davide Rigon (ITA), a 27 voltas;
16) Rangers (ESC) – John Martin (AUS), a 29 voltas;
17) Milan (ITA) – Giorgio Pantano (ITA), a 30 voltas;
18) Anderlecht (BEL) – Yelmer Buurman (HOL), a 30 voltas.

Final, Super Final:

1) Rangers (ESC) – John Martin (AUS), 5 voltas em 6min43s077;
2) Tottenham (ING) – Craig Dolby (ING), a 3s750;
3) Basel (SUI) – Max Wissel (ALE), a 6s210;
4) Corinthians (BRA) – Antonio Pizzonia (BRA), a 7s843;
5) Porto (POR) – Tristan Gommendy (FRA), a 10s009;
6) Sporting (POR) – Pedro Petiz (POR), a 31s633.

Campeonato:

1º – Liverpool (Adrián Vallés, Espanha) – 217 pontos
2º – Basel (Max Wissel, Alemanha) – 207
3º – Tottenham (Craig Dolby, Inglaterra) – 202
4º – Corinthians (Antonio Pizzonia, Brasil) – 161
5º – Milan (Giorgio Pantano, Itália) – 154
6º – Porto (Tristan Gommendy, França) – 138
7º – Olympiacos (Davide Rigon, Itália) – 120
8º – Atlético de Madrid (Ho-Pin Tung, China) – 119
9º – Anderlecht (Yelder Buurman, Holanda) – 117
10º – Flamengo (Enrique Bernoldi, Brasil) – 115

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *