Truck: Paulo Salustiano larga na pole em Londrina

Paulo Salustiano larga na pole position da quinta etapa da Fórmula Truck, a ser disputada neste domingo às 13 horas no Autódromo Ayrton Senna, em Londrina. Na tarde deste sábado o piloto do caminhão Mercedes-Benz completou a volta mais rápida nos 3.145 metros da pista da cidade do Norte paranaense em 1min37s400, média de 116,2 km/h e garantiu a posição de honra no grid. Esta é a oitava pole de Salustiano na mais popular categoria do automobilismo da América do Sul. Ao seu lado estará Felipe Giaffone, que buscava a quarta pole position consecutiva no traçado londrinense e deixou escapar por 0s180 de diferença.

Declaração do pole position: https://www.youtube.com/watch?v=XvHc7VObEHM&feature=youtu.be

O Top Qualifying mostrou o grande equilíbrio da Fórmula Truck. Os oito pilotos que brigaram pela pole representam seis marcas diferentes de caminhões: Mercedes-Benz, Volkswagen Constellation, Volvo, Iveco e MAN. entre os favoritos à pole, David Muffato errou na volta rápida e caiu para o oitavo e último posto entre os integrantes da decisão. O líder do Campeonato Brasileiro, Diogo Pachenki, sai na nona posição. Ele enfrentou dificuldades com o maior restritor da categoria.

Grid de largada da quinta etapa da Fórmula Truck, em Londrina:

1) Paulo Salustiano (ABF Mercedes-Benz), 1min37s400
2) Felipe Giaffone (RM Competições-MAN), 1min37s580
3) Wellington Cirino (ABF Mercedes-Benz), 1min37s712
4) André Marques (RM Competições-MAN), 1min37s917
5) Régis Boessio (Boessio Competições), 1min38s192
6) Djalma Fogaça (DF Racing Fans), 1min38s322
7) Roberval Andrade (Dakar Motorsports), 1min38s406
8) David Muffato (MAN TGX), 1min41s615

Pilotos que não se classificaram para o Top Qualifying

9) Diogo Pachenki (Copacol Truck Racing), 1min38s618
10) Adalberto Jardim (RM Competições-MAN), 1min38s731
11) Raijan Mascarello (ABF Racing Team), 1min38s868
12) Leandro Totti (Clay Truck Racing), 1min38s931
13) Valmir Hisgué Benavides (DF Racing Fans), 1min39s685
14) Débora Rodrigues (RM Competições-MAN), 1min39s851
15) Pedro Muffato (Muffatão Racing), 1min40s311
16) Alex Fabiano (ABF Azulim Indy Truck Racing), 1min40s691
17) Joel Mendes Júnior (Fábio Fogaça Motorsports), 1min40s804
18) Luiz Lopes (Lucar Motorsport), 1min41s064
19) Rogério Castro (ABF Racing Team), 1min41s495
20) Beto Monteiro (Lucar Motorsport), sem tempo

Uso dos restritores

A decisão pela modificação no regulamento técnico do uso dos restritores foi tomada em conjunto pelas equipes, pilotos e organização da Fórmula Truck na corrida de Campo Grande, Mato Grosso do Sul e colocada em prática pela primeira vez neste treinamento em Londrina.

Com essa definição, a partir de Londrina e até a penúltima corrida, marcada para dia 6 de novembro em Guaporé, Rio Grande do Sul, o líder na classificação geral (Diogo Pachenki) que usar o restritor de 70mm vai perder cerca de 140 cavalos de potência, o segundo colocado (72mm) deixa de usar 120 HP, o terceiro (74mm) cerca de 100 cavalos, o quarto, David Muffato, 76mm, em torno de 50 e o quinto colocado (Alex Fabiano) aproximadamente 30 HP.

Enquanto isso, os três Iveco ganham 50 cavalos. Caso os pilotos dos Iveco se posicionem entre os cinco, usarão normalmente os restritores previstos pelo regulamento. Todos os outros caminhões do grid mantêm a potência dos motores. A exemplo do ano passado, na decisão do título, dia 4 de dezembro em Curvelo, Minas Gerais, todos os pilotos estarão sem restritores, portanto, em igualdade de condições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *