Truck: Débora Rodrigues volta à Truck em 2008 pela Volkswagen

Única mulher da categoria esteve ausente após gravidez descoberta na véspera da terceira etapa do ano passado.

A Fórmula Truck volta a ter um de seus principais diferenciais na pista nesta temporada de 2008: a presença da uma mulher competindo entre os 25 pilotos da categoria dos pesos-pesados.

Competindo com um caminhão Volkswagen Constellation da equipe RM Competições, Débora Rodrigues volta às pistas já a partir da primeira etapa, marcada para o próximo dia 2 de março, em Guaporé, no interior do Rio Grande do Sul.

A musa da categoria foi a primeira piloto profissional da história do automobilismo a cumprir “licença-maternidade”. Na véspera da etapa de São Paulo, em maio do ano passado, Débora descobriu que estava grávida e os médicos recomendaram o afastamento das atividades de pista mesmo no início da gestação.

“O mais curioso é que nunca houve um caso como este na medicina esportiva, porque é raro uma mulher ser piloto. Claro que algumas profissões é permitido o trabalho da mulher grávida mesmo após alguns meses, mas no caso do esporte a motor, por envolver risco, a recomendação médica foi o afastamento”, explica Débora.

Mesmo sem poder pilotar, a esposa de Renato Martins continuou freqüentando o ambiente das corridas, incentivando o marido e os outros colegas da Volkswagen, que faturou em 2007 os dois títulos da Truck: de marcas e de pilotos, com Felipe Giaffone.

“Foi difícil ficar longe das pistas, mas foi por um ótimo motivo”, conta Débora. O filho do casal nasceu no dia 12 de janeiro e já leva nome de campeão da Truck: Renato Rodrigues Martins. “Dizem que todo filho de piloto quer acelerar, imagine o Renatinho, com pai e mãe pilotos!”, brinca Débora, sobre seu terceiro filho (ela também é mãe de Jacqueline, de 22 anos, e João Paulo, de 19).

O retorno de Débora para as pistas estava previsto para acontecer no mês passado, nos testes realizados pela equipe RM Competições com os caminhões Volkswagen Constellation em Campo Grande (MS). Porém, a viagem foi adiada devido ao surto de febre amarela –o bebê ainda não poderia ser imunizado com a vacina obrigatória.

Com isso, a volta oficial de Débora será mesmo no primeiro dia de treinos do GP de Guaporé, no dia 29 deste mês. “Já estou trabalhando na preparação física para estar em boa forma física e conseguir ser ainda mais rápida nesta volta à Truck”, conta Débora.

Em sua última temporada completa na Truck, em 2006, a piloto da Volkswagen teve seu melhor desempenho na categoria, terminando o ano na 6ª posição na tabela, com 58 pontos, e contabilizando dois pódios, incluindo um terceiro lugar, em Curitiba, onde esteve ao lado do marido Renato Martins, em um inédito pódio marido-mulher no automobilismo nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *