Truck: Hisgué supera Giaffone e larga na pole na disputa do título Sul-Americano

Valmir Benavides crava a pole-position em Buenos-Aires e entra na briga pelo título

O grid de largada da última etapa do Campeonato Sul-Americano da Fórmula Truck está definido, com Valmir Benavides na frente em Buenos Aires, ainda tendo chances matemáticas de conquistar o título. O piloto da RM Volkswagen marcou 1m36s625 em sua volta mais rápida, cinco milésimos mais rápido que seu companheiro de equipe, Felipe Giaffone.

O piloto do caminhão de número 4 é líder do campeonato com 60 pontos, precisando apenas de 10 pontos para levantar o troféu de campeão. Felipe marcou hoje 1m36s630 na última parte do classificatório. Na terceira posição, larga Paulo Salustiano que marcou o tempo de 1m36s826. O piloto da Iveco demonstrou um bom desempenho ficando entre os 3 mais rápidos em todos os treinos da etapa Argentina.

A equipe ABF Mercedes Benz também teve um dia proveitoso, colocando Geraldo Piquet e Wellington Cirino largam, respectivamente, na 4ª e 6ª posições. Entre as duas Mercedes, larga o outro caminhão Iveco, dessa vez o de Beto Monteiro.

Duas punições marcaram o treino classificatório deste sábado. Primeiramente a do vice-líder do campeonato, Danilo Dirani. O piloto da DF Motorsport, o principal adversário de Giaffone na disputa pelo título Sul-Americano, queimou o radar na segunda parte do treino, atingindo 161 km/h enquanto que o máximo é de 160 km/h, e vai largar na 20ª posição. A segunda punição, também por queima de radar, foi a de Roberval Andrade que fazia sua volta rápida no Top Qualyfing. O piloto da Ticket Car Motorsport larga em 8º na prova da capital Argentina.

A Band mostra a etapa de Buenos Aires à partir das 13h (de Brasilia) com transmissão em HD.

Com a palavra:

Valmir Benavides

“As minhas chances de título aqui são muito remotas, além de que, para ser campeão, teria que torcer muito contra o Felipe, e desejo que ele consiga o melhor. Vou torcer para fazer uma boa prova, e se for vice já estarei muito feliz, ainda mais, se a equipe for campeã.”

Felipe Giaffone

“A classificação foi melhor do que eu esperava, pois na última volta consegui dar uma acertada e melhorar o tempo. Isso mostra que o caminhão Volkswagen está muito bom. O Roberval acabou cometendo um erro, ele iria fazer uma volta igual ou melhor que a nossa, mas vamos esperar ver o que acontece amanhã. Sei que será complicado, pois se eu economizar demais o pessoal me atropela, e se eu andar muito forte tem perigo de quebrar, então, vou ter que ficar em uma estratégia equilibrada e esperar o melhor.”

Paulo Salustiano

“Esse final de semana foi inteiro muito positivo, pois desde ontém o caminhão já desceu da carreta competitivo, trabalhando nele e fazendo alguns ajustes fino. Mas o guardado ainda vai ficar para a próxima etapa, pois não conseguimos trazer todas as atualizações para cá. Mas de qualquer maneira foi um resultado super positivo.”

Confira o grid de largada:

1º) 2 – Valmir Benavides (W, SP), 1:36.625, média de 125,93 Km/h
2º) 4 – Felipe Giaffone (W, SP), 1:36.630
3º) 55 – Paulo Salustiano (I, SP), 1:36.826
4º) 3 – Geraldo Piquet (M, DF), 1:37.366
5º) 88 – Beto Monteiro (I, PE), 1:37.459
6º) 6 – Wellington Cirino (M, PR), 1:37.540
7º) 83 – Regis Boessio (M, SP), 1:37.672
8o) 1 – Roberval Andrade (S, SP), sem tempo – punido
9º) 23 – Adalberto Jardim (W, SP), 1:38.304
10º) 9 – Renato Martins (W, SP), 1:38.387
11º) 12 – Zé Maria Reis (S, GO), 1:39.278
12º) 50 – Fred Marinelli (I, PR), 1:39.625
13º) 11 – Diumar Bueno (V, PR), 1:40.308
14º) 77 – André Marques (V, SP), 1:40.375
15º) 100 – Vignaldo Fizio (M, SP), 1:40.761
16º) 7 – Debora Rodrigues (W, SP), 1:41.005
17º) 71 – Cristina Rosito (F, RS), 1:42.048
18º) 73 – Leandro Totti (M, PR), 1:42.725
19º) 32 – Luiz Pucci (V, RA), 1:44.720
20) 70 – Danilo Dirani – punido
21) 45 – Leandro Reis – sem tempo
22) 99 – Luiz Lopes – sem tempo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *