Toyota Racing Series: Andrew Tang é o Campeão de 2014

Andrew Tang (Neale Motrsport), de Cingapura, sagrou-se Campeão da temporada de 2014 do Toyota Racing Series.

A quinta e última rodada tripla da temporada foi disputada neste final de semana, no Manfeild Autocourse. Tang venceu a primeira prova, foi sexto na segunda, e terceiro na última. Ele somou 790 pontos, oito a mais do que o britânico Jann Mardenborough (Gilles Motorsport).

O neozelandês Damon Leitch (Victory Motor Racing) terminou em terceiro com 708 pontos, seguido pelo estoniano Martin Rump (Gilles Motorsport) com 627. O holandês Steijn Schothorst com 626 pontos e o russo Egor Orudzhev, ambos da M2 Competition, com 595 pontos, fecharam os seis primeiros.

Dois brasileiros disputaram o campeonato, ambos pela M2 Competition. Gustavo Lima terminou em 11º, com 400 pontos. Já Pedro Piquet, filho do tricampeão mundial de F-1 Nelson Piquet, foi retirado da competição pela CBA pouco antes do começo da terceira etapa. Por ter apenas 15 anos, ele teoricamente não poderia competir, apesar de no inicio ter a licença de competição expedida pela CBA. Dias depois, a CBA divulgou uma nota oficial, pedindo desculpas pelo ocorrido. Ele marcou 142 pontos, sendo 23º no campeonato.

Outro piloto de apenas 15 anos, o russo Matevos Issakyan (ETEC Motorsport 1) também disputou o campeonato.

Foram cinco rodadas triplas, totalizando quinze provas em cinco finais de semana consecutivos (entre os dias 11 de janeiro e 09 de fevereiro). Todas as provas foram disputadas na Nova Zelândia (Teretonga Park, Timaru International Raceway, Highlands Motorsports Park, Hampton Downs Motorsport Park e Manfeild Autocourse).

Tang e Mardenborough e Orudzhev, venceram três provas, cada. Rump e Schothorst, duas cada. Os neozelandeses James Munro e Nick Cassidy, ambos da Neale Motorsport, venceram uma vez, cada. 

Campeão em 2012 e 2013, Cassidy disputou apenas a última etapa, e venceu a última prova do ano, e a principal do campeonato, o GP da Nova Zelândia. Ele se tornou o segundo piloto a vencer a prova tres vezes consecutivas, em 59 anos de história.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *