Truck: Equilíbrio acentuado marca treinos livres em Fortaleza

Giaffone é o mais rápido em treino que apresenta diferença de menos de um décimo e meio de segundo entre o primeiro e o sétimo colocado.

Os treinos livres que abriram a programação da quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck apresentaram, nesta sexta-feira (30), um panorama atípico na categoria. O equilíbrio entre os pilotos e marcas, que tem aumentado gradativamente nos últimos anos, foi apresentado em dose acima do habitual no Autódromo Internacional Virgílio Távora, em Fortaleza, onde apenas 143 milésimos de segundo separaram os sete primeiros colocados.

O mais rápido do dia foi o paulista Felipe Giaffone, da Volkswagen, líder do campeonato desde sua vitória na corrida de quatro semanas atrás em Caruaru. Seu tempo foi 0s061 melhor que o de Geraldo Piquet, brasiliense que defende a Mercedes-Benz. Dele para o paulista Djalma Fogaça, da Ford, a diferença foi de 0s016. Em quarto, a 0s012 de Fogaça, ficou o também paulista Roberval Andrade, da Scania, também vencedor de uma etapa e vice-líder da temporada.

Em quinto ficou mais um paulista, Vinicius Ramires, com outro Mercedes-Benz. Ele ficou entre os dois pilotos da Roberval Motorsport. Foi 0s034 mais lento que Andrade e 0s015 mais rápido que o pernambucano Beto Monteiro, também com um Scania. “Está tudo bem, como esperávamos que estivesse, mais ainda há muito trabalho para amanhã”, diz Andrade, que subiu ao pódio em todas as etapas de 2008. “Estou feliz, o Beto também está num bom ritmo”, observa.

Para o piloto paulista da Scania, a receita do sucesso em Fortaleza alia a velocidade dos caminhões à durabilidade do equipamento. “Um bom preparo físico também faz a diferença, porque o calor é intenso”, alerta. Monteiro concorda. “As diferenças de tempo estão na casa dos milésimos de segundo, e as ondulações na pista judiam muito do equipamento. A durabilidade vai ser determinante para a corrida”, constata o pernambucano, outro que venceu corrida em 2008.

Ramires, piloto do Mercedes-Benz da RRT2, fechou os treinos livres em quinto. O resultado deixou-o satisfeito. “Temos alguma coisinha para melhorar no caminhão, nada que preocupe muito. Correr em Fortaleza é algo que me agrada, o caminhão vem meio de lado nas curvas, isso lembra muito a ‘tocada’ que temos no kart”, compara. “Não posso falar pelos outros pilotos. Particularmente, eu gosto muito desta pista e estou otimista, acho que vou me sair bem”, aposta.

Fortaleza recebeu a Fórmula Truck duas vezes. Em 2007, Giaffone foi o vencedor. No ano anterior, o primeiro colocado foi o paranaense Pedro Muffato, da Scania, que terminou os treinos desta sexta-feira em 13º lugar. “Tudo ficou dentro do esperado, meu caminhão não é tão competitivo aqui. Mas também não estou morto”, avisa, bem humorado. “Eu tenho um bom histórico nesta pista, ganhei uma vez e fui ao pódio em outra, quero manter essa seqüência”, anima-se.

Os pilotos da Truck voltam à pista em Fortaleza neste sábado (31), para mais duas sessões de treinos livres, às 9h e às 11h. A tomada de tempos que vai definir as posições de largada está marcada para as 1h. A corrida, no domingo, terá sua largada às 12h45, com transmissão ao vivo da Rede Bandeirantes – a geração de imagens é da paranaense Master TV.

Nesta sexta, consideradas todas as voltas cronometradas, os melhores tempos de cada piloto foram: 
1º) Felipe Giaffone (SP/Volkswagen), RM Competições, 55s455
2º) Geraldo Piquet (DF/Mercedes-Benz), ABF/Mercedes-Benz, 55s516
3º) Djalma Fogaça (SP/Ford), DF Motorsport, 55s532
4º) Roberval Andrade (SP/Scania), Roberval Motorsport, 55s544
5º) Vinicius Ramires (SP/Mercedes-Benz), RRT2, 55s576
6º) Beto Monteiro (PE/Scania), Roberval Motorsport, 55s591
7º) Leandro Totti (PR/Ford), Londrina Truck Racing, 55s598
8º) Gastón Mazzacane (ARG/Mercedes-Benz), ABF/Mercedes-Benz, 55s790
9º) Chico Serra (SP/Ford), DF Motorsport, 55s845
10º) Renato Martins (SP/Volkswagen), RM Competições, 55s865
11º) João Marcos Maistro (PR/Volvo), Clay Truck Racing, 56s032
12º) Diumar Bueno (PR/Volvo), Bueno Race Truck, 56s049
13º) Pedro Muffato (PR/Scania), MP Motorsport, 56s144
14º) Vignaldo Fízio (SP/Mercedes-Benz), ABF/Mercedes-Benz, 56s193
15º) Valmir “Hisgué” Benavides (SP/Volkswagen), RM Competições, 56s202
16º) Wellington Cirino (PR/Mercedes-Benz), ABF/Mercedes-Benz, 56s245
17º) Luís Carlos Zappelini (SC/Volvo), ABF/Volvo, 56s333
18º) Fred Marinelli (SP/Iveco), Marinelli Competições, 56s452
19º) Régis Boéssio (RS/Volvo), Boessio Competições, 56s523
20º) Adalberto Jardim (SP/Iveco), Scuderia Iveco, 56s705
21º) Débora Rodrigues (SP/Volkswagen), RM Competições, 56s819
22º) José Cangueiro (SP/Mercedes-Benz), ABF/Mercedes-Benz, 58s002

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *