Truck: Débora Rodrigues é destaque no grid em Fortaleza

Pela segunda vez seguida, a única representante feminina da categoria se classifica para a superpole e sai na 3ª posição amanhã no Ceará.



O novo formato de classificação da Fórmula Truck vem consagrando a única representante das mulheres na categoria. Neste sábado, em Fortaleza, a piloto Débora Rodrigues mais uma vez conseguiu um lugar entre os cinco melhores que disputam a pole position em um treino separado, batizado de superpole.


Em Caruaru (PE), na abertura da temporada, a piloto da RM Competições conseguiu levar seu novo caminhão Volkswagen Constellation ao 4º lugar no grid, o seu melhor na carreira até então. Neste sábado, no treino classificatório da segunda etapa da Truck, que corre pela primeira vez no circuito de Eusébio, na Grande Fortaleza, Débora foi mais uma vez destaque, e larga amanhã na terceira colocação, recorde de uma mulher na Truck.


 


“Pelo visto, vou brigar pela condição de primeiro piloto da nossa equipe”, disse Débora, brincando com seu marido e companheiro de equipe, Renato Martins, que larga domingo na sexta colocação. O recordista de vitórias da categoria elogiou o trabalho de sua companheira. “Ela está de parabéns! Este é um circuito novo e ela de cara mostrou ótima adaptação”, comentou Martins.


 


A piloto da RM Competições aproveitou o bom desempenho para elogiar o desempenho da equipe e do novo caminhão.


 


“Fiquei muito contente com o trabalho de todos aqui no Ceará e por isso agradeço pela ótima posição no grid de largada”, diz a piloto, que também acredita que teve sorte com a chuva que marcou o treino deste sábado. “Só espero que a água de uma trégua na corrida, porque em alguns pontos do traçado pode haver acúmulo de água e óleo, daí segurar os caminhões será missão quase impossível”, acredita.


 


Enquanto Débora e Renato comemoraram as boas colocações, Herberto Heinen e Beto Napolitano lamentaram a falta de sorte no treino de hoje. Napolitano foi o primeiro a entrar na pista, logo quando a chuva despencou no autódromo cearense. Com isso, sai na 17ª colocação.


 


“Eu ainda saí de pneus para pista seca e com o temporal quase não consegui completar a volta, de tanto que escorregava. Foi uma pena, porque de manhã fiquei sempre entre os primeiros no treino. É partir para uma prova de recuperação neste domingo”, espera o paulista.


 


Já o gaúcho teve até um cachorro atravessando seu caminho em plena volta de classificação. Heinen conseguiu desviar para a brita, quando seu Volkswagen Worker estava a 160 km/h no final da reta, evitando assim o choque.


 


“Tive sorte de ver o cachorro a tempo de desviar, mas faltou sorte na hora da minha classificação. Corrida é assim mesmo, agora é esperar para a sorte ficar comigo durante toda a prova”, comenta Heinen, o 14º colocado do grid.


 


O pequeno intruso causou uma interrupção no treino, a exemplo do que aconteceu no GP Brasil de F-1 há dois anos. Só que, em Fortaleza, o único que conseguiu tirar o animal da pista foi o próprio Aurélio Batista Felix, presidente da categoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *